Home / Informações / Tudo Sobre A Jiboia: Tamanho e Peso

Tudo Sobre A Jiboia: Tamanho e Peso

Bom, certamente você deve conhecer a jiboia, é uma das cobras mais conhecidas juntamente com a coral, tanto verdadeira quanto falsa, a sucuri e a cascavel. Hoje traremos algumas informações sobre este animal. A jiboia tem o nome científico de boa constrictor e integra a ordem Squamata da família Boidae. São répteis com um total de onze subespécie, deste montante apenas duas são encontradas em nosso país. São encontradas a boa constrictor constrictor e a boa constritctor amaralis. Estas duas espécies são encontradas na floresta amazônica, na caatinga, no cerrado e na Mata Atlântica.

Jiboia
Jiboia

As Jiboias São Animais Inofensivos

Já adentramos um pouco sobre o assunto deste post e ainda há muito por vir. O nome jiboia vem do tupi guarani e significa y’mboias, e ao contrário do que as pessoas pensam, esta cobra não é um animal peçonhento. Ou seja, em outras palavras, não possui veneno que as tornariam perigosas para nós seres humanos. Para sermos mais precisos, esta espécie de cobra evita o contato com o homem, sendo evasiva a sua presença.

Apesar de não terem um veneno que possa limitar a aproximação humana, as jiboias tem um curioso mecanismo de como fazer isso.

Quando se sente ameaçadas, em perigo ou acuadas, as jiboias tendem a, digamos assim, expirar um ar presente em seus pulmões de maneira forte. Este ar expelido, também conhecido como o bafo da jiboia não causa danos a nós seres humanos, não é tóxico e nem mesmo causa irritação ou manchas em nossa pele. Tendo o único intuito de tentar, quase que na força do grito, afastar a ameaça.

Em situações mais extremas esta espécie pode recorrer a mordida como uma forma de defesa mas antes de qualquer atitude contra a jiboia lembre-se que ela não esta necessariamente tentando te machucar mas sim apenas se defender.

Alimentação, Reprodução E Outras Características Da Jiboia

A jiboia é um animal noturno, mas não raro podemos avistá-la durante o dia quando a mesma está em busca de alimento e ou abrigo. E por falarmos de alimento as jiboias são animais carnívoros e como bons carnívoros se alimentam de pequenos mamíferos, como roedores e morcegos, também consomem algumas aves, anfíbios e até alguns lagartos.

São animais arborículas e terrestres tendo a característica de andarem de maneira vagarosa tanto quando estão nas árvores ou no quando estão no solo. Algumas espécies de jiboias apresentam a curiosa capacidade de se locomoverem em superfícies aquáticas sendo, desta maneira, animais subaquáticos.

Agora falando de reprodução, a jiboia pode gerar em uma mesma reprodução, pasmem, sessenta e quatro filhotes, gestação está que leva de cinco a oito meses.

O tempo pode parecer expressivo mas vale aqui a colocação de que as jiboias são vivíparas, ou seja, os filhotes se desenvolvem totalmente no interior da mamãe cobra antes de virem ao mundo.

Tamanho, Porte E Domesticação

A jiboia é uma das serpentes mais procuradas por quem deseja um animal de estimação exótico. Cerca de dezoito milhões de pessoas nos Estados Unidos da América criam serpentes como animais de estimação e deste total as jiboias estão entre as com maior número. Vale a ressalva aqui de que para que você adquira um animal silvestre para criação como mero animal de estimação a sua aquisição deve ser feita de um revender autorizado e que siga as normas ambientais vigentes, o que de certa forma garante respeito e conservação da espécie em questão.

Em relação ao seu porte, as jiboias podem chegar aos incríveis quatro metros de comprimento mas habitualmente crescem até atingir os dois, pouco mais da metade que podem de fato atingir. Em relação ao seu peso podem chegar aos quarenta quilos mas assim como o seu tamanho não atingem a estimativa máxima e ficam em torno dos vinte quilos. Pelo porte e alimentação deste animal além de se atentar quanto ao local onde você vai adquiri-la, é preciso atenção quanto as necessidades da jiboia quando a um espaço adequado e em perfeitas condições para seu desenvolvimento tão como uma alimentação que favoreça o seu pleno desenvolvimento.

Jiboia
Jiboia

Em relação ao Brasil, a jiboia é a segunda maior serpente estando atrás somente da sucuri, ou anaconda, sendo, desta maneira, considerada um animal de médio a grande porte.

O corpo das jiboias possui uma musculatura bem desenvolta e seu corpo cilíndrico é comprimido lateralmente. Toda esta musculatura é fundamental para a sobrevivência deste animal visto que as cobras se alimentam, ou melhor abatem as suas presas, por meio do ato de prendê-las, enrolando-se em seu corpo até que a mesma venha a morrer por asfixia. A cobra faz a ingestão de sua presa de uma única vez e a depender do seu porte, o seu processo de digestão pode levar uma semana. As cobras que possuem veneno se utilizam dele para facilitar o abate da presa.

Coloração Da Jiboia E Afins Diversos

A jiboia boa constrictor constrictor possui uma variação de cor muito menor do que a boa constrictor amaralis, a primeira pode apresentar a coloração entre cinza e marrom. Em alguns casos as cores são tão fortes e escuras que podem se assemelhar ao preto. Já a boa constrictor amaralis possui uma variação de cor maior podendo apresentar animais de cores entre cinza claro e o marrom escuro, animais com cores que percorrem estes dois tons são comuns.

Falamos um pouco sobre a cobra e o seu corpo, mas não poderíamos esquecer de mencionar a sua cabeça que possui um formato característico que é similar a uma forma retangular. Se você olhar bem poderá desenhar um retângulo imaginário sobre a cabeça deste animal.

Seus olhos assim como os olhos dos gatos apresenta pupilas em sentido vertical e são tão incríveis quando falamos sobre caça e sobrevivência que quando o assunto é capturar a sua presa as jiboias são capazes de perceber estímulos químicos, térmicos e visuais.

Jiboia
Jiboia

O Que Não Te Contam Sobre As Cobras

Embora as jiboias sejam excelentes caçadoras e possam aparentemente, por conta do seu porte, sofrer pouco com a ação de predadores, estes animais estão muito susceptíveis a doenças transmitidas por vírus, bactérias, fungos, parasitas, protozoários, carrapatos, ácaros, helmintos e miíases. Para você ter uma ideia um dos maiores problemas para a comunidade de cobras jiboias é a virose tanto pela fácil e rápidas disseminação do vírus quanto pela gravidades do quadro nestes animais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.