Home / Informações / Urutau Grande ou Mãe-da-lua-gigante: Curiosidades, Canto e Sorriso

Urutau Grande ou Mãe-da-lua-gigante: Curiosidades, Canto e Sorriso

Pode até soar repetitivo, já que já falamos isso aqui algumas vezes, mas o mundo animal é tão vasto que os humanos provavelmente não conhecem nem um terço desse universo. É bem possível que você descubra uma espécie diferente cada vez que der uma navegada aleatória pela internet. Por exemplo, você estava passeando pela rede e, de repente, se deparou com esse texto sobre o urutau. Aliás, você já tinha ouvido falar sobre essa ave? Não?! Está vendo, o que conhecemos da fauna é apenas a ponta do iceberg. E sobre esse indivíduo, saberemos mais dele logo a diante. 

Urutau Grande
Urutau Grande

Características gerais do Urutau 

Conhecido também como mãe-da-lua, urutágua ou ave-fantasma, o Urutau é chamado cientificamente de Nyctibius griseus e pertence à família Nyctibiidae. Na língua inglesa é chamado de Grey potoo. É um indivíduo extremamente territorialista, por este motivo, é comum ver a ave usando os mesmos poleiros durante anos. 

Na fase adulta pesa algo em torno de 145 a 200 gramas e medem de 33 a 57 centímetros de comprimento. Ele pode ser encontrado em duas tonalidades: cinza e/ou marrom – o urutau-gigante tem plumagem branca. E, um dos motivos pelo qual a espécie anda tão famosa nos últimos tempos é uma característica exclusiva dessas aves, chamada de “olho-mágico”. O Urutau possui duas fendas em suas pálpebras superiores que permite com que estes consigam observar o que está acontecendo ao seu redor, mesmo estando de olho fechado. Incrível, não?! Essa habilidade torna a capacidade de camuflagem do animal ainda mais extraordinária, já que seus olhos grandes e amarelos acabariam chamando atenção dos seus predadores durante o dia. 

Além do foco ser a mãe-da-lua-gigante, citaremos as outras espécies que levam o nome de urutau. 

Características da Mãe-da-lua-gigante

Considerada a maior da espécie, a Nyctibius grandis ou mãe-da-lua-gigante pode chegar aos 57 centímetros de comprimento e um metro de envergadura. Além do tamanho, que a diferencia das outras espécies, sua penugem também ganham destaca. Estas têm tom esbranquiçado. 

Tem hábitos noturnos e costumam ser encontradas em florestas de clima seco e úmido, assim como caatingas, cerrados, matas e fazendas. Ela também é a estrela de muitas lendas da população – e do nosso artigos – que residem em áreas rurais. 

Podemos encontrar esse indivíduo da Guatemala até o sul do México, assim como na Bolívia. No Brasil, vive no sudeste.

Alimentação 

A ave-fantasma se alimenta basicamente de insetos, principalmente mariposas. Ele costuma caçar durante o crepúsculo e o amanhecer. Por ter uma boca grande, a ave consegue capturar sua comida durante o próprio vôo.

Reprodução da ave-fantasma 

Essas aves possuem relacionamentos monogâmicos, com a urutau chocando um ovo por vez, durante trinta dias. Além dos olhos, esse indivíduo também utiliza de um ninho um tanto quanto diferente. Este, fica localizado na ponta de um galho vertical, quebrado e oco. O casal cuidará do filhote durante os próximos dois meses, neste local. Para alimentar o filhote, o bebê sempre fica na companhia de um dos pais, enquanto o outro vai caçar, sem nunca deixá-lo sozinho por muito tempo. 

Não existem características físicas que diferem o macho urutau da fêmea.

Distribuição

É possível encontrar a mãe-da-lua-gigante em todo o território da América Latina, menos no Chile e nas Antilhas. Também é possível avistá-las nos mais diversos habitats, de áreas semi abertas da caatinga, até florestas mais densas e cerrado. Na verdade, existem registros dessa ave em centros urbanos. Como são bons em camuflagem, seria difícil identificá-los em qualquer uma dessas regiões. Para isso, seria necessário um olhar mais atento. 

O canto da ave-fantasma 

Seu canto é característico por ter um som melancólico, como se uma pessoa tivesse se lamentando. Na verdade, foi por ter esse som que ele recebeu o nome de urutau, que na língua tupi significa “ave-fantasma”.

Espécies de urutau 

Existem outras quatro espécies que levam o nome urutau. Estes são diferenciados principalmente por suas cores e seu tamanho. 

Mãe-da-lua

A Nyctibius griséus tem pelagem em cinza e marrom, podendo medir até 38 centímetros de comprimento e pesar 200 gramas. Seus filhotes apresentam pelos brancos e rosados nas partes superiores quando saem dos ovos. 

As aves mãe-da-lua se alimentam de cupins, besouros e mariposas, que são capturados durante o voo e no período da noite. O ovo desta espécie é chocado por cerca de 33 dias. Quando o filhote nasce, ele passa as próximas sete semanas no ninho, sendo alimentado pelos pais. 

Esse indivíduo também pode ser encontrado em florestas, campos e cerrados, mas é possível vê-los em regiões de área aberta, inclusive nas cidades. Está presente em todo território brasileiro e tem o costume de cantar a noite. 

Mãe-da-lua-gigante
Mãe-da-lua-gigante

Mãe-da-lua-parda 

A Nyctibius aethereus é maior que a mãe-da-lua, chegando a 50 centímetros de comprimento. Ela também detém uma cauda mais longa e uma coloração parda, como seu próprio nome sugere. Se diferencia das outras espécies pelo tom dos seus olhos, que variam de cinza-azulado para o verde. Seu bico é escuro e os pés são marrons. 

Também tem uma dieta a base de mariposas, costumam caçar em matas densas e úmidas, e durante a noite. No Brasil o indivíduo pode ser visto na Amazônia. 

Urutau-pardo
Urutau-pardo

Urutau-de-asa-branca 

O Nyctibius leucopterus vive na região nordeste do Brasil e na Amazônia. Se alimenta de insetos com hábitos noturnos, como percevejos, besouros e mariposas. Mede 38 centímetros de comprimento, e tem uma mancha na base de sua asa que pode ser vista durante o voo. 

Ele também bota seu ovo na ponta de um tronco, que é chocado dentro de 33 dias. Mas, ao contrário das outras espécies, o bebê fica aos cuidados dos pais por oitenta dias, o período mais longo entre as aves sul-americanas. 

Urutau-de-asa-branca
Urutau-de-asa-branca

Urutau-ferrugem 

A Nyctibius bracteatus provavelmente é o tipo de Urutau que tem a coloração mais interessante da espécie: sua pelagem é laranja-ferrugem com manchas brancas e pretas. Este vive principalmente nas planícies de florestas, ao norte do Brasil. 

E, por ser a mais “diferente”, muito pouco de sabe sobre ela, além do fato de também ter hábitos noturno e se alimentar – de insetos – durante o voo.

Urutau-ferrugem
Urutau-ferrugem

Curiosidades 

  • É uma ave rara e muito cultuada na literatura fantástica. Aparecendo, frequentemente 
  • , em poesias e lendas. 
  • Apesar de existir registros, não é muito comum vê-lo em áreas urbanas. 
  • É um indivíduo antigo, acredita-se que ele está na terra há cerca de 20 milhões de anos, muito antes do surgimento do “homo sapiens”. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *