Home / Informações / Lhama: Características, Nome Científico e Filhotes Fofos

Lhama: Características, Nome Científico e Filhotes Fofos

As lhamas ou, de nome científico, lama glama estão longe de nós brasileiros, elas são oriundas das regiões montanhosas, frias e com pouca água da Argentina, do Chile, da Bolívia, do Equador e do Peru, onde além de viverem de forma selvagem são comumente e culturalmente domesticadas pela população local há muitos anos.

Quando falamos da sua vida selvagem, convivem em bandos de cerca de quinze indivíduos, em que há somente um macho dominante e o restante é composto por fêmeas. Quanto a sua domesticação, através dela é produzida principalmente a lã, além do leite, da carne e do couro e sua utilização como meio de transporte de mercadorias.

Lhama
Lhama

Família Camelidae, Gêneros E Espécies

Elas são pertencentes a família camelidae, onde curiosamente há seis espécies de animais, contando com elas, divididos em três gêneros com duas espécies cada. A que ela é pertencente é o gênero lama, em que o outro animal pertencente é o guanaco. Outro gênero é o vicugna, em que são pertencentes a alpaca e a vicunha. Por último existe o gênero camelus, em que os pertencentes são o camelo e o dromedário. Quando falamos em todos estes animais, claramente por fazerem parte da mesma família, eles têm muito em comum, mas também têm suas muitas diferenças também. Por exemplo, tanto os camelos, quanto os dromedários, as lhamas e as alpacas são animais comumente domesticados há muitos anos por moradores locais, já as vicunhas e os guanacos não, são animais exclusivamente selvagens.

Nas suas domesticações, os camelos e os dromedários, são mais usados para transporte de mercadoria pela sua capacidade de percorrer quilômetros e carregar grandes pesos sem muita necessidade de água ou alimento, totalmente adaptado a esta vida. Já falamos sobre a domesticação das lhamas, mas em comum com elas, as alpacas também são criadas com o principal objetivo da retirada e comercialização da sua lã por criadores. A diferença é que as alpacas são menores, portanto não habitualmente aproveitadas para o transporte de mercadorias e a sua lã é mais valorizada no mercado por ser mais macia, se distinguindo da lhama que é mais grossa. Sua tosa, também conhecida como tosquia é feita durante o verão, pensando na sua higiene, saúde e bem estar além do comércio, claro.

Reações Curiosas Da Lhama

Quanto ao comportamento das lhamas, quando pensamos nele logo nos lembramos das suas famosas cuspidas, mas você já parou para pensar o por que deles? Pois então saiba que eles são feitos somente quando elas se sentem ameaçadas ou irritadas e reagem cuspindo no vilão destes seus sentimentos. Por curiosidade, por esta característica um tanto quanto peculiar, foi considerada o oitavo animal mais irritável segundo uma classificação da Animal Planet. Imagina as reações dos que estão antes dela então?!

Mas elas não tem, digamos assim, o pavio curto somente nesta ocasião, se a mercadoria que é posta em suas costas para carregamento e transporte, por exemplo, for maior do que ela acha suportável, ela reage deitando no chão e se recusando a se levantar enquanto o peso não for ajustado, neste caso uma medida justa, não é mesmo? Mais uma das muitas curiosidades sobre a lhama é que até mesmo as suas fezes podem ser comercializadas, como fertilizante natural, por exemplo, e não é só isso, elas também já foram usadas em mistura com calcário para a despoluição de uma região da Bolívia por ter essa capacidade de absorção de poluição junto com o outro produto.

Alimentação E Reprodução Da Lhama

Quanto a sua alimentação, assim como todos os indivíduos da família camelidae, é herbívora e basicamente composta de gramíneas. Outra característica em comum da família, são seus aparelhos digestivos divididos em três partes, diferente dos outros ruminantes, que os tem dividido em quatro. Afinal, são mamíferos ruminantes.

Quando a lhama se reproduz, sua gestação dura cerca de onze meses, normalmente geram somente um filhote, muito raramente no máximo dois, que já nascem bem maduros fisicamente, pesando cerca de onze quilos, que desmamam com cerca de cinco meses e que atingem a maturidade sexual ou em outras palavras, a capacidade de se reproduzir, com cerca de dois anos de idade. Sua expectativa de vida é de cerca de vinte e quatro anos.

Um Pouco Mais Sobre A Domesticação

Sobre a sua aparência, tem a pelagem bem diversificada, nas colorações mais claras e escuras, como a branca, a amarelada, a marrom e a preta, também podem ter mais de uma cor misturada sem padrões. Curiosamente os mesmos são longos e volumosos por conta da sua adaptação ao habitat que são oriundos, que como já citamos, são montanhosos e frio. Também se adaptaram ao fato do mesmo ter pouca água, tendo a capacidade de ficar longos períodos sem a necessidade de se hidratar, o que é uma vantagem quando são usados para carregar e transportar mercadorias.

Seus lábios superiores são divididos em dois e conseguem movimentar ambas as partes de forma independente. A domesticação de lhamas ganhou o mundo, atualmente se encontram em países que não habitam naturalmente como os Estados Unidos da América, o Canadá, a Nova Zelândia e alguns outros países europeus, mas a sua maior população domesticada se encontra na Bolívia, com cerca de dois milhões de indivíduos.

Lhama
Lhama

Curiosamente um dos indivíduos da família camelidae e pertencente ao gênero camelus, os dromedários, não ganharam toda esta expansão pelo mundo quanto a sua domesticação, mas também são comumente e culturalmente criados nas regiões que naturalmente habitam, como a África e a Ásia, tanto que é este hábito que garante a conservação da sua espécie pois atualmente se encontram vivendo de forma selvagem somente na Austrália, diferente do seu parente do mesmo gênero, o camelo, que apesar de também ser domesticado por moradores locais mas regiões que habita, ainda se encontra em pelo menos três países, como a China e a Mongólia, em grande população, vivendo de forma selvagem na natureza.

No caso das suas domesticações, são mais voltadas para o carregamento e transporte de mercadorias, atravessando as regiões áridas e desérticas, em que são totalmente adaptados fisiológica e fisicamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *