Home / Informações / Rato-toupeira-pelado: Características, Curiosidades e Fotos 

Rato-toupeira-pelado: Características, Curiosidades e Fotos 

O reino animal tem animais para todos os gostos, os mais perigosos, velozes, bonitos, com traços evolutivos incríveis e, claro, com características físicas que tornam esses indivíduos no mínimo, únicos. Esse é o caso da Rato-toupeira-pelado ou rato-toupeira-nu. Conhecido cientificamente como Heterocephalus glaber, ele é um pequeno roedor integrante da família Bathyergidae, do gênero Heterocephalus. 

Essencialmente africano, o rato só pode ser visto na Etiópia central, Somália, ao extremo norte e leste do Quênia, até o sol do Parque Nacional de Tsavo Ocidental e na cidade de Voi.
Antigamente, também era visto em Djibouti, o que comprova que a sua distribuição geográfica já foi mais ampla do que a observada no dias atuais. 

Rato-toupeira-pelado
Rato-toupeira-pelado 

Características do Rato-toupeira-pelado

Assim como grande parte dos roedores, esta criatura exibe dentes incisivos que nunca param de crescer e, por este motivo, precisam ser gastos com frequência, neste caso, cavando.
Como seu próprio nome dá a entender, ele tem o corpo totalmente pelado, além de uma pele enrugada que dá uma aparência estranha ao animal. Sua coloração pode ir do rosa ao branco. 

Mas não é só por ser feio que o Rato-toupeira-pelado é conhecido. Lembra que comentamos que o reino animal é repleto de espécies, inclusive aquelas com características evolutivas incríveis? Pois então, este indivíduo é um pequeno notável por diversos motivos, um deles é que segundo pesquisas recentes, ele tem uma expectativa de vida muito maior que outros roedores. O bicho também parece ser resistente a qualquer tipo de câncer ou dor, como queimaduras com fogo, pimenta e outros produtos químicos. 

Uma das explicações seria a sua moradia. Este vive no subterrâneo, onde existe um nível baixo de oxigênio e altas concentrações de amônia e dióxido de carbono, afetando os nervos que o bicho “desliga” para sobreviver. Ou seja, ele consegue modificar o seu metabolismo para residir neste ambiente, como metabolizar frutose e plantas. Um outro fato muito interessante é que quando ele passa de um ambiente para outro, de um local com níveis normais de oxigênio para outro com pouco, como no subsolo, a espécie passa por uma transição e chega a perder por alguns segundos a consciência. Logo em seguida, ele acorda e segue com suas atividades como se nada tivesse acontecido. A criatura também é capaz de diminuir sua frequência cardíaca. 

Comportamento 

O Rato-toupeira-pelado vive de uma forma muito parecida com a das formigas. Este animal passa a maior parte da sua vida, se não toda embaixo da terra, sendo visto muito raramente na superfície. A fêmea acasala apenas com um macho, e é ela quem manda nos outros membros do grupo. Isso acontece por meio dos feromônios que estão presentes na sua urina. Quando os indivíduos entram em contato com este líquido, ficam suscetíveis a rainha. 

Ela também impede que outros copulem. As fêmeas por meio do xixi, e os machos por meio de surras e empurrões. Os integrantes masculinos do conjunto só conseguem copular quando deixam a toca e procuram por outras parceiras. 

Os trabalhadores são estéreis, assim como algumas fêmeas, temporariamente. Estas começam a acasalar com um ano de idade. Sua gestação dura 70 dias e nascem – uma vez por ano – de 3 até 12 filhote. Algumas vezes esse número pode chegar a 28.

Rato-toupeira-pelado
Rato-toupeira-pelado

14 Curiosidades 

  1. Além de não ser afetado pelo câncer ou por substâncias tóxicas, o Rato-toupeira-pelado também parece não sofrer com o tempo, ou seja, ele não envelhece. 
  2. Consegue ficar 18 minutos sem oxigênio. 
  3. Por aparentemente não sofrer com mazelas cancerígenas, o bicho é foco de estudos nesta área. 
  4. A fêmea faz seus subordinados comerem suas fezes, e todo a colônia é responsável pelo cuidado dos filhotes da rainha. 
  5. É um dos únicos mamíferos conhecidos por viver em colônias como as formigas, juntamente com a toupeira Damaraland. Convive em comunidades com 20 a 300 membros. 
  6. Mede de 8 a 10 centímetros de comprimento, com um peso de até 35 gramas. 
  7. Os túneis cavados por este animal pode se estender até 5 quilômetros.
  8. A rainha é super hostil. Quando morre, outra fêmea toma o seu lugar, com brigada violentas ocorrendo nesta situação. 
  9. Os bebês dessa criatura nascem cegos e pesando cerca de 2 gramas. A fêmea o alimenta no primeiro mês, depois esse serviço passa a ser feito pelos subordinados, que dão suas fezes ao filhote até que ele fique forte. 
  10. Pode viver até os 28 anos, e isso é possível porque a espécie baixa o próprio metabolismo em épocas difíceis. 
  11. Se alimenta de tubérculos relativamente grandes para o seu tamanho, cerca cê 1000 vezes o seu próprio corpo. 
  12. Os animais menores da colônia são usados para buscar comida e para manter os túneis, já os maiores ficam responsáveis pela defesa e proteção do grupo contra os predadores. 
  13. O Rato-toupeira-pelado não tem olfato. 
  14. Consegue correr para trás com a mesma habilidade que para frente.

Os animais mais estranhos e pouco vistos pela humanidade 

Ao contrário de muitos animais, alguns não gostam de dar muito as caras e por causa disso foram vistos pouquíssimas vezes pelos seres humanos. Esta lista é composta não só por aqueles que não gostam de ser observados, mas também por indivíduos que têm uma aparência, no mínimo, peculiar, assim como o Rato-toupeira-pelado.  

1 – Salamandra Axolotl 

Parecido com um tipo de dragão, o “monstro do aquário” – tradução do seu nome que tem origem asteca – é um bicho diferente, mas bem bonitinho. E mesmo vivendo em ambiente aquático, ele tem características terrestres. 

2 – Pichiciego-menor 

Esse tatu é muito fofinho. Ele tem pelos sedosos, que são cobertos por uma espécie de casco rosa. Apesar de lindo, é um indivíduo extremamente raro e só é encontrado em locais subterrâneos da América do Sul. Além do fato dele viver debaixo da terra, tem hábitos noturnos, o que torna sua visualização ainda mais difícil. 

3 – Elaphodus cephalophus

Também chamado de tufted deer – cervo topetudo -, esta é uma espécie rara de mamífero que só é avistada nas florestas da China Central. Se encontra nesta lista pois os machos se parecem com vampiros, exibindo presas longas e afiadas, que ficam  à mostra. Curiosamente interessante e bizarro! 

Não esqueça de compartilhar. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *