Home / Informações / Tartaruga Tigre D’agua: Características, Alimentação e Reprodução

Tartaruga Tigre D’agua: Características, Alimentação e Reprodução

Entender bem como uma espécie se comporta, quais são suas características, como funciona sua reprodução e maiores detalhes, são fundamentais para quem se interessa por animais. O foco desse artigo será a tartaruga tigre d’água (Trachemys dorbigni), um animal que vem ganhando bastante espaço entre as casas dos brasileiros. Portanto, se você está interessado em possuir um desses animais, precisa, antes de tudo, se informar.

A primeira curiosidade que deve ser levada em consideração é que, erroneamente esse animal recebe esse nome, e pasmem, não pela parte do tigre e sim pela parte da tartaruga. Isso mesmo, esses animais não são tartarugas e sim cágados. E mesmo sendo bastante semelhantes, existem diferenças consideráveis entre eles. A maior e principal delas é que as tartarugas vivem em água salgada, enquanto os cágados vivem em ambientes com água doce.

Se você tem interesse na raça ou está buscando maiores informações para ter um bichinho desse como pet de estimação, é preciso entender melhor como vivem essa espécie e suas peculiaridade, para isso, confira todos os detalhes sobre a tartaruga tigre d’água no post a seguir.

Características das Tartaruga Tigre D’água

Se você está lendo esse post, provavelmente possui algum interesse nesse animal. Seja para conhecer melhor seu estilo de vida ou seja porque tem interesse em possuir um animal desses.

Se o seu é o segundo caso, entender melhor as características desses animais poderá ajudar bastante a tirar suas dúvidas e saber se realmente esse animal está de acordo com o que você procura.

As principais características da tigre d’água é que elas podem ser sim animais de estimação. É sempre importante lembrar da prática ilegal de venda de animais, por isso, se certificar que esses animais foram criados em cativeiro e que são autorizados pelo IBAMA, irá evitar que eles acabem entrando em extinção. Atualmente elas vem até com microchip, para comprovar sua situação de regularidade e para que os órgão de proteção possam ter o controle da espécie.

Tartaruga Tigre D’água 
Tartaruga Tigre D’água

Outro detalhe que é bastante marcante na espécie é sua coloração. Em sua maioria verde, os destaque se dão para as rajadas em amarelo e laranja. Fazendo um contraste incrível e que deixam elas ainda mais bonitas.

Quanto ao tamanho, as tartarugas tigre medem até 30 cm. Portanto, não se engane ao adquirir um desses animais. Eles geralmente são vendidos bem pequenos, medindo aproximadamente 5 cm. Ocorre que, quando bem cuidados, esses animais podem chegar a um tamanho mediano.

Sobre o habitat, esses animais precisam de locais com bastante água, mas também precisa de uma parte plana para que consigam pegar sol. As tartarugas dessas espécie precisa de pelo menos 15 minutos de sol ao dia. Só assim conseguem absolver vitamina D suficiente para se desenvolverem forte e manter a absorção de cálcio corretamente. As trigues são animais de sangue frio, e por isso precisam estar sempre em contato com a água.

Criar um animal desses é relativamente simples, porém, como ocorre com todos os outros, é preciso entender as necessidades do bichinho e poder corresponder a elas. A falta de cuidado com as tartarugas, como deixar esses animais sem a quantidade de sol necessária, poderá acarretar em doenças, e, certamente não é isso que queremos.

Alimentação da Tartaruga Tigre D’água 

As tigre d’água são animais onívoros, ou seja, comem de tudo. Na natureza podem se alimentar facilmente de folhas ou outro animais. Quando são criadas como pets, geralmente possuem uma alimentação balanceada. Existem atualmente várias rações disponíveis para alimentação desses animais.

Esses animais comem bastante e rapidamente. Estão sempre aptos a receberem alimentos. Portanto, se for oferecido alimento a essa espécie e ela não demonstrar interesse, o melhor a se fazer é buscar por um especialista. Importante ressaltar que se o ambiente de morada não estiver higienizado corretamente, esse animal também poderá rejeitar a comida. A temperatura do alimento também poderá influenciar na aceitação.

Para as criadas em casa, o alimento mais comum são as rações. Elas já são manipuladas de acordo com as necessidades das tartarugas, portanto precisam ser dadas pelo menos uma vez ao dia. Também é necessário oferecer outros alimentos vivos para as tartarugas como animais ou plantas. Como opção de animais podemos exemplificar com as minhocas, grilos, caracóis ou outros animais de pequeno porte.  Frutas também fazem parte da dieta das tartarugas.

Tartaruga Tigre D’água 
Tartaruga Tigre D’água

Existem algumas frutas que são bastante comuns na alimentação das tartarugas entre as principais delas, podemos citar maçã, melancia, melão, banana, peras, entre outras. É preciso deixar de lado as frutas mais cítricas. Para as verduras, podemos citar o alface, pepino, rabanete, beterraba, couve, cenoura e outras folhas.

É preciso ficar atento, pois, como já falamos, as tartarugas possuem um apetite voraz. É preciso saber que nem sempre elas estão com fome, mas irão aceitar o alimento. É preciso saber regrar as quantidades. Quando jovens esses animais precisam se alimentar 1 vez ao dia, na fase da adolescência a cada 2 dias e quando chegam a fase adulta sua alimentação se restringe a apenas 2 vezes por semana.

Reprodução da Tartaruga Tigre D’água

Para conseguir identificar se seu animal é macho o fêmea, é preciso esperar alguns anos. Apenas na fase adulta é possível fazer essa diferenciação. Isso porque, as fêmeas tem a parte inferior da carapaça convexa. Já os machos possuem a cauda mais comprida. O órgão reprodutor no macho fica introduzido na causa, e só é possível visualizar no período de acasalamento.

Quanto a reprodução, os machos chegam a fase adulta após 2 anos, já as fêmeas demoram em média 5 anos. No momento da reprodução, as fêmeas conseguem desovar entre 1 e 18 ovos. Estes ovos duram uma média de 60 a 120 dias para eclodirem. Os meses de acasalamento são julho e agosto, e a desova entre setembro e dezembro.

Para que os ovos consigam se desenvolverem da forma correta, é preciso que estejam enterrados na areia, isso ajuda a manter a temperatura correta para a evolução das tartaruguinhas em formação. Além disso, a temperatura da areia influencia diretamente no sexo dos futuros filhos. Se a areia estiver em baixa temperatura, a probabilidade de macho é maior, em contrapartida, se a temperatura estiver mais elevada, a probabilidade são para filhotes fêmeas.  Os filhotes nascem com um peso médio de 10 gramas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *