Home / Informações / Nicho Ecológico da Onça Pintada

Nicho Ecológico da Onça Pintada

A onça pintada é um felino com impressionantes habilidades de escalada e natação. É um mamífero carnívoro, pertencente à família Felidae, junto de seus parentes tigres, leões, guepardos, leopardos, gatos domésticos, dentre outros felinos. A onça pintada é um felino de grande porte, apresenta um corpo compacto, com peso que pode variar entre 50 e 150 kg e chega até pouco mais de 2 metros de comprimento, considerando a cauda. Apresenta uma coloração com pelagem amarela a castanha com um padrão de manchas bem característico. As manchas são mais sólidas, menores e pretas na cabeça e no pescoço e se tornam maiores ao longo do restante do corpo. Existem alguns indivíduos melânicos, com pelagem totalmente preta, cujo padrão de manchas é apenas perceptível de acordo com a incidência de luminosidade. A onça pintada possui uma cabeça larga e mandíbulas muito poderosas capazes de realizar uma mordida forte o suficiente para furar cascas de tartarugas ou até mesmo a caixa craniana de suas presas.

Distribuição Reduzida da Onça Pintada

A onça pintada é originária do continente Americano e considerada o maior felino da América do Sul. Originalmente, sua distribuição incluía uma vasta porção do América, do sul dos Estados Unidos, junto da fronteira com o México, até a Argentina, mas a espécie está extinta em muitas regiões, sendo que um número significativo de onças pintadas é encontrado apenas em regiões remotas do México, da América Central e do Sul, particularmente na Bacia Amazônica e no Pantanal. Já não é mais encontrada no Uruguai e muito pouco na Argentina e, nos Estados Unidos, existem registros de algumas ocorrências esporádicas no Arizona, Texas e Novo México.

Onça Pintada
Onça Pintada

Devido à perda e fragmentação de seu habitat, as populações estão em declínio e a onça pintada encontra-se em status de “quase ameaçada” pela IUCN, a União Internacional para a Conservação da Natureza. Além disso, esses belos felinos ainda são caçados pela sua pelagem atraente e, atualmente, um problema sério com a interação entre onças e humanos em áreas de pecuária tem reduzido drasticamente o número de indivíduos, principalmente na região do Pantanal brasileiro, pois muitos fazendeiros também matam as onças, porque elas constantemente atacam seus gados.

O Comportamento Territorialista da Onça Pintada

A onça pintada é um animal solitário e territorialista, exceto quando da formação de pequenos grupos das mães com seus filhotes e durante a época de acasalamento. Os animais adultos encontram-se somente durante os períodos de acasalamento. O território dos machos podem se sobrepor aos de várias fêmeas que, normalmente, são reduzidos. As onças vivem então sozinhas e definem seu território de muitos quilômetros quadrados com seus resíduos e excretas ou arranhando árvores. As fêmeas têm ninhadas médias de quatro filhotes e permanecem com eles até os dois anos, aproximadamente, defendendo-os ferozmente, até que os jovens aprendam a caçar.

Onça Pintada Territorialista
Onça Pintada Territorialista

Para várias espécies de animais carnívoros, como a onça pintada, um dos fatores determinantes da territorialidade corresponde à abundância de alimentos, de forma que a limitação alimentar pode promover uma crescente competição exploratória, agressão e disputas territoriais. Em muitas regiões, a onça pintada convive frequentemente com a onça parda e a competição por alimentos é mais pronunciada em áreas onde os indivíduos se sobrepõem. Uma população carnívora pode apresentar uma maior territorialidade e exclusão espacial, de forma que a onça pintada possa influenciar os hábitos e comportamento de outras espécies de felinos, como a onça parda.

O Habitat da Onça Pintada e Sua Relação Com o Alimento

Considerando seu nicho ecológico, a onça pintada basicamente habita áreas densamente arborizadas de florestas tropicais, próximas a corpos d’água, mas também é encontrada em áreas mais abertas com inundações periódicas, como no Pantanal. Ao contrário de muitos outros felinos, a onça pintada não evita a água, sendo, na verdade, uma exímia nadadora, dependendo, inclusive, dos corpos d’água próximos dos quais habita para sobreviver. Os rios fornecem presas como peixes, tartarugas e jacarés, que são majoritariamente predados. As onças pintadas são, inclusive, capazes de atacar jacarés de grandes proporções, com quase o mesmo tamanho de seus corpos. A onça pintada é um predador voraz e encontra-se no topo da cadeia alimentar.

Habitat da Onça Pintada
Habitat da Onça Pintada

Além dos alimentos fornecidos pelos rios por onde habita a onça pintada, dentro de seu nicho ecológico também se encontra a ingestão de outros animais, como coelhos, macacos, veados, cervo-do-pantanal, tamanduá bandeira, queixadas, porcos, capivaras, antas e alguns pássaros. Em um estudo em uma área do Pantanal, a capivara, o cervo-do-pantanal, a anta e a queixada representaram a mais importante fonte de alimento, constituindo 49% de toda a biomassa de presas. Esses resultados sugerem que, além dos jacarés, os grandes mamíferos terrestres compõem a maior parte dos alimentos disponíveis para a onça pintada. Ainda no Pantanal, em termos de biomassa, o gado advindo da pecuária constitui a segunda presa mais importante, resultando em problemas para a criação dos bovinos, mas, principalmente, para a sobrevivência desses grandiosos felinos.

Onça Pintada Filhote
Onça Pintada Filhote

Essa situação na qual a onça pintada entra em competição com humanos não apenas por espaço, mas também por presas, prejudica sua sobrevivência e está diretamente associada à redução na disponibilidade de presas naturais, seja através da competição direta com seres humanos ou indiretamente através da perda de habitat. A onça pintada caça de forma bastante peculiar em espreita, perseguindo lentamente e emboscando suas presas em vez de caçá-las. Esse felino possui incríveis habilidades de espreita e emboscada, escalando árvores ou entrando na água para preparar uma emboscada, matando suas presas com uma mordida muito forte. Se o alimento for escasso, a onça pintada é capaz de percorrer grandes distâncias para caçar anta, gado e veados.

A Importância da Onça Pintada Como Predador de Topo

Dentro de seu nicho ecológico, a onça pintada possui um papel intimamente relacionado à sua posição como predador de topo no ecossistema. Os grandes felinos são peça chave na organização da comunidade através de seus impactos nas populações das espécies de animais que servem como presas, sendo, portanto, um exemplo de regulação de cima para baixo na estrutura da comunidade. Alguns dados científicos sugerem que grandes predadores como a onça pintada são essenciais na regulação das populações e do sistema como um todo em florestas neotropicais. Considerando as presas da onça pintada como mamíferos terrestres de tamanho médio e herbívoros, quando o número de presas não é adequadamente controlado pela predação pelas onças, o aumento das populações dos mamíferos herbívoros altera a regeneração natural das florestas. Dessa forma, a onça pintada, assim como os demais felinos predadores de topo presentes em outras regiões, controla a diversidade de plantas em florestas tropicais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *