Home / Informações / Pitão Real

Pitão Real

A pitão real é uma serpente da ordem Squamata e família Boidae. Abaixo foram listadas as suas principais características. Confira!

Nome Científico

Python regius

Pitão Real
Pitão Real

Identificação

O seu comprimento total é de 1,2 metros, mas pode haver variações, as fêmeas geralmente são maiores e mais pesadas que os machos. Possui uma dentição áglifa (dentes cónicos não- noculadores de veneno) e fossetas termossensoriais (pequenos orifícios localizados entre as escamas “labiais” que possuem membranas sensíveis ao calor). Com isso, a serpente consegue detectar, em plena escuridão, a localização das suas presas.

A sua pele apresenta uma coloração de fundo castanho escura e um padrão de manchas arredondadas de cor amarela dourada. As pitões conseguem engolir presas muito maiores do que a sua abertura bucal normal, pois os ossos dos maxilares estão unidos por ligamentos muito elásticos e podem mover-se independentemente. Além disso, têm língua bifurcada que serve, conjuntamente com o órgão olfatorial de Jacobson, para a obtenção de informações olfativas sobre o meio envolvente.

Pitão Real Gigante
Pitão Real Gigante

Tempo de vida

Aproximadamente uns 25 anos ou mais.

Hábitos

Essa é uma espécie noturna, de dia refugia-se em fendas rochosas, troncos de árvores ocos ou buracos no solo. É uma excelente trepadora, são serpentes não venenosas, que matam as presas por constrição: seguram-nas com as mandíbulas e enrolam o seu corpo em torno destas, imobilizando-as e apertando-as até que estas morram por asfixia. Quando se sente ameaçada, enrola-se sobre si mesma formando uma bola no centro da qual protege a cabeça. Essa postura de defesa originou o seu nome popular “pitão-bola”.

Pitão Bola
Pitão Bola

Alimentação

A sua dieta é composta por pequenos mamíferos, preferencialmente os roedores e as aves. Enquanto filhotes devem comer ratos um exemplar a cada 5 a 7 dias é o ideal. O tamanho do rato deverá ser aumentado à medida que a cobra vai crescendo. A alimentação base de uma adulta são ratazanas domésticas.

Reprodução

É uma espécie ovípara, a época do acasalamento acontece entre os meses de dezembro e janeiro. Põe cerca de 10 ovos depositados entre fevereiro e abril. A sua reprodução acontece em intervalos de 2 a 3 anos.

O período de incubação é de 2 meses, geralmente, durante este período, a fêmea não se alimenta. Enrola-se em torno dos ovos e, apesar de ser um animal cuja manutenção da temperatura corporal depende de uma fonte externa, como o meio ambiente, consegue aumentar a temperatura de incubação através de contrações e distensões musculares que vai produzindo. Alcança a sua maturidade sexual entre os 2,5 a 3,5 anos.

Pitão Real Filhote
Pitão Real Filhote

Temperamento

A pitão real é normalmente calma e de fácil manuseio, apresentando mais agressividade enquanto bebê. Raramente morde e não é venenosa. Não é recomendado manter mais de uma pitão no mesmo terrário, pois há a possibilidade de canibalismo, apesar de pouco frequente, entre outros fatores como território, stress, doenças.

Distribuição e Habitat

A pitão real é encontrada na África Ocidental e Central desde o Uganda à Nigéria e para oeste até à Libéria, Serra Leoa e Guiné. Mas também nas savanas e zonas desflorestadas, geralmente próximo de água.

Conservação

A sua conservação encontra-se não avaliada de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza. É ameaçada pela captura intensiva direcionada ao comércio ilegal de espécies exóticas e de peles.

Cuidados na criação de uma cobra

Escolha a raça certa

Se você tem crianças em casa, saiba que a pitão real é uma boa opção, pois são amigáveis, quietas, resistentes e não crescem tanto.

Esteja certo que poderá cuidar dela adequadamente

Cobras do milharal e pitão real são igualmente dóceis, mas a pitão real não suporta temperaturas abaixo de 24 Cº. Assim uma casa fria, vai precisar de climatização para essa cobra.

Criar Cobra
Criar Cobra

Escolha o lugar certo para comprar a sua cobra

Cuidado com as leis locais e federais! Busque informações junto às autoridades competentes para não comprar um animal selvagem.  Escolha um criador autorizado ou uma loja de animais, o tráfico de animais exóticos é um negócio lucrativo e contribui para a extinção de espécies ameaçadas.

Na dúvida, preste atenção ao comportamento do animal para identificar se é uma cobra silvestre. Os comportamentos são os seguintes:

Notará, talvez, uma crescente agressividade, pois um animal silvestre capturado estará nervoso e inseguro quanto ao ambiente à sua volta, logo ficará fique assustada e mais agressiva.

A alimentação será dificultada, um animal contrabandeado terá uma elevada tensão. Além disso, talvez só comerá depois de se adaptar ao cativeiro.

Criar Pitão Real
Criar Pitão Real

Cobrar contrabandeadas, geralmente, virá com parasitas e, deste modo, dispenderá uma grana com tratamento veterinário.

Lembre-se

Tudo que têm dentes pode morder! Assim mesmo que alguma espécie seja dócil e possivelmente nunca cheguem a atacar, sempre há o risco de acidentes, principalmente, na hora da alimentação. Por isso, use uma pinça na hora da comida, de modo que sua mão fique longe da boca do animal. Sempre lave as mãos após encostar nos roedores e pássaros e, também, antes de dá-los à sua cobra, deste modo, não ficará com cheiro de comida. Essa preocupação é com o intuito de evitar a mordida, pois caso sinta cheiro de comida pode mordê-lo por engano.

Períodos importantes

Pitão Real Bola
Pitão Real Bola

Chegada do animal

Não se deve pegar nem alimentar a pitão na primeira semana de chegada.

Muda de pele

A pele nos repteis não cresce, eles realizam normalmente mudanças mensais. Deve-se aumentar a umidade e verificar se a pele saiu na íntegra. Observar isso é fácil, pois o animal neste período fica mais tempo escondido.

Período pós-alimentação

Após alimentar a cobra, não se deve manuseá-la durante 3 dias, ou até digerir e defecar, caso contrário poderá regurgitar o alimento e ter sérios problemas de saúde.

Fotos de Pitão Real

E aí, gostou desse artigo sobre a pitão real? Sugiro que você deixe sua opinião, sugestão ou exponha alguma dúvida logo abaixo, nós com certeza leremos todos os comentários e responderemos. Saiba também que aqui no blog todo o dia tem conteúdo atualizado sobre o mundo animal. Se quiser receber artigos exclusivos no seu e-mail como este post, é só se inscrever em um campo que fica à sua direita na tela. Quero pedir uma última coisa, tá bom? Compartilhe esse conteúdo com os seus amigos! Combinado?

Aproveite! Até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *