Home / Informações / Habitat Do Camelo

Habitat Do Camelo

Quando falamos camelo, o que te vem a cabeça? Certamente um animal grande, que lembra muito a lhama, que por sinal é o seu parente próximo. Além claro que possivelmente ao imaginar um camelo andando você deve ver ao fundo muita areia, e esse é o seu característico habitat, o deserto.

O Camelo É Um Animal Do Deserto

O camelo bactriano e o dromedário, também conhecido como camelo árabe (indivíduos da mesma família) são animais típicos do deserto. Para se ter uma ideia o camelo está totalmente adaptado para a sua condição e o seu habitat.

Ambos, tanto o dromedário quando o camelo são animais de áreas desérticas do continente asiático. O mesmo continente em que podemos encontrar os orangotangos, que assim como o camelo bactriano está com risco de extinção. Bom agora que já falamos qual o habitat do camelo, você sabia que ele apresenta características incríveis para sobrevivência em seu habitat? Falaremos sobre elas agora.

Camelo
Camelo

O camelo apresenta três pálpebras, isso mesmo, três pálpebras que mantém os olhos desse animal livre de poeira e areia que podem entrar em contato com o mesmo.

Além dessa proteção extra aos seus olhos, o camelo incrivelmente é capaz de fechar as suas narinas caso necessite para evitar a inalação de areia. Como se já não estivessem preparados para o deserto ainda tem outras características que o auxiliam. O camelo possui os lábios grossos o que garante que consiga se alimentar em meio aos espinhos. Por falar nisso o cacto faz parte da sua alimentação da qual falaremos em seguida.
Suas patas também estão preparadas para que possam se locomover com facilidade.

Como O Camelo Se Alimenta No Deserto?

Essa é uma boa pergunta a pensar que aparentemente não há muitas opções de alimento para um animal herbívoro como o camelo e o dromedário no deserto. Mas quem diria que eles não estavam adaptados para isso também? Além dos longos lábios que o permitem conseguir alimento sob condições desfavoráveis, o camelo pode se locomover por longas distâncias para obter comida.

Como comentamos anteriormente camelo é um animal herbívoro, desta maneira, se alimenta especificamente de frutos e vegetais. O cacto é um dos seus alimentos, bem como ervas daminhas que consegue encontrar. No caso de seca severa os camelos ainda podem contar com a sua corcova para manter-se nutrido por um determinado período.

Camelo no Deserto
Camelo no Deserto

Embora há quem possa pensar que a corcova do camelo seja um estoque de água, muito se engana, a sua corcova é de fato um estoque, mas não de água, e sim de gordura.

Mas por que um estoque de gordura em um único local? Como bem sabemos o estoque de gordura serve para que o animal mantenha-se nutrido em tempos de seca. Mas por que em um único lugar? A gordura é capaz de reter calor, o que seria um tanto quanto dispensável para as altas temperaturas do deserto. Assim sendo, com essa concentração o camelo não sofre muito com as altas temperaturas quanto poderia sofrer se a sua gordura fosse distribuída em todo o corpo.

Parentes, Extinção E Ademais

Além do dromedário que é um tipo de camelo, do próprio camelo bactriano e de outras espécies que foram extintas, o camelo é um animal um tanto quanto bem aparentado.

O camelo é parente próximo de quatro animais presentes no sul da América. Dentre eles podemos citar a mais conhecida a lhama, depois a alpaca, a vicunha e o guanaco.

Se você reparar bem a lhama e a alpaca lembram bem o camelo. A vicunha e o guanaco não tanto quanto, mas entre si se assemelham bastante. Bom agora que você já sabe que o camelo é um animal com muitos parentes por aí, a triste informação é que o camelo bactriano ou camelo do deserto é um dos inúmeros animais em risco de extinção. Dentre os fatores de risco podemos citar a destruição ou desestruturação de seu habitat natural, escassez de alimentos, gestação longa e correlatos.

Passeio no Camelo
Passeio no Camelo

Para que você possa ver de perto o que estamos falando, há atualmente pouco mais de novecentos camelos bactrianos em todo o mundo.

Embora sejam animais com estimativa de vida longa, o que poderia propiciar um número maior de reproduções e consequentemente de filhotes deixados, nem todo o seu tempo de vida pode ser considerado como período reprodutivo. A maturidade sexual chega para as fêmeas a partir dos três anos, para o macho logo depois de completarem cinco. Destes cinquenta anos que podem chegar a viver podem se reproduzir por certa de apenas vinte.

Costumeiramente dão à luz a um único filhote depois de uma longa gestação de incríveis treze meses. Apesar da gestação ser um tanto quanto longa o camelo não nasce prontamente pronto para encarar o mundo. O animal nasce tão desajeitado que tem dificuldades até mesmo para mamar a mamãe camelo, sendo necessário que o coloque próximo as suas glândulas mamárias. Mas não subestime esse animal que em pouco tempo estará apto a correr pelo deserto junto a mamãe camelo.

O Processo Reprodutivo Do Camelo

O camelo apresenta uma das gestações mais longas do mundo animal. O processo leva treze meses até que a mamãe camelo de à luz ao seu filho. No singular mesmo, em cada reprodução o número de filhotes como adiantamos é habitualmente um.

Talvez a sua gestação longa, o número de filhotes gerados e também o tempo em que o camelo pode se reproduzir pode ser um agravante para o risco de extinção em que o camelo bactriano se encontra.

Dentre os principais motivos que levaram esse animal a esse triste quadro assim como inúmeras outras espécies vai além da atividade humana destrutiva em relação ao seu habitat natural, temos no caso do camelo outro fator também, o chamado mercado de consumo. Embora não seja algo tão conhecido assim, possivelmente um contribuinte para isso sem dúvida é mercado de consumo do camelo. Por incrível que pareça há um mercado de domesticação e consumo tanto da sua carne quanto do seu leite. Leite este que segundo estudos é mais nutritivo que o leite bovino. Apresentando mais ferro e vitamina C que o mesmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.