Home / Informações / Urso De Óculos: Características, Onde Vivem e Altura

Urso De Óculos: Características, Onde Vivem e Altura

Este é um nome bem original para um urso que geralmente tem uma mancha em volta de cada um dos seus olhos. Geralmente porque esta característica que está em sua nomeação não é próprio de todos os ursos de óculos. Suas manchas são peculiares e definem bem cada indivíduo. Costumeiramente tem o pelo do corpo preto, o rosto branco e as manchas em volta dos olhos pretas, mas esta também é uma regra em que há exceções, existe os ursos de pelagem marrom ou avermelhada e cara bege. Quando há manchas em volta dos olhos, elas sempre obedecem a cor da pelagem do corpo.

Urso De Óculos
Urso De Óculos

Mais Sobre O Urso De Óculos

Este é um urso de porte médio comparada às outras espécies de ursos. Possuem dimorfismo sexual visível a olho nu e os machos chegam a ser até duas vezes maiores e mais pesados do que as fêmeas. Enquanto o primeiro pode pesar de cem a duzentos quilos. A segunda, pesa de trinta e cinco a oitenta e dois quilos. Ambos os sexos tem a média de comprimento de cento e vinte a duzentos centímetros de comprimento, sessenta a noventa centímetros de altura e somente sete centímetros de cauda, sendo assim, sua cauda é bem curta comparada ao seu corpo. O que mais os diferenciam dos outros na sua aparência, é seu focinho achatado e curto e seu corpo abundante comparada a sua cabeça bem menor.

Suas Nomeações E Seus Habitats

Também é conhecido como urso de lunetas, mais uma vez em referência as suas manchas em volta dos olhos e urso andino, desta vez um nome não tão direto, se referindo a uma das regiões que habita, as cordilheiras dos Andes.

Seu nome científico é tremarctus ornatus, nome este que basicamente tem o significado de decorado, mais uma vez referente às manchas em volta dos seus olhos. O urso de óculos é o único animal oriundo e sobrevivente da América do Sul. Também habitam a Venezuela, a Argentina, a Colômbia, a Bolívia, o Peru e o Equador. Nestas regiões acabaram se adaptando muito bem a diferentes habitats, de grandes ou pequenas altitudes, desertos ou florestas, secos ou úmidos, mas preferencialmente escolhem florestas úmidas e montanhosas. Nesta característica se parece muito com o seu parente distante e mais popular, o urso pardo.

Hábitos, Comportamento E Alimentação Do Urso De Óculos

Na América do sul ficam atrás em questão de porte somente de duas espécies de antas e é o maior carnívoro da região, atrás somente da temida onça pintada.

Apesar de serem classificados como carnívoros, somente cerca de cinco porcento da sua alimentação é composta de carne, a maior parte da mesmo pode ser considerada herbívora, como é o caso de outro parente distante seu e mais uma vez mais conhecido popularmente, o urso panda.

Quando pensamos em ursos associamos a sua imagem a uma personalidade fofa, com sua alimentação mais herbívora esta associação não se torna tão incompatível apesar de tudo.

Urso De Óculos
Urso De Óculos

Tem o hábito diurno e descansam durante a noite em ninhos construídos nos altos das árvores. São solitários e territoriais e tem o hábito de os demarcar, mas ao mesmo tempo são toleráveis uns com os outros, tanto que já foram avistados cerca de dez indivíduos consumindo uma mesma carcaça amigavelmente. Não são presas de muitos animais na natureza e sua maior ameaça são as caçadas humanas. Não são animais agressivos a presença de humanos em seu habitat, tanto que há somente um registro de ataque de um urso de óculos a um ser humano, isto em uma caçada, já que só atacam realmente quando se sentem ameaçados. O mais habitual para estes casos é fugirem quando os avistam, escalando o alto das árvores para se protegerem.

Como já dissemos em outras palavras, não tem o hábito de caçar, mas quando raramente praticam isso na falta dos seus alimentos preferidos, suas presas são os veados, as ilhamas, os cavalos, cabeças de gado, alguns mamíferos menores, como os ratos, os coelhos, os pássaros, além de carniça. O urso de óculos também consome os ovos de algumas espécies de pássaros.

Quanto aos seus alimentos favoritos estão os cactos, as bromélias, os bambus, as orquídeas, além de folhas, frutos e pequenos invertebrados, como as larvas e os insetos em geral. Alimentação um tanto quanto específica e peculiar, mais uma vez se assemelhando ao seu parente distante o urso panda. Também se alimentam de milho e de cana de açúcar que somado ao seu hábito de caçar gado os tornam animais indesejados nas respectivas plantações e nas criações.

Sobrevivência E Reprodução Para A Preservação Do Urso De Óculos

O urso de óculos é o único sobrevivente atualmente na sua classificação de subfamília, entre seus parentes já extintos estão o urso de óculos da Florida e o urso da face curta. Atualmente o urso de óculos é classificado em estado vulnerável quanto a sua ameaça de extinção, dentre os motivos estão os mais comuns, desmatamento dos seus habitats, que apesar de serem animais muito diversificados e adaptáveis quanto a habitats também acabam sendo prejudicados, visto que o desmatamento é muito maior do que a sua capacidade de adaptação. Mas apesar de tudo, sua adaptabilidade é uma vantagem para o manter como espécie sobrevivente até os dias atuais.

Eles têm a capacidade de reprodução durante todo o ano, mas habitualmente se reproduzem geralmente durante os meses de abril e junho. Com uma gestação com duração de seis a nove meses e geralmente dão à luz entre dezembro e fevereiro do outro ano.

Urso De Óculos
Urso De Óculos

Por reprodução geram de um a três filhotes que nascem pesando somente cerca de trezentas gramas e que são gerados em tocas e recebem cuidados até que se tornem independentes para seguir a sua vida solitária na natureza sem a proteção de sua mãe. Este período de dependência se dá por cerca de um ano. Entre seus perigos na natureza estão os machos adultos do próprio urso da sua espécie que pode o caçar e as pumas que são predadoras dos filhotes da espécie.

Atingem a maturidade sexual dentre quatro e sete anos de idade e sua expectativa de vida na natureza é de cerca de vinte anos, sendo aumentada quando vivendo em cativeiro, o que é habitual para os animais em geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *