Home / Listas / 10 Coisas que Você Provavelmente Não Sabe Sobre os Coalas

10 Coisas que Você Provavelmente Não Sabe Sobre os Coalas

Sim, coalas são criaturas lindas, fofas e sempre que pensamos neles o que vem à mente é a Austrália. Mas será que é só isso? Com certeza não! Nós separamos 10 fatos curiosos que você provavelmente não sabe sobre eles e vai adorar.

1. Coalas São Exigentes

Coala Comendo
Coala Comendo

Coalas comem até meio quilo de folhas de eucalipto a cada dia. Dos 600 tipos de folhas disponíveis no seu habitat natural, eles escolhem para se alimentar cerca de 30 dentro dessa inúmera variedade de seleção. Os coalas preferem árvores grandes, mas, mesmo assim, tendem a evitar aquelas que possuem um baixo teor de proteínas e toxinas nauseantes. Como eles conseguem identificar as árvores que deverão ser evitadas? Pelo cheiro!

2. Dorminhocos

Coala Dormindo
Coala Dormindo

Por causa da sua dieta quase que exclusiva de folhas de eucalipto, folhas com baixo teor energético, o tamanho do seu cérebro foi adaptado para que ele possa gastar o mínimo dessa energia possível. Tendo um cérebro pequeno, os coalas dormem muito, só conseguindo ficar acordados quatro horas diariamente.

3. Coalas Apresentam Comportamento de Acasalamento com Mesmo Sexo

Casal de Coalas

Muitas espécies de animais possuem esse tipo de comportamento, o macaco-japonês, moscas-das-frutas, besouros-castanhos, albatroz-de-laysan e até algumas espécies de golfinhos, carneiros e chimpanzés apresentam essa variedade nos seus parceiros sexuais.  Em cativeiro, os coalas fêmeas tendem a manter relações sexuais com outras fêmeas e essa ligação dura o dobro de tempo dos encontros entre machos e fêmeas.

4. A Papinha dos Coalas

Filhote de coala
Filhote de coala

A dieta exclusiva de folhas demanda um tipo de funcionamento do sistema digestivo bastante específico. Quando filhotes, os coalas precisam ingerir uma mistura de microrganismos que só estão disponíveis dentro das suas mães. Isso mesmo, esta mistura se chama “pap” e é um tipo de sopa que se forma no ceco da mãe-coala e é excretada para que seus filhos ingiram. Meio nojento, não é? Mas é só assim que o material cheio dos microrganismos essenciais para o futuro do seu filho consegue chegar ao seu sistema digestivo. Os insumos presentes no pap vão ajudar o coala para o resto de suas vidas, conseguindo digerir diariamente as folhas tóxicas.

5. A palavra “coala” é de origem aborígene

Coala
Coala

O nome Coala vem de uma tribo aborígene australiana e significa “animal que não bebe”. Como a hidratação do coala é suprida só com as folhas de eucalipto, eles não precisam tomar água efetivamente para se manterem hidratados. Isso também faz com isso que eles consigam preservar a fragrância das plantas fazendo com que tenham cheiro de eucalipto.

6. Coalas Podem Ter Pelo Branco

Coala Branco
Coala Branco

Apesar de serem extremamente raros, coalas com pelos brancos têm sido notificados e documentados por cientistas. Um deles tem até um nome: Mick. Ele foi achado e tratado no hospital Port Macquarie, na Austrália, em 2007. Os coalas albinos geralmente possuem o pelo branco com olhos e narizes rosados, mas Mick era extremamente raro e tinha os olhos e narizes pretos.

7. Coalas São Marsupiais Como os Cangurus

Coala marsupial
Coala marsupial

Coalas são animais marsupiais, isso significa que eles possuem uma “bolsa” no seu corpo, que se chama marsúpio, e é o local onde ocorre o desenvolvimento dos seus filhotes. Um filhote de coala nasce pesando apenas 0,5 gramas, do tamanho de um feijão, cegos e sem orelha, depois de um período de gravidez com duração de apenas 30 dias. O coala nasce sozinho, praticamente sem ajuda da sua mãe, e se move (também sozinho) para dentro da bolsa na parte externa da barriga da sua mãe. É no marsúpio que o recém-nascido acessa a mama da sua mãe e se alimenta do seu leita durante cinco meses. Após esse período, o coala filhote passa a ficar agarrado nas costas da sua mãe até completar um ano e só aí começa a se aventurar sozinho pela natureza, se tornando um coala totalmente independente.

8. Eles -Ainda- Não Estão Extintos

Coala e seu habitat
Coala e seu habitat

A Austrália, seu habitat natural, passou por uma temporada antecipada e sem precedentes de incêndios em suas florestas. Muitas fotos de coalas em perigo foram divulgadas na internet fazendo com que o mundo todo se preocupasse e compartilhasse a informação de que eles estariam “funcionalmente extintos”. Eles são uma espécie que é considerada vulnerável à extinção, significando que estão uma classificação acima dos animais realmente ameaçados de extinção. A boa notícia é que ainda não estamos diante do fim de uma espécie, apesar desta situação ser eminente a longo prazo.

9. Temperatura Corporal

Coala com frio

Os coalas desenvolveram uma maneira peculiar de controlar a sua temperatura corporal. Essas fofas criaturas abraçam as árvores para manterem-se refrescados. Pesquisadores usaram câmeras térmicas para comprovar que o ato de abraçar as árvores quando o clima estava quente demais abaixava o nível de calor corporal. Para aumentar a eficácia dessa ação, os coalas se movem para as partes inferiores das árvores que sofrem menos incidência solar e, portanto, estão mais frias.

10. Quase 90% das Fêmeas Têm Clamídia

Coala Fêmea
Coala Fêmea

Os predadores naturais dos coalas não são os responsáveis pelo seu controle populacional. Mas então o que faz o equilíbrio e contenção da espécie? Por incrível que pareça, é uma doença chamada clamídia que realiza esse papel. Sem essa porcentagem alta de infectados, o número de coalas dobraria a cada ano, ameaçando a estabilidade das florestas. Quando eles estão estressados, a clamídia que normalmente é inofensiva, limita o crescimento populacional. Agora, ao invés de superpopulação, uma combinação de perda de habitat e retrovírus está tornando a clamídia um problema, mesmo quando a população diminui.

FONTES:

https://www.mentalfloss.com/article/59114/10-things-you-didnt-know-about-koalas

https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/02/150211_vert_earth_animais_homossexuais_ml

http://multivistos.com/origem-do-nome-coala/

https://www.nationalgeographicbrasil.com/animais/2019/12/coalas-nao-estao-funcionalmente-extintos-pelo-menos-ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *