Home / Listas / 6 Fatos Sobre a Águia Americana

6 Fatos Sobre a Águia Americana

Você conhece a águia careca ou americana? Pode pensar que não, mas se já deu uma olhada no grande selo dos Estados Unidos, então você a conhece. Falaremos mais sobre ela logo abaixo. 

  1. Símbolo da maior potência do mundo 

Não dá para negar que os americanos são super prepotentes. Bom, não é a toa, afinal, eles são uma das maiores potências do mundo. E, com essa fama, não poderiam escolher um símbolo menos soberbo do que a água careca ou americana.

Ela não só está presente no grande selo do país, como é a ave nacional dos Estados Unidos da América.
Mas não é só por lá que ela foi usado. Também é símbolo em outros países, como México, Egito, Polônia e Áustria. 

O bicho era visto nos objetos relacionados ao terceiro Reich, regime empregado por Adolf Hitler, onde ele acreditava que a raça ariana estava acima de todas as outras, sendo a mais poderosa. Normalmente ela era colocada acima da suástica. Apesar de ter sido utilizada em um período que foi motivo de morte para muitos judeus e considerado uma das maiores carnificinas da humanidade, ela já foi empregada de formas menos violenta. 

Águia Americana
Águia Americana

Na mitologia grega, ela significa coragem e força. É também o símbolo de Zeus, o Deus dos Deuses. Já na cultura celta, está relacionada a renovação e renascimento. Isso provavelmente está ligado ao fato de um boato que envolve a ave. Este indivíduo pode chegar aos 70 anos, porém, aos 40, ele precisa passar por um processo doloroso, mas que lhe daria mais 30 anos de vida. Se isolando em um ninho em uma montanha, o animal bateu seu bico no parede até este cair. Quando ele nasce, ele tira suas garras. Quando novas aparecem, ele remove todas as suas penas com esta, depois de alguns meses nessa “metamorfose”, ele está pronto para sair desse local e viver mais 30 anos. Acredita-se que isso acontece porque quando alcança os quarenta, o indivíduo não mais consegue caçar por causa do seu corpo, que está velho. As unhas se tornaram flexíveis e por isso não é capaz de agarrar suas presas. As penas, pesadas, fazendo com que a criatura tenha dificuldades na hora de voar. E estas são os principais fatores que fazem dele um ótimo caçador. Quando está nessa fase, tem duas escolhas: passar por esse processo doloroso ou morrer. Porém, isso é algo que ainda não foi confirmado pelos cientistas. Por enquanto, é apenas mais um misticismo que rodeia o pássaro.

Mesmo vivendo tanto tempo na natureza, em cativeiro ela pode alcançar quase os 100 anos.
Elas são encontradas na América do Norte. 

  1. Careca? Calúnia! 

Apesar do nome, a águia americana não é careca. Ela tem penas nessa região, mas elas são direcionadas para baixo. 

Águia Americana
Águia Americana
  1. Algumas características e hábitos

A careca é maior que as outras espécies de águias, junto com a real, que alcança 95 centímetros de comprimento e tem penugem preta e dourada.
Sua alimentação é composta de peixes, principalmente. Para caçá-los, o bicho sobrevoa a superfície de alguma nascente de água e os agarra com suas poderosas garras. Faz todo o processo voando. 

Tem o hábito de construir ninhos enormes. Provavelmente você nunca viu algo preciso antes, quando falamos de aves. Estes podem chegar a ter até uma tonelada. E normalmente estão localizados em regiões altas, como montanhas.
Infelizmente, entrou na lista de bichos em risco de extinção em 1967. Mas desde então, boa parte da sua população foi recuperada. 

  1. Poderosa 

Esse indivíduo, de forma geral, ou seja, não apenas a americana, é considerado uma das mais grandes e poderosas aves de rapina. Todo o seu corpo foi desenvolvido para fazer dela uma excelente caçadora. 

Apresenta um bico grande e curvado, parecido com um gancho. Além disso, tem uma excelente visão, o que permite que veja sua presa mesmo em movimento. Por fim, suas afiadas garras não dão a menor chance para a presa escapar. Ela, inclusive, pode voar horas consecutivas e comer no ar, sem precisar parar para fazer isso.

Como dito, a grande maioria se alimenta de peixe, mas a dourada apresenta uma dieta muito mais requintada e pesada, por assim dizer. Essa espécie é capaz de predar gatos selvagens, raposas e até cabras e veados jovens.
Isso que é uma refeição de peso. 

Águia Americana
Águia Americana
  1. Reprodução 

Durante a reprodução, esse bicho coloca de um a quatro ovos. Porém, as chances de apenas um sobreviver é muito grande, já que o mais forte costuma atacar os mais fracos. E os pais não interferem nesse processo.

O casal é super unido. Além de ter uma relação monogâmica, eles cuidam, juntos, dos bebês. E também caçam em dupla. Por causa disso, são responsáveis por causar devastações significativas entre pequenos e médios mamíferos.
É super territorialista, dividindo sua área apenas com o cônjuge. 

Quanto aos filhotes, a mãe não se afasta dele nem para caçar. Além disso, não é muito corajoso, mesmo sendo adulto. Muitas vezes demanda paciência da fêmea na hora de voar, o que é compreensível, afinal, o ninho sempre fica na parte mais alta de um penhasco.
E a mãe nunca deixa ela cair. Quando percebe que isso vai acontecer, ela logo o resgata e traz de volta para o ninho.
A primeira caça também é acompanhada por ela. Até que finalmente ele se torne independente e vá viver sua vida sozinho. 

Águia Americana
Águia Americana
  1. Águia africana 

Como já deu para perceber, este é um ser poderosíssimo. A africana consegue levantar um peso de até 40 quilos, além disso, é o único capaz de beber água envenenada com sais vulcânicos. Isso é possível graças ao seu bico, que conta com uma espécie de filtro, limpando esse líquido.
Este realmente é uma animal poderoso e por causa das suas características, é compressível que ele esteja ligada a inteligência, perspicácia, renovação e poder, é claro. 

Sem dúvida alguma é uma das aves mais poderosas da natureza e merece esse posto.
Sabendo disso tudo, qual foi sua curiosidade preferida sobre esse bicho? Comente e não esqueça de compartilhar. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *