Home / Produtos / Ração Para Peixes: Qual a Melhor?

Ração Para Peixes: Qual a Melhor?

Acho que qualquer criança em alguma fase da vida já teve um peixe de animal de estimação, como o bettas, por exemplo. Ele foi e provavelmente é uma febre entre os amantes desses bichos. Ter aquário em casa é uma das coisas mais legais que existem, não só pelo indivíduo em si, mas pela calma que esse tanque com água e animais flutuantes causa na gente. Além de deixar o ambiente com um toque bem legal. 

Se você está pensando em ter um, mas preciso saber como cuidar dessa espécie, principalmente da sua alimentação, aqui vai algumas dicas. 

Ração Para Peixes
Ração Para Peixes

Espécie de peixe 

Antes de tudo, você precisa conhecer sobre os peixes que são criados em casa. Neste caso, estamos falando dos tropicais e eles são divididos em dois grupos: os que vivem em água salgada e os que moram em doce. Dentro dessa categoria existem bichos que precisam viver em aquários com uma temperatura de 24 a 28 graus, e são estes os peixes tropicais. Os mais populares aqui são o bettas e o disco, ambos de água doce. Como existem diversas espécies, o tipo de comida vai variar. A respiração do pet também interfere nisso, como veremos a seguir. 

Alguns tem a boca virada para cima, outros com esta apontada para baixo e alguns com um formato reto. Tudo isso influencia na comida ideal para ele. 

Flocos flutuantes 

Como o próprio nome já sugere, os flocos flutuantes não afundam pois são leves. Sendo assim, é indicada para animais que comem na superfície, como betta e o borboleta. Mas é preciso ficar atento a um fator, ela costuma ter muitos corantes e acaba perdendo diversos nutrientes durante o processo de moagem. 

Ela também pode acabar poluindo o aquário caso não ocorra uma higienização adequada. Isso porque os resíduos ficam no fundo do local e apodrecem. Também não dura muito tempo. Mas existem algumas marcas que tiraram boa parte dos corantes da sua composição. Na hora de comprar, leia o rótulo para ter certeza. 

Goldfish Color

Granulado 

Este tipo de alimento é ideal para peixes intermediários. São eles: disco, treta, farpa, ciclídeo sul-americano, anjo e palhaço. Isso quer dizer que eles ficam no meio do aquário.
A ração ideal para eles é aquela que afunda até o fim do local, de forma lenta. Ela pode ser oferecida para outras espécies, mas é importante verificar o tempo de afundamento antes disso. 

Tablete 

O tablete é prefeito para animais que ficam no fundo de sua moradia. Eles exibem uma anatomia diferente, com sua boca voltada para baixo. Por causa disso, não consegue comer nem na superfície ou no meio, por isso necessita de uma refeição que vá direto para o local onde ele se aloja. 

Tetramin

Ração de férias 

Esta ração é uma ótima opção para quem vai passar algum tempo fora e não tem ninguém para cuidar do peixe. Como eles precisam ser alimentados diariamente e, algumas vezes, mais de um vezes ao dia, certas marcas criaram uma versão que dura mais tempo, cerca de 15 dias. Basta jogar no aquário e o pet vai consumir a quantidade que precisa diariamente, sem a necessidade de ninguém alimentar o animal. Em algumas, a própria comida libera pequenas quantidades na água diariamente. Bem interessante! Ela pode ser usada em um ambiente com até 10 bichos. 

Mas não se esqueça que o tipo de ração sempre vai depender da espécie desse indivíduo, assim como sua anatomia, idade e, obviamente, o nutriente que cada um precisa. 

Spirulina

Verifique a composição nutricional da comida 

Outro fator importante na hora de escolher a comida do seu pet é saber a quantidade de nutrientes que ela possui, como citado acima. As com algas e lecitina de soja são boas fontes de proteína vegetal. Já as com camarão e farinha de pais peixe são ótimas opções quando o tutor deseja oferecer proteína animal. É importante que o alimento tenha cerca de 45% desta. 

Vitaminas e minerais também são essenciais para a nutrição do pet, principalmente a vitamina C, que atua no sistema imunológico do indivíduo. Isso diminui as chances dele sofrer com infecções, assim como fortalece seu tecido epitelial e mantém suas nadadeiras saudáveis e bonitas. E falando nisso, os carotenóides, principalmente a astaxantina, exercem um grande realce nas cores e no brilho de peixe. 

Por fim, não esqueça dos prebióticos, eles auxiliam no melhor funcionamento da flora intestinal. 

Vitality

Algumas espécies de aquário 

1 – Peixe cirurgião 

O peixe cirurgião é uma ótima opção para quem quer espécies marinha (salgadas). Além de ser lindo.

É do tipo herbívoro, se alimentando apenas de algas. O único problema é o tamanho que ele pode chegar em um aquário pequeno. Mas é perfeito para quem está começando agora neste ramo, já que o animal é muito resistente. Ele pode ser visto em tons de amarelo e azul claro. 

Prefira criar apenas um da espécie, pois brigam entre si, mas se dá bem com outros espécimes. 

2 – Peixe cirurgião paleta 

Você com certeza conhece a Dory, certo? Ela é um peixe cirurgião paleta, com uma coloração azul, amarela e preta. É um animal bem tranquilo no aquário. 

3 – Peixe palhaço 

Agora é a vez do Nemo. Ele é bem fácil de cuidar, principalmente a variedade Percula falso. Essa criatura colorida é bem ativa e não gosta de se esconder, algo comum entre outros peixes. 

4 – Peixe borboleta 

Existem diversas espécies do peixe-borboleta. Além de todas serem muitos bonitas, também são fáceis de cuidar. Mas obviamente que cada uma vai ter uma alimentação e necessidades diferentes. 

5 – Góbio 

A maioria dos espécimes são ótimas opções para aquario, mas fique atento pois alguns comem pequenos crustáceos. 

Não são agressivos e consomem algas, copépodos e anfípodes. Ele costuma ficar no fundo do tanque, peneirando algas, detritos e restos de comida que ficam neste local. Por causa disso, ele atua como um limpador, retirando as substâncias indesejadas, assim como areja a areia, fator importante. 

É ideal para iniciantes pois não são exigentes quanto a sua alimentação, então ele comerá basicamente tudo o que o tutor pode encontrar numa loja especializada. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *