Home / Informações / Salamandra: Preta, Verde, Amarela E Vermelha

Salamandra: Preta, Verde, Amarela E Vermelha

Para aqueles que anseiam por conhecimento é sempre importante estar expandindo os seus conhecimentos, principalmente em momentos que conhecer o nosso ambiente é tão importante. Se você é uma pessoa que busca aumentar os seus conhecimentos e ainda quer conhecer mais sobre a fauna mundial, esse artigo é a resposta que você está procurando. Hoje traremos para você um artigo trazendo todas as informações sobre salamandras, da preta a vermelha, explicando cada uma seus habitats e a hábitos além de várias curiosidades, está pronto? Então vamos lá!

Salamandra

A salamandra é um animal que pertence ao gênero dos caudados, ou seja, ela pertence ao grupo de animais que nascem com caudas e a mantém até a fase adulta de sua vida, sem fazer a troca no processo. Se trata de um anfíbio que pertence a uma das sete espécies pertencentes ao caudados, que citaremos mais abaixo, e se localiza basicamente na Europa, áfrica e ásia.

Em sua distribuição elas ocupam geralmente locais baixos, ou seja, preferem se encontrar em meio a florestas e bosques, mas isso não impede que também sejam encontradas algumas espécies em locais de grande altitude, como é o caso das salamandras alpinas.

Salamandra
Salamandra

Características

Falando das características básicas, já introduzimos algumas, mas é ideal reforçar por conta da confusão muito grande entre algumas salamandras e espécies de lagartos presentes no mesmo ambiente. Como já falamos, a salamandra se trata de um anfíbio, e já os lagartos com quem são confundidas pertencem ao grupo dos répteis, porém a diferença não está só aí, obviamente.

As salamandras têm pele fina, geralmente lubrificadas e sem escamas, podendo variar de 5cm em algumas espécies até cerca de 1 metro em outras, fazendo com que a diversidade da espécie seja realmente impressionante. Como já falamos da pele, é importante salientar que algumas salamandras fazem respiração cutânea, por isso a mucosidade na pele, já outras têm respiração branquial e em outras espécies encontramos também a respiração pulmonar.

Espécies

Como já falamos, as salamandras são divididas em uma filogenia de sete espécies, nas quais citaremos todas aqui, porém para não tornar o texto tão extenso, falaremos afundo só em algumas, as mais importantes e conhecidas, nas quais já citamos no título.

  1. Salamandra algira;
  2. Salamandra atra;
  3. Salamandra corsica;
  4. Salamandra infraimmaculata;
  5. Salamandra lanzai;
  6. Salamandra longirostris;
  7. Salamandra salamandra.

Salamandra Preta

Para começar vamos começar falando da salamandra atra, conhecida e famosa pelo nome de salamandra preta, devido a sua coloração escura que se destaca bastante das salamandras encontradas normalmente. Como já falamos, a salamandra atra tem uma coloração preta brilhante, ela é encontrada em alpes com altura elevada, geralmente acima de 700 metros de altura.

Diferente de muitos anfíbios, a salamandra negra não tem fase aquática, ou seja, a fêmea da espécie já produz o ovo com o animal formado, sem fase de girino. Em sua fase adulta a atra pode chegar a ter de 5 a 7cm e conseguir, em seu ciclo de vida, chegar até os 10 anos de idade.

Ela é uma animal ovovivíparo e a sua reprodução ocorre também em locais elevados, podendo fazer a gestação variar de acordo com a altitude que a fêmea se encontra. A gestação gira em torno de 2 a 3 anos dependendo da altitude que se encontra.

É também importante salientar que, a salamandra negra em si não é ameaçada de extinção, mas uma de suas subespécies, a salamandra atra aurorae está bastante próxima disso, ocorrendo a distinção entre elas apenas pela coloração dourada em seu dorso.

Salamandra Preta
Salamandra Preta

Salamandra Verde

Agora vamos falar um pouco da salamandra verde, que você provavelmente já deve ter visto em algum momento da sua vida. A salamandra verde é um anfíbio de hábitos noturnos, comendo uma variedade de animais muito grandes, o que faz elas serem conhecidas como grandes oportunistas.

Como já falamos anteriormente, nem todas as salamandras têm respiração pulmonar, e a salamandra verde é uma dessas, pertencendo ao grupo das salamandras sem pulmão. Em relação a sua reprodução, temos uma fêmea que põe cerca de 30 ovos que ficam com a fêmea por volta de 3 meses e após isso são soltos em locais próximos, podendo ser rachaduras ou fendas em rochas, e por fim seguem sua vida.

Salamandra Verde
Salamandra Verde

Salamandra Amarela

Já a salamandra amarela é uma das que causam bastante confusão pelo seu nome, já que é conhecida como salamandra de fogo, que está ligado inconscientemente a cor vermelha, porém, não é dessa salamandra que estamos tratando.

A salamandra amarela tem como características uma cor preta com manchas amareladas em seu corpo. Ela se trata de um animal que tem o começo do ciclo de vida aquático, porém em sua forma adulta assume hábitos terrestres. Ela em sua forma adulta pode variar de 7cm a 14cm e é uma das espécies de salamandra que são tóxicas, ou seja, soltam uma secreção venenosa em sua pele caso se sinta em perigo.

Salamandra Amarela
Salamandra Amarela

Salamandra Vermelha

Aqui, assim como a salamandra amarela, temos uma salamandra venenosa, que em sua cor vermelha trás o sinal de alerta a toxicidade da mucosa que está presente em sua pele, um aviso aos seus predadores. A salamandra vermelha é também uma das poucas espécies de salamandra que hibernam durante o inverno e podem atingir de 5cm a 8cm quando adultas.

Salamandra Vermelha
Salamandra Vermelha

Curiosidades

E depois de trazer toda essa informação não poderíamos deixar de fora algumas curiosidades sobre esses animais, não é mesmo?

  1. Você sabia que já foi encontrada uma salamandra de mais de 200 anos e mais de 1 metro de comprimento? Sim, esse monstrão foi encontrado em uma caverna da china.
  2. Um dos mitos mais conhecido da idade média era envolvendo as salamandras, onde se acreditava que elas tinham poderes místicos com o fogo e era capaz de renascer do fogo.

Conclusão

Conhecer cada vez mais da nossa fauna é muito importante, tanto por questões de conhecimento quanto de segurança, como acabamos de ver em casos de salamandras venenosas. Por isso, esperamos que você tenha gostado de todo esse tour pelo mundo das salamandras e tenha conseguido absorver tudo que trouxemos para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *