Home / Informações / Esquilo Caxinguelê

Esquilo Caxinguelê

Nome Científico

Guerlinguetus ingrami

Quando se pensa em esquilo logo vem à mente as estripulias de Tico e Teco, a dupla de personagens de Walt Disney. O caxinguelê é um roedor típico do Brasil e vive em florestas. É esguio, esperto, ágil e recebe também o nome de serelepe acutipuru, quatipuru, quatimirim, caxinxe e catiaipé.

Esquilo Caxinguelê
Esquilo Caxinguelê

Diferente dos seus parentes norte-americanos, o caxinguelê é muito tímido diante de humanos e raramente aparecem em áreas movimentadas. Seu nome científico é Guerlinguetus ingrami, pertencem a grande família Sciuridae conhecida por ter roedores de médio e pequeno porte e a ordem Rodentia. No geral, os esquilos estão espalhados por quase todo o mundo, as zonas temperadas e tropicais são as mais comuns, mas também tem alguns nas zonas de clima frio. Logo abaixo foram listas as suas principais características.

Habitat

São roedores típicos do Brasil, vivem em áreas da floresta Amazônia e Mata Atlântica. Eles têm olhos grandes e orelhas pequenas, sua pelagem é macia e a cauda peluda e longa. É uma espécie diurna e arborícola, descendo das árvores para buscar alimento ou enterrar sementes.

Esquilo Caxinguelê Habitat
Esquilo Caxinguelê Habitat

Roedores potentes

O esquilo caxinguelê é mamífero e roedor incansável, precisa gastar os seus dentes, que tem um crescimento contínuo. Os dentes incisivos são fortes, assim como os músculos das mandíbulas, o que o permite abrir as sementes muito duras. Os esquilos mais hábeis logo aprendem a maneira eficiente de retirar a polpa dos coquinhos, fazendo um corte em triângulo. Muitos zoólogos destacam que é possível encontrar entre as cascas de coquinho jerivá, cortes perfeitos realizados pelos caxinguelês experientes além, é claro, de tentativas desajeitadas dos menos experientes. Esses esquilos vivem sozinhos ou em pares e dormem em troncos ocos de árvores.

Alimentação

O esquilo caxinguelê se alimenta de frutos secos, sementes de palmeiras e sapucaias, aliás, são bastante energéticos. Como necessita gastar os dentes que estão crescendo os alimentos duros são as suas opções principais. Mas de vez em quando inclui em sua dieta ovos de pássaros, frutas e cogumelos.

Esquilo Caxinguelê Alimentação
Esquilo Caxinguelê Alimentação

Na região Sul, seu alimento típico são os pinhões de araucária. De vez em quando, pode comer também larvas de insetos e brotos de árvores. Estocar a comida é uma prática recorrente para ele e, por isso, os serelepes são considerados dispersores de sementes. Ao se alimentarem ajudam a espalhá-las na mata. Depois de pegar as sementes as levam para a sua toca, feita entre os galhos de árvores. Mas às vezes elas caem e o caxinguelê não volta para procurá-las. Outras vezes, ele enterra as sementes, geralmente no outono quando o alimento é abundante e recobre os buracos com terra e folhas. Mesmo em locais com neve, os esquilos conseguem localizar o alimento que armazenam no outono, graças ao seu apuradíssimo olfato. Pode acontecer de ele mudar de território ou esquecer onde as deixou. Além disso, no momento em que leva a sua comida, o esquilo pode ser capturado por um predador, isso é algo que facilita mais a semente germinar. Ao espalhar as sementes ele faz um bem à natureza originando novas árvores.

Esquilo Caxinguelê Alimentação
Esquilo Caxinguelê Alimentação

Predadores

Seus predadores habituais são a jaguatirica, a onça-pintada e o gato-do-mato. Quando há muitos esquilos em uma floresta é um indicativo do estado da mata. Uma mata cheia de caxinguelês aponta que estão faltando os seus predadores. Portanto, em florestas pequenas sua presença aumenta muito. Na Califórnia, as cascavéis caçam nos túneis à noite e os filhotes de esquilo são parte fundamental de sua dieta. Porém, mesmo dentro de um espaço apertado, a fêmea defende os seus filhotes. Os esquilos terrestres sabem distinguir as cobras através de seus chocalhos. As cobras maiores emitem um som maior no chocalho, além disso, o calor e vivacidade da cobra também interferem no som.

Grandes saltos

Esquilo Caxinguelê Saltando
Esquilo Caxinguelê Saltando

O esquilo caxinguelê é capaz e salta até 5 metros de um galho para outro. É territorialista e sua visão e audição são muito apuradas. Mede 20 centímetros de comprimento, isso sem contar a cauda, longa e peluda, com mais 18 centímetros. Um adulto da espécie pode chegar a pesar 300 gramas. Uma das estratégias de sobrevivência é, quando avistado, ficar imóvel por um tempo na tentativa de se passar despercebido e fugir em seguida.

Reprodução

O esquilo caxinguelê atinge a maturidade sexual ao completar o primeiro ano de vida. Durante a gestação, os pais preparam o ninho para receber os filhotes que variam de 3 a 10 por ninhada. A fêmea reproduz uma vez por ano. Os locais onde existem vegetação de idade avançada e copas altas são os seus preferidos, pois há ocos nas árvores, assim habitam, se reproduzem, guardam os filhotes e estocam comida. Fazem várias coisas de uma vez só! Os seus filhotes nascem cegos e sem pelos, entretanto, após oito dias seu corpo é recoberto de pelos, e no nono dia abrem os olhos. Aos 3 meses e meio já estão aptos a darem os primeiros passeios pelos ramos das árvores.

Esquilo Caxinguelê e Filhote
Esquilo Caxinguelê e Filhote

Domesticação de esquilos

O esquilo caxinguelê é um animal silvestre, logo não é recomendado para se viver em residências. Os encontrados nas lojas de animais foram criadas em cativeiro, pois os silvestres, aqueles dos nossos matos e florestas, estão protegidos pelo IBAMA e não se podem ter em casa. O indicado é preparar uma gaiola grande e ampla cheia de ramos de árvores e colocar várias juntas para não ficarem soltos. Quanto mais jovem mais fácil de domesticar, é possível interagir com ele se forem tomados os devidos cuidadosos com os gestos. É possível tirá-lo da sua gaiola para colocá-lo numa zona pequena sem móveis nem sítios aonde se esconder. Se o esquilo tem menos de um mês ao alimentá-lo é mais fácil que adquira confiança com a pessoa. É recomendado que se adquira um com mais de um mês de vida, estes já estão fortes e saudáveis, contudo requerem mais alguma paciência para os domesticar.

Fotos do Esquilo Caxinguelê 

Gostou desse artigo sobre o esquilo caxinguelê? Aqui no blog todo o dia tem conteúdo atualizado sobre o mundo animal. Sugiro que você deixe sua opinião, sugestão ou exponha alguma dúvida logo abaixo, nós com certeza leremos todos os comentários e responderemos. Quero pedir uma última coisa, compartilhe esse conteúdo com o seus amigos! Combinado? Se quiser receber artigos exclusivos no seu e-mail como este post, é só se inscrever em um campo que fica à sua direita na tela.

Aproveite! Até breve!

6 comentários

  1. Muito bom o texto. Porém, fiquei em dúvida quanto às duas primeiras fotos, que parecem ser de alguma subespécie do esquilo vermelho europeu (Sciurus vulgaris). E a quarta foto da galeria parece ser de uma tâmia.

  2. tinha um esquilo a 1 ano e o peguei no chão apos cair de uma arvore antes do 3 meses de idade ele era bem domesticado mas sabado ele saiu de casa e os vizinhos o encontrou na rua e o devolveram pra mata .
    ele vai conseguir se adaptar de novo na mata ou ira morrer ? estou aflita

  3. Adenilson e Letícia

    Ola, desde ontem minha esquila ta ha emitir um som, q antes n fazia, parece q esta a cantar ou sei la, mas emite esse sim sem parar, esta sendo continuo, gostaria de saber o motivo, o pq de emitir esse som? Estou preocupada, a pensar q pode estar sentindo dor, ou talvez pq esteja entrando no cio e o faz para atrair algum macho.Me responda pf, aqui onde moro n tem veterinario entao n tenho a qem recorrer pra pedir ajuda. Obgda desde ja.

  4. Estou fazendo uma tarefa sobre o caxinguelê

  5. Anderson Husivel Maranhão Borges

    Como conseguimos comprar um animalzinho desse com uma mês pra domesticar e criar em casa?

  6. Aqui no jardim de casa apareceu um serelepe a algumas semanas que fez ninho num pe de manga a 2 metros da sala…mas não é tão timido como dizem…esta sempre rodeando a casa indo de um lado a outro e ocasionalmente entra na sala de casa e nos fica olhando por alguns segundos e logo vai embora….sem muita preocupação..parece sempre estar buscando algo que comer..
    Pena que no artigo não diz que se poderia dar para que ele coma..acho que pipoca e milho né?…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *