Home / Informações / Tubarão-cabeça-chata: Curiosidades, Tamanho, Peso e Fotos

Tubarão-cabeça-chata: Curiosidades, Tamanho, Peso e Fotos

Conhecido como tubarão-cabeça-chata ou apenas cabeça chata (Carcharhinus leucas) este indivíduo é considerado um dos tubarões mais perigosos para os seres humanos, além também de ser um dos mais agressivos da família. Ele encontra-se nos mares em grande número e consegue viver tanto em água salgada quanto doce. 

Características do Tubarão-cabeça-chata

O tubarão-cabeça-chata tem um visão muito ruim, dependendo de outros sentidos para poder atacar suas presas, por exemplo. E é exatamente por isso que ele se torna um indivíduo muito perigoso em águas turvas. Afinal, teoricamente, ele não está vendo o que está abocanhando. 

Costuma viver em profundidades de um a trinta metros. 

Tubarão-cabeça-chata
Tubarão-cabeça-chata

Ele é considerado o ser vivo com o maior índice de testosterona do mundo, e isso também vale para as fêmeas. 

É super territorialistas, fazendo com que a criatura ataque frequentemente outros animais marinhos, inclusive aqueles maiores que ele. 

Tem um corpo que vai do marrom ao cinza escuro, com um ventre branco. 

Seus dentes tem um formato triangular, com os da mandíbula inferior parecendo pregos, o que ajuda na hora dele segurar suas presas. Já os da parte superior são serrilhados, auxiliando no momento de rasgar a carne. Aliás, é por isso que ele causa grandes machados quando ataca pessoas. Além do fato de que ele costuma chacoalhar a cabeça quando morde algo, aumentando ainda mais o ferimento. Isso também é comum em outras espécies de tubarões. 

É possível avistá-lo nas costas das praias, mas também pode morar por um tempo em rios e lagos. Ele já foi visto a três quilômetros do rio Mississipi, nos Estados Unidos, assim como no rio Amazonas até Manaus. 

Na fase adulta chega medir de 2,1 a 3,5 metros de comprimento. 

Reprodução

Esta criatura tem uma reprodução do tipo vivípara. A mãe dá à luz até 13 filhotes por ninhada. A gestação dura cerca de 12 meses.

Os bebês touros nascem com 70 centímetros de comprimento e são encontrados em mangues, bocas de rios e baías. 

Alimentação do tubarão-cabeça-chata 

Tem uma dieta bem variada, se alimentando de peixes, assim como de tubarões, tanto de outras espécies como da mesma que a sua. O bicho consome também raias, tartarugas marinhas, golfinhos e pássaros. Mas a verdade é que ele não é muito criterioso e come tudo o que puder engolir.

29 Curiosidades 

  1. Sua expectativa de vida é de 25 anos. Chegando a maturidade sexual entre os 15 e 20 anos de idade. 
  2. Ele é o maior responsável por ataques de tubarão na praia de Boa Viagem, em Recife, juntamente com o tubarão-tigre. 
  3. Também é conhecido como tubarão-touro e Zambeze. 
  4. É perigoso aos humanos por conseguir viver em águas fluviais. Aliás, é desse fato que vem o nome Zambeze. Na África existe um rio com esse título. 
  5. Apesar de ser perigoso, as pessoas podem nadar com eles em Santa Lúcia, em Cuba. Claro, sempre respeitando as regras necessárias para isso. 
  6. Já foi pescado um cabeça chata no rio Tapajós, próximo a Santarém, no Pará. 
  7. Está junto com o tigre e o branco na lista de animais com o maior número de mortes humanas. 
  8. Faz parte das 43 espécies que podem viver tanto em água doce quanto salgada. 
  9. Ele é conhecido como Pitbull do mar por ser agressivo – o que, aliás, é uma denominação errônea envolvendo o cachorro. 
  10. Os moradores do Atlântico se alimentam de robalo, peixe-gato, salmonete, pirapema, calunga e carapau. 
  11. É considerado um tubarão preguiçoso, mas pode alcançar 19 quilômetros por hora para pegar presas ágeis e pequenas.
  12. Apesar de poder morar em águas doces, ele só se reproduz em salgadas e em ambientes marinhos. 
  13. Essa adaptação entre as duas águas ocorre ainda na juventude. 
  14. Ele também é capaz de morar em regiões hipersalinas.
  15. Migra durante o verão, indo até Massachusetts e voltando para climas tropicais quando as águas costeiras esfriam. 
  16. Seus rios preferidos são: Amazonas, Mississipi, Potomac, Ganges, Brahmaputra e Brisbane. Gostam daqueles com saídas para o mar. 
  17. Consegue viver em dois locais por ter apenas 50% de sal no seu sangue. 
  18. Normalmente produz 20% a mais de urina quando está nadando em águas doces. 
  19. Um macho adulto pode pesar até 95 quilos, já as fêmeas chegam aos 130 kg. Estas são maiores e longas e vivem até os  17 anos, os machos alcançam os 13 anos de idade.
  20. Seu focinho é mais curto que a largura da boca. Esta é bem arredondada. 
  21. Tem olhos pequenos. 
  22. Sua mandíbula pode medir 245 centímetros. 
  23. Não é muito caçado, provavelmente pode ser tão perigoso. 
  24. Tem o nome de touro por ser encorpado e agressivo. 
  25. É conhecido por ter uma grande barbatana dorsal triangular. Estas costumam ser pretas quando o tubarão é novo, perdendo a cor quando vão envelhecendo. 
  26. Acasala durante o verão. 
  27. Tem poucos predadores naturais. 
  28. Um garoto de 8 anos foi atacado na Flórida. Ele perdeu uma perna e um braço, que foi reimplantado. 
  29. Por ser escuro em cima e claro na parte de baixo, ele se torna invisível para suas vítimas. 

Dicas para evitar o ataque do tubarão-touro

Como dito, esse bicho pode ser encontrado em lagos e rios, o que acaba fazendo dele um tubarão muito perigoso, ainda mais se o local for de pouca visibilidade. Sendo assim, você pode tomar alguns cuidados para evitar o ataque desse animal, principalmente se for passar férias na Praia de Boa Viagem, em Recife. 

  • Nunca mergulhe sozinho, prefira fazer isso sempre em grupo. 
  • Não nade para muito longe da praia. Caso seja atacado, vai demorar mais tempo para ser socorrido. Prefira ficar em locais onde seu pé fique ao alcance do chão. 
  • Se tiver com algum ferimento aberto e que esteja sangrando, é melhor evitar  entrar na água. 
  • Não mergulhe nas horas do amanhecer e entardecer. São nesses horários que os tubarões estão mais atentos. 
  • Prefira entrar em locais de águas limpas e com ondas pequenas. 
  • Caso esteja em um local de grande profundidade, não mexa muito os braços e as pernas. 
  • Se avistar um tubarão, o ideal é não se desesperar, mesmo porque ele já notou a sua presença. Tente nadar até a praia ou um barco próximo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *