Home / Informações / Ouriço-do-mar Tem Veneno? Ele Mata?

Ouriço-do-mar Tem Veneno? Ele Mata?

Com o fim do ano de aproximando, só conseguimos pensar em duas coisas: férias e praia. Todo mundo aproveita as festas deste período para passar aqueles dias aproveitando o sol e o mar, recarregar as energias para o ano que vai entrar. Só de imaginar já ficou com vontade, certo? Bom, impossível não ficar, mas se você não quer que seus dias de férias acabem mal e de forma precipitada, é preciso ficar atento a alguns animais do mundo marítimo, como o ouriço-do-mar. 

O ouriço-do-mar do mar é encontrado nas praias enquanto se caminha pela areia ou próximo a beira do mar. Apesar da sua aparência interessante, o melhor é se manter o mais longe possível desse animal que tem um formato de esponja coberto de espinhos, isso porque eles são venenosos e o contato com seu corpo pode causar ardência e muito dor, num simples toque. 

E se mesmo com tanto cuidado, acontecer algum toque entre você e esse indivíduo, listamos algumas atitudes que você deve tomar, de imediato. 

Ouriços-do-mar
Ouriços-do-mar

Picadas de ouriços-do-mar: como proceder 

Assim como qualquer espécie do mundo animal, o ouriço tem uma forma de defesa contra ataques – mesmo aqueles sem intenção -, que é soltar seu espinho. E se você se ver diante de uma situação onde foi atacado por esse ser dos mares, siga nossas dicas, porque enquanto o espinho estiver em contato com sua pele você sofrerá de grandes dores, coceira, inflamação e até uma possível paralisia muscular. 

1 – Retire o(s) espinho(o) imediatamente

Pisou em um ouriço-do-mar? Seu primeiros passos é retirar todos os espinhos que entraram no seu corpo. Enquanto você estiver com eles, o veneno contido neles continuará agindo e entrando na sua rede sanguínea. A melhor forma de removê-lo é usando uma pinça. 

E tome cuidado na hora de tirá-lo, é importante que ele seja retirado por inteiro. Uma dica que pode te ajudar a tirar o espinho com mais facilidade é aquecer a pele ao redor do ferimento, além de ajudar na retirada do cortante, o veneno do ouriço não resiste a altas temperaturas. 

Caso essa opção não funcione pelos espinhos serem muito pequenos ou estarem muito fundo na pele, você pode usar cera quente. É como tirar pelos, aplique a cera na região, espere secar para que perfurante grude no líquido, e aí é só puxar. Uma terceira técnica, talvez um pouco mais dolorosa, é realizar um corte ao lado do perfurante e pressionar a pele com força, até o objeto sair. Como se estivesse estourando uma espinha ou cravo. 

Claro, não esqueça de desinfetar bem os objetos que usará, você não vai querer uma outra infeção, certo?!

2 – Lave bem a região da ferida

Depois que tiver certeza que todos os espinhos foram retirados do local, lave bem a região com água morna e antibactericida ou sabão neutro. Assim, você evitará qualquer possibilidade de infecção e também eliminará algum possível resíduo do veneno expelido pelo espinho do Ouriço-do-mar. 

3 – Não tampe a picada 

Logo após lavar e desinfetar a região, seque e aplique algumas gotas de antisséptico ou água oxigenada. E, sob hipótese alguma, cubra a região, seja com gaze ou qualquer outra venda. É importante deixar os poros e a pele respirar e terminar de eliminar alguma substância que ainda possa ter ficado no seu organismo. 

Além disso, se algum perfurante não tiver sido retirado e você cobrir a ferida, uma infecção ou uma possível dor será muito mais fácil de acontecer. 

4 – Higienize a região novamente 

Caso a inflamação ou dor não pare mesmo depois de você seguir as dicas acima, quer dizer que, provavelmente, a picada foi mais funda do que você imaginava. Neste caso é ideal que você coloque a região, como o pé, por exemplo, em um balde com água bem quente.  

Com a ferida de cabeça para baixo, mergulhe a região na água, isso fará com que o estiver te incomodando se solte com mais facilidade assim que os poros se abrirem. Se quiser, é possível adicionar algumas colheres de bicarbonato de sódio ou vinagre na solução. Deixe o local submerso por cerca de 30 a 60 minutos. 

5 – Fique atento a ferida

É preciso ficar atento às alterações na pele. Observe se o local está com alguma vermelhidão, dor ou pus. Caso esteja, é importante procurar um médico o mais rápido possível. Também é preciso observar se não está ocorrendo uma alergia a picada do Ouriço-do-mar. Se reações como  problemas para respirar, inchaço da língua ou dos lábios, urticária, dor no peito e vermelhidão na pele aparecerem, é essencial procurar um hospital. 

Caso não, continuei o tratamento ingerindo antibiótico para infecção e um analgésico para a dor, claro, mediante as recomendações de um profissional da saúde. A automedicação nunca é uma boa idéia. É importante também estar com a vacina antitetânica em dia nessas ocasiões. 

O veneno do ouriço-do-mar mata? 

Como dito, se tocar no ouriço-do-mar, a primeira atitude é remover todos os espinhos os mais rápido possível, principalmente porque enquanto eles estiverem em contato com a sua pele o veneno continuará a ser expelido no seu corpo e você poderá sentir fortes dores, além de uma possível paralisia muscular. Fora isso, o veneno não causa reações mais graves, como a morte, por exemplo. 

Por outro lado é preciso ser cuidadoso, porque sua picada pode causar alergias em algumas pessoas, acarretando vômito, inchaço na língua ou na boca, dificuldade em respirar e até taquicardia que, se não forem tratados, podem, sim, causar o óbito, mas só em casos extremos de não cuidado. Mas a melhor solução é sempre procurar um médico em qualquer mudança significativa ou se perceber que o quadro não melhora apesar dos cuidados. 

Fora isso, fique atento quando estiver em regiões onde a presença de ouriços-do-mar é comum. E se por um acaso tiver algum contato com esse animal, é só seguir nossas dicas. Mas o ideal é ficar atento, afinal você não quer que seus dias de férias acabem de forma precoce e dolorosa, certo? Ao tomar cuidado você poderá curtir seus dias de praia de forma mais prazerosa. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *