Home / Listas / 7 Mitos Sobre Morcegos

7 Mitos Sobre Morcegos

Embora se diga que os morcegos na China trazem boa sorte, e os antigos egípcios acreditavam que poderiam curar uma série de doenças, nossos sentimentos sobre os morcegos geralmente são ruins. Talvez esses rumores tenham começado porque os morcegos são tão misteriosos – com seus voos noturnos e habitats escuros, úmidos e relativamente difíceis de estudar. Mas o único mamífero voador do mundo não é tão ruim quanto nossos medos fazem parecer que são. Além disso, somos bombardeados de referências negativas sobre esses animaizinhos em filmes, desenhos, lendas e histórias em quadrinho. Continue lendo este artigo e você descobrirá sete concepções erradas que temos sobre os morcegos, bem como explicações sobre o que realmente acontece nas suas famosas batcavernas.

1. Morcegos Querem Beber Sangue

Morcegos e Sangue
Morcegos e Sangue

Apenas três das cerca de 1200 espécies de morcegos existentes são morcegos vampiros. Os morcegos vampiros nem sequer bebem sangue – Pesquisadores afirmam que o processo de alimentação é mais parecido com o de um mosquito. Embora os mosquitos colham sangue dos humanos, os morcegos vampiros se alimentam principalmente de gado, nosso sangue seria apenas para uma segunda opção de cardápio. Uma curiosidade: atualmente está sendo desenvolvido um medicamento chamado draculin a partir da saliva dos morcegos, que possui propriedades únicas contra a coagulação do sangue. Irônico, não?

2. Morcegos Estão Sempre Pendurados de Cabeça Para Baixo

Morcegos de Cabeça para Baixo
Morcegos de Cabeça para Baixo

Ao contrário da imagem popular, os morcegos não necessariamente oscilam apontando para baixo. Segundo o Dr. Thomas Kunz, da Universidade de Boston, os morcegos costumam repousar horizontalmente quando se empoleiram em pequenas fendas, e não na vertical. Outra grande concepção nossa que quase nunca é tão real quanto achamos.

3. Morcegos São Ratos Voadores

Morcegos São Ratos Voadores
Morcegos São Ratos Voadores

Os morcegos pertencem a uma ordem de animais chamada Chiroptera, não à Rodentia, que é a ordem dos ratos; na verdade, eles estão mais intimamente relacionados aos primatas do que aos roedores. Acredita? Eles também não compartilham comportamento com roedores. Por exemplo, os morcegos não mastigam madeira, metal ou plástico e geralmente não são incômodos. O fato é que os morcegos comem pragas, o que nos leva a…

4. Eles São Irritantes Pesticidas

Morcego Comendo Inseto
Morcego Comendo Inseto

Na verdade, essa afirmação não poderia estar mais errada e oposta à realidade. Segundo a National Geographic, os morcegos podem comer até mil insetos durante apenas uma noite! Sua capacidade de comer insetos é tão notável que carrega, inclusive, uma importância econômica. Um estudo recente mostrou que os morcegos fornecem “serviços não tóxicos de controle de pragas, totalizando de 3,7 bilhões a 53 bilhões de dólares todos os anos”. Os morcegos também polinizam as plantas e distribuem as sementes, e seus excrementos, chamados guano, são usados como fertilizantes.

5. Morcegos São Totalmente Cegos

Morcego Cego
Morcego Cego

Talvez você já tenha ouvido a expressão “cego como um morcego”. Mas, pesquisas confirmam que os maiores podem ter a visão até três vezes melhores que os humanos, de acordo com Rob Mies, diretor executivo da Organização para Conservação de Morcegos. A visão dos morcegos varia entre as espécies, mas nenhuma é totalmente cega. Além de espiar, os morcegos também usam a ecolocalização (emitindo som para navegar) – o que significa que eles provavelmente têm uma ideia melhor de onde estão indo do que muitos de nós.

6. Morcegos Voam para o seu Cabelo e Constroem Ninhos

Morcego em Casa
Morcego em Casa

Este mito é muito antigo e basicamente conta que os morcegos voam nos cabelos das pessoas, ficam presos por lá e constroem seus ninhos. Embora seja verdade que esse boato, séculos atrás, tenha impedido as jovens de sair à noite, os morcegos às vezes apenas passam muito perto da cabeça das pessoas, o que os assusta. Mas a razão não é porque eles estão comprando uma nova casa para morar: nosso corpo atrai insetos e os morcegos, que aprenderam isso durante o tempo, estão atrás de seu próximo lanchinho. Portanto, não se preocupe, seu cabelo longo espetacular está mais do que seguro! A verdade, inclusive, é praticamente oposta ao mito, os morcegos não constroem ninhos: em vez disso, encontram abrigo em estruturas que já existem em algum lugar que consideram seguro. Cavernas, árvores, paredes e tetos são os favoritos, assim como as vigas dos edifícios.

7. Eles Podem te Atacar e Te Passar Raiva

Morcego
Morcego

Não, eles não podem! De acordo com o presidente do Instituto de Conservação de Morcegos da Florida, Shari Clark, diz que estatisticamente os morcegos contraem a raiva com muito menos frequência do que outros mamíferos. E se eles têm raiva, ela se manifesta de maneira diferente do que em guaxinins, raposas ou cachorros, por exemplo. Os morcegos infectados com raiva ficam paralisados e não podem voar ou se empoleirar. Os distanciando ainda mais dos seres humanos. Isso significa que, desde que você fique longe de morcegos no chão que estão se comportando de maneira estranha, você ficará muito bem. Ufa!

Extra: Morcegos No Brasil

Existem, em território nacional, aproximadamente 178 espécies de morcegos, incluindo as três que são consideradas hematófagas, ou seja, se alimentam de sangue. Morcegos representam 20% de todos os mamíferos da Terra! Uma curiosidade muito impressionante sobre os morcegos fêmeas é que elas possuem táticas biológicas que as libera para fazer um controle bastante específico sobre a sua fertilização, a implantação do óvulo e até mesmo no desenvolvimento do feto. Permitindo que elas esperem pelas condições externas perfeitas.

Morcegos são animais muito inusitados e importantes para o funcionamento do nosso ecossistema. Eles são os únicos mamíferos que podem voar, conseguem formar e conviver em colônias enormes que chegam a abrigar mais de 20 milhões de animais! São criaturas que conseguiram se adaptar muito bem às áreas urbanas e voam por enormes distâncias migratórias e, quando levantam voo, são capazes de fazer belíssimas cenas naturais nos céus, impressionando turistas e moradores locais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *