Home / Informações / Onça Parda: Características, Alimentação e Onde Vive

Onça Parda: Características, Alimentação e Onde Vive

A onça-parda, também conhecida como leão-das-montanhas ou puma é o segundo maior felino nativo da América, ela fica atrás apenas da onça-pintada. Também é o felino com maior escala de distribuição do que qualquer outro mamífero selvagem conhecido no hemisfério ocidental. Ela pertence ao grupo de felídeos. A onça-parda é do tipo solitária, carnívora e muito territorialista. 

Características

O puma ou Felis concolor é um animal que consegue viver tanto na floresta, deserto, montanha, pântano ou bosque. Como dito, é um predador solitário, e a luta com outros de sua espécie ou mesmo com a onça-pintada são situações raras no seu dia a dia. 

Medem em torno de 105 a 196 cm, com uma cauda que pode alcançar os 78 centímetros. Os adultos podem pesar até 103 quilos. As fêmeas normalmente são menores, medindo de 96 a 151 cm, com cauda de 53 centímetros e um peso de 36 a 60 quilos.

Onça Parda
Onça Parda

Seu tamanho também varia com o seu habitat, as menores normalmente são aquelas que vivem nas zonas tropicais, já os moradores das montanhas são maiores, com peso e coloração diferente, fazendo com eles sejam classificados como subespécies. 

Tem a cabeça pequena e arredondado, seu pescoço é grosso, com olhos grandes e possui uma grande quantidade de bigode. Suas patas dianteiras e traseiras detêm dedos, sendo 5 na frente e 4 atrás.

Possui pelagem macia, de uma tom acastanhado em todo o seu corpo, menos na região do ventre, que costuma ser mais clara.  

Por ter um torso alongado, isso lhe dá muita agilidade, assim como habilidades de saltar do chão a uma altura de 5,5 em uma árvore, em um só pulo. São animais de hábitos noturno, começam a se movimentar no entardecer. Mas podem caçar a qualquer hora se estiverem com fome. 

Detêm habilidades de nado, e o fazem quando a caça vale a pena, mas não são muito fãs de entrarem na água. 

Alimentação

Apesar do seu porte ser considerado pequeno, a suçuarana consegue caçar animais de médio e grande porte, podendo até abater um boi. Por este motivo, essa espécie acaba sendo muito caçada no Pantanal pelos fazendeiros, que vão atrás do bicho por estes atacarem seu gado. 

Acontece que essa caça, assim como qualquer outra, além de trazer a possibilidade de extinção da espécie, também causa um desequilíbrio no ecossistema, isso porque com menos onças-pardas a população de capivaras aumentam, o que também traz problema para gado – pois estes animais transmitem doenças – e também para a natureza, no geral.

Em casos assim, o melhor é informar o Ibama e preservar a vida da suçuarana. 

Além disso, se alimentam de veados, castores, lebres e até porcos-espinhos. A frequência com que matam varia bastante, mas podem ficar até 3 dias sem comer depois de caçar um veado, por exemplo. Isso quando a fêmea é adulta e tem filhotes. Para espécies sozinhas isso pula para 16 dias. Eles enterram suas presas para poderem voltar mais tarde e comê-las. 

Onde vivem 

Por ter uma grande distribuição, é possível encontrar esse bicho em diversas regiões do Brasil, do Pantanal até a Amazônia, assim como em outros lugares da América do Sul, como nos Andes e nas regiões com Montanha, no Canadá e na América do Norte. 

Outras características da onça-parda 

Quando esta se encontra sozinha, ela geralmente não apresenta grande perigo aos humanos. Agora, caso cruze com elas quando estas estiverem com seus filhotes, será um problema. Além de se afastar com cautela e sem nunca dar as costas para o bicho, é importante também não fazer com que a onça se sinta acuado. 

Nem precisamos dizer que fugir não é uma boa idéia, caso isso aconteça, ela irá te atacar por puro instinto, isso porque suas presas sempre fogem dela. Evite também contato olho no olho, pode parecer que você está intimidando a onça-parda. 

Mesmo com título de covarde – esses animais morrem de medo de cachorros e sobem em árvores para fugir deles- , a realidade sobre esse animal é outra. Elas são corajosas e enfrentam indivíduos muito maiores com tranquilidade, como a onça-pintada, por exemplo. E levam a melhor, isso graças a sua ferocidade. 

Onça Parda
Onça Parda

Ainda assim, o puma pode ser domesticada. Tanto que em algumas fazendas da Argentina existem espécies que exercem o papel de cão pastor e convivem em harmonia com os carneiros. 

E, apesar de ser chamado de onça, a suçuarana é muito mais próxima de ser parente dos gatos do que da onça-pintada. Por isso sua voz parece um miado. 

Reprodução

A Suçuarana costuma gerar de um a quatro filhotes por gestação. Está dura de 91 a 95 dias. Estes permanecem com a mãe até os 20 meses e se tornam independentes aos 1,5 anos de idade. 

Esses filhotes nascem com pontos pretas e olhos azuis. Essas manchas desaparecem aos 6 meses de vida. 

Os casais de Suçuarana se encontram apenas no período reprodutivo. O cio dura de 3 a 4 dias, com a fêmea tendo um intervalo de 23 dias entre uma e outra. Além disso, a puma contém 3 pares de mamilos, totalizando a quantidade máximo de crias por gestação. As fêmeas alcançam a maturidade sexual no segundo ano de vida, já os machos chegam apenas a esse estágio com 3 anos. 

Ameaça

Além da caça ilegal não só por parte dos fazendeiros para defenderem seu gado, o animal também corre risco de extinção devido a redução do seu ambiente natural, provocado pelo desmatamento. O que, como dito, pode acarretar outros problemas, já que a onça-parda tem papel importante na natureza, atuando como um tipo de controlar de espécie. 

Ou seja, está mais que na hora de medidas preventivas mais extremas precisam ser tomadas, ou senão veremos o resultado da sua extinção muito em breve e provavelmente será tarde demais para reverter a situação a tempo. 

Esse morador do Pantanal é realmente incrível. O que achou de conhecer mais sobre esse parente do gato? Bem interessante, não? Conte-nos quais foram os fatos que mais gostaram de saber sobre a onça-parda e, claro, não deixe de compartilhar em suas redes sociais. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *