Home / Informações / O Abelharuco-Africano-de-Testa-Branca

O Abelharuco-Africano-de-Testa-Branca

Reino: Animalia

Filo: Chordata

Classe: Aves

Ordem: Coraciiformes

Família: Meropidae

Género: Merops

Espécie: Merops bullockoides

Os abelharucos são aves que se distribuem pela Europa, África, Ásia e Oceania. Ao todo, 26 espécies habitam diversas regiões desses continentes. De hábitos migratórios, essas aves passam boa parte do ano em locais com latitudes elevadas. Durante o período de reprodução, os abelharucos migram para zonas tropicais e subtropicais.

Abelharuco-Africano-de-Testa-Branca
Abelharuco-Africano-de-Testa-Branca

No caso do abelharuco-africano-de-testa-branca, ele habita praticamente toda a região sub-equatorial da África. A população de abelharucos pode variar muito por quilômetro quadrado de savana.

Ficou curioso para saber mais sobre essa belíssima espécie? Então vem com a gente!

Características

O abelharuco-africano-de-testa-branca, assim como os outros membros da família Meropidae, é uma ave de pequeno porte que chega a medir 35 centímetros em fase adulta. Seu bico é longo, ligeiramente comprimido na lateral e levemente curvado. A cauda é bem marcada e um pouco quadrada.

Essa espécie é muito esbelta bastante colorida, com tons de verde vibrante e manchas de outras cores distribuídas pelo pescoço, barriga e dorso. A testa branca é a marca que garante identidade ao Merops bullockoides.

Casal de Merops Bullockoides
Casal de Merops Bullockoides

O abelharuco-africano-de-testa-branca gosta de ficar em áreas de campos abertos, próximo a barrancos e em árvores baixas. Isso facilita a captura do alimento.

Alimentação

Os abelharucos não recebem esse nome à toa. A alimentação deles é baseada em insetos, principalmente abelhas e vespas. As presas dessa ave são caçadas durante o voo e, antes de deglutir o alimento, o abelharuco esmaga o inseto para retirar o ferrão. Muito esperto!

Especialistas em aves observaram dois métodos de caça. Os abelharucos-africanos-de-testa-branca podem fazer voos rápidos Hawking entre os galhos mais baixos de arbustos e árvores ou então deslizar para baixo de seu poleiro de forma lenta para depois conseguir capturar seus insetos rapidamente.

Geralmente, essas aves vivem em grupos. Mas algumas dessas aves já foram observadas vivendo em casais ou isoladas.

Reprodução

O sistema familiar do abelharuco-africano-de-testa-branca é um dos mais complexos já encontrados entre as aves. Os ninhos são feitos em colônias com aproximadamente 200 indivíduos. Eles cavam buracos e galerias nas margens de rios, falésias ou bancos de terra.

Ninho de Abelharuco-Africano-de-Testa-Branca
Ninho de Abelharuco-Africano-de-Testa-Branca

As fêmeas botam de dois a seis ovos. Quando os filhotes nascem, eles recebem os cuidados de ambos os progenitores. Não há dimorfismo sexual claro.

As colônias de abelharucos são socialmente monogâmicas e de reprodução cooperativa. Os indivíduos “não reprodutores” ajudam seus familiares durante esse período. Além de auxiliar na construção do ninho, esses ajudantes buscam alimentos para as fêmeas, protegem os ovos e alimentam os abelharucos recém-nascidos. Tudo isso contribui para a sobrevivência da espécie.

Porém, apenas metade dos “não reprodutores” de uma colônia se tornam ajudantes, pois a “boa vontade” vai depender do grau de parentesco entre os envolvidos. Acontece que aqueles que não estão reproduzindo tendem a fornecer ajuda durante esse período quando os casais reprodutores são parentes geneticamente próximos. Quando se encontram em situação de escolha, o abelharuco ajudante dá preferência ao casal reprodutor com os quais ele tem uma relação mais estreita.

Outros Abelharucos

Abelharuco-Purpúreo (Meropogon forsteni)

Essa espécie de abelharuco reside na ilha de Sulawesi, na Indonésia. Trata-se do único membro do gênero Meropogon. O abelharuco-purpúreo é uma ave longa e colorida, de bico comprido e fino e asas curvadas. Ele mede aproximadamente 26 centímetros de comprimento.

Abelharuco-Purpúreo
Abelharuco-Purpúreo

O macho, quando adulto, tem uma cabeça roxa e longas penas que se penduram pelo pescoço. As costas, as asas e a cauda são verdes, a nuca tem um tom de marrom avermelhado e as penas caudais são alongadas. O ventre possui cor castanha também avermelhada.

Já a fêmea adulta, apesar de parecer muito com o macho, tem a barriga é marrom-avermelhada em vez de roxa. As mais jovens vislumbram uma coroa verde, com rosto escuro e barba azul.

O Abelharuco-purpúreo se alimenta de insetos, como abelhas, vespas, libélulas e besouros, geralmente capturados em voo. Essa espécie costuma caçar sozinha ou em pares.

Abelharuco-Comum (Merops apiaster)

Abelharuco-Comum
Abelharuco-Comum

O abelharuco-comum ou abelharuco-europeu possui duas populações que se distinguem pela distribuição geográfica. A primeira nidifica da Europa até o sul da Rússia e Norte de África. Já a segunda população é exclusivamente africana e habita a região do Cabo, até a África central.

De médio porte, o abelharuco-comum mede de 25 a 30 centímetros de comprimento. É uma ave bastante colorida. O dorso e a cabeça têm cor castanho escuro, amarelando gradativamente para a região posterior e para as asas. O pescoço é amarelo com uma borda preta bem discreta. O peito e o ventre são em tons de azul, enquanto as asas são verdes com uma mancha no centro de cor castanho-claro. Seus olhos possuem um delineado negro.

Na Europa, o abelharuco-comum habita bosques e regiões de floresta temperada. Já na África ele prefere as savanas. A espécie é comumente vista em grupos com até 150 indivíduos.

O período de reprodução ocorre entre setembro e dezembro nas populações africanas e entre maio e junho nas populações europeias. Essa espécie constrói o ninho em um túnel que pode chegar a dois metros de comprimento. Os ovos (de dois a 6) são incubados por cerca de 20 dias pelo macho e pela fêmea.

Abelharuco-Azuláceo (Nyctyornis athertoni)

Abelharuco-Azuláceo
Abelharuco-Azuláceo

Em sua maioria, o abelharuco-azuláceo pode ser encontrado na Índia e no sudeste da Ásia em aberturas de florestas densas. As penas azuis do pescoço são bem alongadas. Seu bico é grande e tem formato de foice. O ventre varia em tons de amarelo e verde-oliva, com listras verdes ou azuis.

As populações da península indiana apresentam um verde mais pálido do que aqueles de vivem no nordeste da Índia. As penas do pescoço do macho são dotadas de um azul mais vibrante do que o observado nas fêmeas.

O período de reprodução vai de fevereiro a agosto, mas a escavação do ninho pode começar um mês antes da postura dos avos.

Abelharuco-ruivo (Nyctyornis amictus)

Essa espécie de abelharuco é comumente encontrada em florestas densas no sudeste da Ásia. Sua face, cabeça e pescoço são completamente vermelhos, mas o restante de corpo é predominantemente verde.

A cauda e o bico do abelharuco-ruivo são longos e as asas pontiagudas. A dieta dessa espécie não é diferente das demais. Eles costumam caçar sozinhos ou em pares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *