Home / Informações / Jiboia: Características e Curiosidades

Jiboia: Características e Curiosidades

A jiboia é uma serpente da família Boidae, da ordem Squamata. Seu nome científico é boa constrictor e possui onze subespécies. Das quais apenas duas delas bom ser encontradas em nosso país a boa constrictor constrictor e a boa constrictor amaralis. A primeira pode ser vista nas regiões do nordeste enquanto a amaralis pode ser vista em regiões do sul, sudeste e em menor grau nas regiões centrais.

Hoje conheceremos um pouco mais desta imponente serpente em suas principais características e veremos também algumas de suas curiosidades.

Jiboia
Jiboia

O Curioso Desenvolvimento Da Jiboia

A jiboia é, em nosso país, o segundo maior exemplar de serpente perdendo apenas para a sucuri que é conhecida também por anaconda. Sim, essa mesma, aquela cobra enorme dos filmes de terror. Apenas com esta informação já da para imaginar que a jiboia não é um animal pequeno, muito pelo contrário aliás.

A jiboia é considerada um animal de médio a grande porte com seus pra lá de dois metros de comprimento. E em relação ao seu porte temos aqui uma curiosa questão sobre as jiboias. Estes animais podem atingir na verdade cerca de quatro metros de comprimento mas por algum motivo param de crescer por volta dos dois metros, as vezes até menos. O seu peso consideravelmente também fica abaixo do esperado para a espécie que é de quarenta quilos. Assim sendo uma jiboia adulta pode chegar a pesar cerca de apenas vinte quilos com seus dois metros de comprimento.

Jiboia Características
Jiboia Características

E por falar em desenvolvimento, as jiboias possuem uma gestação consideravelmente longa para o reino animal podendo chegar aos oito meses (a gestação deste animal fica entre cinco e oito meses) e podem gerar em uma única gestação mais de sessenta filhotes, o que convenhamos é um número pra lá de expressivo.

Falando em reprodução são consideradas animais vivíparos ou seja, os filhotes se desenvolvem majoritariamente no interior de suas mães utilizando-se do sangue para retirar todos os nutrientes necessários para o seu pleno desenvolvimento.

Quando nascem, os filhotes de jiboia chegam a quase cinquenta centímetros e seu peso não chega nem mesmo as cem gramas.

Animais Carnívoros Mas De Comportamento Dócil

É difícil pensar que uma cobra, vista como animal perigoso pela grande maioria das pessoas, seja definida como dócil. Talvez dócil seja de fato um exagero da nossa parte mas digamos que não há perigos quanto a aproximação e o contato com uma jiboia. Calma, não é exatamente assim, mas vamos explicar.

As jiboias não são animais peçonhentos, assim sendo não possuem veneno para nós atacar, veneno este que em algumas espécies que o possuem são extremamente maléficos para nós e principalmente para suas presas. Não são capazes de consumir animais de tamanhos expressivos sendo mais uma vez inofensiva para nós seres humanos.

Jiboia Curiosidades
Jiboia Curiosidades

Como animais carnívoros que são as jiboias alimentam-se de carne como pequenos mamíferos, aves, anfíbios e algumas espécies de lagartos. São extremamente espertas em relação a sua busca por alimento se utilizando de algumas estratégias para o êxito. Uma delas é esperar pacientemente em um local muito frequentemente visitado, por assim dizer, por sua presa. Voltando ainda ao fato de não serem animais agressivos e violentos, quando se sentem ameaçadas ou acuadas de alguma maneira por um estímulo externo tendem a expelir um ar ruidoso de seus pulmões. Este ar tem o intuito apenas de afugentar os menos corajosos visto que não causa dano algum nem mesmo irritação em nossa pele para o caso de contato direto. Todavia em hipóteses mais extremas as jiboias podem atacar.  Não é algo comum mas também não é raro de acontecer e embora não seja uma picada venenosa é significativamente dolorida e pode propiciar o desenvolvimento de um quadro de infecção que merece atenção e os de idos cuidados médicos.

O Comércio Ilegal E A Domesticação

Se você até agora surpreendente gostou da jiboia saiba que é possível criar um exemplar em casa de maneira totalmente legal. Vale aqui ressaltar que para tanto você deve respeitar as necessidades naturais deste animal e deve oferecer a ele espaço e alimentação adequados para o seu desenvolvimento e para a manutenção de uma vida saudável. Para se ter uma ideia, nos Estados Unidos da América mais de dezoito milhões de pessoas criam serpentes e deste total a parte  majoritária de animais vem de jiboias. No Brasil para que você consiga uma jiboia dentro de todas as exigências ambientais vigentes é necessário desembolsar pelo menos mil e quinhentos reais. Mas o valor pode superar o dobro do dobro, cerca de seis mil reais, a depender da coloração do animal. E por falar em coloração, a jiboia boa constrictor constrictor apresenta uma variação de cor muito mais singela que a amaralis. Suas cores são quase sempre cinza escuro ou marrom escuro e podem facilmente ser confundidas com a cor preta devido a profundidade dos tons. A amaralis por sua vez apresenta cores entre cinza claro e marrom, sendo característicos animais com cores entre estes dois tons.

O tema deste subtítulo é o comércio ilegal, se você se perguntou porque, bom a cobra jiboia é costumeiramente vítima do comércio ilegal e do tráfico de animais devido ao ser custo tão atrativo para estes criminosos. Mas vale lembrar que quem compra um animal vítima do tráfico ilegal também está cometendo um crime e poderá ser responsabilizado por tal ato.

Curiosidades Intrigantes

Ao ver esse animal você certamente não deve nem mesmo imaginar que a cobra anda assustadoramente muito devagar em solo. Para se ter uma ideia uma cobra jiboia pode percorrer uma distância de apenas quinhentos metros em uma hora. Sim, isso mesmo, a velocidade que este animal pode alcançar é muito baixa.

Outra interessante curiosidade é que a depender da sua cor as jiboias podem levar uma considerável vantagem em relação a esconder-se para pegar suas presas desprevenidas. Mas isso somente acontece para a obtenção do seu alimento, porque quando sentem uma ameaça nas proximidades ao invés de se utilizar deste mecanismo preferem se esconder ou ainda sair do local o mais rápido possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *