Home / Informações / Queixada: Alimentação e Habitat

Queixada: Alimentação e Habitat

O queixada é um animal pertencente à ordem Artiodactyla, sendo, portanto, um  mamífero ungulado, com número par de dedos nos membros. Essa espécie também pode ser chamada de queixada ruiva ou porco do mato, pertence à família Tayassuidae e à espécie Tayassu peccari.

Queixada
Queixada

Características do Queixada

O queixada é um animal de tamanho médio, com comprimento do corpo variando de 75 cm a um metro, altura média de 50 cm e peso de 25 a 40 kg. É uma espécie morfologicamente parecida com um porco, apresentando um longo focinho, pescoço grosso, cabeça grande, caudas curtas e pernas finas.

Apresenta uma pelagem grossa de tonalidade marrom-escura a preta no adulto, com áreas brancas nas regiões pélvicas e no lado dorsal do pescoço. Os animais mais jovens são distinguíveis dos adultos devido à presença de uma pelagem mais avermelhada e com cores brancas nas pernas, parte inferior da garganta e pescoço.

Os queixadas adultos apresentam membros anteriores com dois dedos grandes e dois dedos menores e seus pés apresentam cascos. Seus pés traseiros consistem em dois dedos grandes e um menor. A espécie apresenta caninos grandes e afiados que formam um nódulo distinto sob os lábios. Os machos do queixada apresentam caninos mais longos e as fêmeas têm uma caixa craniana maior.

Distribuição Geográfica e Habitat do Queixada

Os queixadas são endêmicos do continente americano, sendo encontrados do sul do México até a província de Entre Rios, na Argentina. Ocorrem também na costa do Pacífico da América do Sul, no Equador. No passado, a espécie era distribuída por todo o Brasil, mas já está extinta em algumas regiões, como na região Nordeste.

O queixada vive em uma grande variedade de habitats ao longo de sua distribuição geográfica. Tipicamente prefere habitats de florestas tropicais úmidas e densas, mas também habitam regiões desérticas, florestas áridas e savanas, sempre próximos a uma fonte de água. É uma espécie que procura arvoredos, cavernas de calcário e grandes rochas como abrigos. A espécie tende a viver próximo ao seu local de nascimento e raramente desloca-se muito longe de uma fonte de água. A seleção de habitats pelo queixada e sua movimentação sazonal dependem da disponibilidade de frutos e corpos d’água, como córregos.

Queixada Habitat
Queixada Habitat

Comportamento e Hábitos do Queixada

O queixada é um animal que se mantém ativo tanto durante o dia, quanto durante a noite, mas tende a ser mais ativo no início da manhã e ao anoitecer. Também pode ser visto forrageando e buscando alimento durante a noite em períodos de lua cheia. É uma espécie nômade, que está sempre se deslocando em busca de comida e água e estima-se que sua área de vida corresponda a uma área entre 60 e 200 km quadrados.

O tamanho das áreas de vida do queixada depende do tamanho do grupo. São animais capazes de viajar longas distâncias e sua presença em uma determinada área é episódica e imprevisível, pois eles podem visitar cada área por algumas horas, ou por poucos dias, muitas vezes deixando o chão marcado. Um rebanho de queixadas pode chegar a viajar cerca de 10 km em um único dia e, como é uma espécie capaz de realizar grandes deslocamentos, há constante fluxo gênico entre as populações.

Queixada Reprodução
Queixada Reprodução

Os queixadas são animais sociais e gregários, viajando em rebanhos formados por fêmeas e machos de todas as idades, e as fêmeas geralmente dominando os machos. Os rebanhos podem incluir até 2000 indivíduos, mas normalmente varia de cinco a mais de 200 membros. Este comportamento gregário, além de auxiliar no forrageamento e busca de alimento, protege os indivíduos da espécie de ataques dos seus predadores naturais, como as pumas e as onças.

Os queixadas são territorialistas e utilizam glândulas de odor dorsais como um meio de marcação territorial e também como forma de identificar os membros do grupo. São animais que se comunicam através de vocalizações de baixo nível e por barulhos com os dentes. Rebanhos grandes e ativos produzem uma constante rajada de gritos, berros e sons estridentes que podem ser ouvidos por centenas de metros. Por outro lado, pequenos grupos parecem ser mais quietos.

Alimentação do Queixada

O queixada é um animal de hábito alimentar onívoro, consumindo diversos tipos diferentes de alimentos, mas, majoritariamente, a fonte de sua dieta são frutos. A morfologia dentária do queixada permite o consumo de uma ampla variedade de alimentos nas florestas tropicais, incluindo frutas, folhas, raízes, sementes, cogumelos, vermes, minhocas, larvas de insetos e insetos adultos. Ocasionalmente, a espécie consome pequenos vertebrados, como rãs, cobras, lagartos, ovos de aves e de tartarugas e carniça.

As árvores do tipo palmeiras, como o buriti, constituem uma fonte alimentar muito importante para os queixadas, e muitas vezes, determinam as populações da espécie na região Neotropical e explicam a presença de populações com altas densidades de animais em algumas localidades. Os buritis da Amazônia, por exemplo, são fundamentais para a espécie, podendo sustentar as populações durante as estações secas na região.

Ecologicamente falando, os queixadas são fundamentais na manutenção dos ecossistemas como predadores de artrópodes e pequenos vertebrados, mantendo as populações desses animais, e, com uma alimentação rica em frutos, tornam-se importantes dispersores de sementes, garantido a manutenção de muitas espécies vegetais.

Queixada Alimentação
Queixada Alimentação

Relação do Queixada com o Homem

Os queixadas são uma fonte de couro e alimento, sendo muito importantes para algumas populações. No entanto, a espécie pode ser negativa para a agricultura familiar, uma vez que ela se alimenta de vegetais e ataca plantações de milho, batata-doce, mandioca, banana e cana-de-açúcar.

Quanto à situação de conservação, o queixada, assim como muitas outras espécies que apresentam ampla distribuição geográfica e são capazes de sobreviver em diferentes tipos de habitat, sofre diferentes impactos e, ao longo do território brasileiro, está sob diferentes graus de ameaça com relação às suas populações.

As populações em algumas áreas estão estáveis, mas, globalmente, a espécie encontra-se como vulnerável e com suas populações em declínio, segundo as avaliações da IUCN. Os queixadas desapareceram de muitas áreas do norte da América do Sul, Brasil e norte da Argentina. Como a espécie utiliza grandes áreas durante sua vida e necessita de uma diversidade de habitat contínuo, a degradação do habitat e pressões antrópicas faz com que suas populações desapareçam muito rapidamente. A alteração de seu habitat e a caça são responsáveis pela redução de, pelo menos, 30% das populações de queixadas nos últimos 18 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *