Home / Listas / 11 Fatos Interessantes Sobre as Aranhas 

11 Fatos Interessantes Sobre as Aranhas 

Essa daqui também não é um dos animais preferidos da humanidade. Eu até entendo, mas sabia que ela traz boas vantagens para a gente? Claro que eu não estou falando para você ter uma tarântula em casa, mas você não precisa matar aquelas pequenas, sabe? E qual é a vantagem? Bom, a dieta desse bicho é composta de vários insetos, inclusive muitos que odiamos, como as baratas, moscas, mosquitos e até traças. Sendo assim, ela é uma controladora natural de pragas. Inseticida de graça, minha gente. Então não precisa se incomodar em matar todas que tem em casa, porque além de serem inofensivas, elas ainda estão te fazendo um favor. 

Bom, vamos conhecê-la melhor? 

  1. Aracnídeos  

A aranha faz parte do grupo dos aracnídeos, juntos com escorpiões, ácaros e carrapatos. Estranho, não é? Esse bicho estar junto com carrapato. Apresenta oito pernas e todas elas são capazes de criar seda. Está é usada para a confecção das famosas “teias de aranha”. Estas servem para capturar suas presas, que ficam grudadas neste local. 

Um fato interessante é que ela se esconder, mas fica em cima dessa armadilha. Quando alguém cai nela, ela sente pelas teias, que começam a se mexer, porque automaticamente a vítima se debate ao ficar grudada. Ou seja, ela nem precisa ficar olhando. É só sentar e esperar, literalmente. 

Aracnídeos  
Aracnídeos
  1. Em todo o mundo  

Assim como muitas espécies, é encontrada ao redor do mundo, em todos os países e continentes que você possa imaginar, menos na Antártica. Lá, realmente, apenas alguns indivíduos são capazes de viver na região, por motivos óbvios: as baixíssimas temperaturas.
Pelo mundão afora, existem cerca de 40 mil espécies diferentes e conhecidas até o momento. 

  1. Inofensiva 

Por causa das suas características físicas e principalmente por ser venenosa, ela causa medo nós seres humanos, mas na verdade ela é bem inofensiva. Claro, isso não vale para todas, como é o caso da Viúva Negra. Essas não só mordem os humanos, como injetam uma toxina. Obviamente que quando isso acontece, a pessoa precisa procurar ajuda médica. 

E uma curiosidade sobre ela. Apesar do nome, ela leva má fama de forma errônea. O macho realmente morre após acasalar, mas isso acontece não porque a fêmea mata ele, porque no processo ele perde um líquido que é essencial para sua sobrevivência, seria como o sangue para gente. E aí ele acaba morrendo. O que pode acontecer, apesar de não ser regra, é a fêmea comer o macho depois de morto. Afinal, a gente não pode desperdiçar comida, não é mesmo. Mesmo que nesse caso a refeição seja o corpo do seu parceiro morto. 

Mas voltando as picadas, apesar de acontecer, morte por elas é algo bem raro. Então, não é motivo de preocupação. Mas eu sei que é muito mais fácil falar do que fazer. 

  1. Matadora de ratos 

E isso fica ainda mais difícil se pensarmos na tarântula. Além de grande, ela tem um corpo todo peludo e uma dieta de dar medo. A bicha é tão poderosa que pode matar ratos, lagartos e até pássaros.
Apesar disso, não representa nenhum perigo para os seres humanos. Olha, representando ou não, eu que não vou arriscar. 

Aranha matando rato
Aranha matando rato
  1. Aracnofobia

Elas botam tanto medo na humanidade que existe até uma doença para quem a teme de forma excessiva: aracnofobia.
Pessoas assim mal podem pensar em aranhas que já passam mal. É coisa séria, tanto que existe tratamento. Normalmente no formato onde a pessoa encara o próprio medo para perder este. É meio que uma terapia de choque, mas dizem que funciona. 

  1. Tamanho de botar medo 

É voltando a tarântula, a espécie golias é a maior delas. O bicho pode ter trinta centímetros. Ele é tão grande que é maior que a mão de um humano adulto. Ah, e ela é carinhosamente chamada de matadora de pássaro. Muito simpática, não é.
Uma outra, chamada de caçadora gigante, tem a mesma estatura só de perna. 

  1. Super-herói 

Aposto que para muitos nerds de plantão, assim como eu, é impossível falar da aranha sem lembrarmos de Spider-Man (Homem-Aranha), o amigo da vizinhança. O super-herói foi criado pelo saudoso Stan Lee e Steve Ditko. Após ser mordido por uma aranha radioativa, Peter Parker ganha super poderes e vira o herói do seu bairro, o Queens, em Nova York. Fotógrafo, estudante, apaixonado pela Mary Jane e membro dos Vingadores, Peter tem a capacidade de lançar teias, reflexo extraordinário, além do seu sentido aranha, que faz ele perceber coisas de uma forma não física. Como se fosse um sexto sentido. Ele apareceu pela primeira vez em agosto de 1962, em uma das edições dos quadrinhos da Marvel, e até hoje faz a cabeça dos nerds de todas as idades. 

Homem aranha
Homem aranha
  1. Mito 

Você já deve ter ouvido um boato que afirma que nós engolimos cerca de quatro aranhas durante o sono ao longo da vida. Graças a Deuses, isso é mito. Na verdade, esse bicho evita procurar abrigo neste local. A gente agradece, viu. 

  1. Presas no seu próprio mundo 

Sabe aquelas pequenas que têm em casa? Sabia que cerca de 95% nunca deixaram este local, nunca viram o mundo pelo lado de fora? Que triste!  

  1. Meu jeito ninja de ser 

Já falamos aqui que elas são bem inofensivas, mas, se um dia você for atacado por um número grande desses animais e se jogar na água para se livrar dela, está perdendo tempo, irmão. Claro que isso vai depender da espécie, mas algumas delas não só conseguem respirar embaixo d’água – como assim? -, como andam sobre líquidos. Uma coisa bem Naruto mesmo. Isso é incrível na mesma proporção que é assustador. 

Aranha
Aranha
  1. Mais forte do que aço

Se comparado grama a grama, a teia desse indivíduo é mais forte que aço.
E quem disse que os animais silvestres não tem consciência ambiental? As aranhas comem a própria teia, e fazem isso para recuperar a proteína que ela gastou criando essa armadilha. Sem desperdício. 

Gostou? Não esqueça de compartilhar e não mate mais as arainhas da sua casa. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *