Home / Informações / Espécies De Ratos

Espécies De Ratos

O gênero Rattus classifica os mamíferos roedores, que são os mais conhecidos popularmente e geralmente chamados como ratos, mas também inclui as ratazanas.

O gênero mus também classifica outro mamífero roedor também mais conhecido como rato, mas também inclui os camundongos.

Naturalmente os ratos passam sentimentos ruins, como nojo, medo, repulsa, aflição ou até mesmo fobia a maioria das pessoas por serem animais que podem chegar a transmitir muitas doenças, mas surpreendentemente por outro lado, há quem os considere de outra forma, como animais fofos, podendo até os criarem como meros animais de estimação.

Espécies de Rato
Espécies de Rato

São usados em laboratórios para pesquisas medicinais por ser o animal com o organismo mais próximo ao do ser humano.

Apesar dos ratos serem transmissores de doenças a humanos, são totalmente inofensivos e se chegarem a habitar sua casa, saiba que o seu propósito não é lhe atacar, apesar de ameaçar a sua saúde indiretamente, mas sim encontrar alimento. Se você faz parte das pessoas que não têm conhecimento sobre as suas diferenças vamos apresentar as espécies mais conhecida de cada um deles.

Espécie de rato: O Camundongo 

Entre os ratos mais conhecidos mundialmente está o camundongo, tanto que também é nomeado como rato doméstico, além de seu nome científico, mus mulucus. Como tal, sua origem provável é a Europa e a Ásia, mas como a maioria das outras espécies de ratos, atualmente se encontram habitantes de todo o mundo e até mesmo, as temidas habitações humanas. Um dos motivos prováveis que se deu a tal fator, é a sua adaptação e flexibilidade a diversas condições e climas ambientais.

Características Quando Adultos

Quando atingem a maturidade física, como todo rato, ou seja, mamífero roedor de pequeno porte que são, medem aproximadamente somente oito centímetros de comprimento.

A sua pelagem se apresenta somente na cor branca e acinzentada, sua cauda é fina e comprida, o que pode levar a chegar a ser maior que seu corpo. Sua visão não é muito bem desenvolvida, o que não o ajuda em seu hábito noturno, mas em compensação seu olfato é muito apurado, o auxiliando na sua caça a alimento e evitando a ameaça de predadores, que curiosamente pode ser outro mamífero roedor, a própria ratazana, mas contraditoriamente podem chegar a conviver pacificamente vivendo de forma selvagem na natureza, como na Nova Zelândia e América do Norte.

Nova Espécie de Rato
Nova Espécie de Rato

Seu modo de vida depende da sua população local, podendo ser de forma solitária ou em grupos consideráveis. Tanto o macho quanto a fêmea atinge a maturidade sexual aos precoces dois meses de vida. O ciclo fértil da fêmea tem o incrível período de pausa de somente cinco dias, durando o mesmo tempo quando ovulando. Outra curiosidade sobre os camundongos é que quando a convivência é somente entre fêmeas podem chegar a parar de ovular, mas na presença de um macho, voltam o ciclo fértil em cerca de três dias. Quando reproduzem, como animais mamíferos que são, a gestação dura cerca de vinte dias, quando a fêmea ainda está amamentando da reprodução anterior, podem prolongar o período em até quinze dias. O desmame dos filhotes acontece após vinte dias de amamentação, os mesmos quando nascem pesam somente cerca de um grama e meia, não possuem pelos e desenvolvem os mesmos, dentes e abertura dos olhos com aproximadamente dez dias de vida. É o rato mais popular usado como cobaias em laboratórios de pesquisas medicinais.

Filhotes de Rato
Filhotes de Rato

São os mesmos também que inspiraram a criação do famoso personagem Michey Mouse.

As possíveis doenças transmissíveis deles para nós são a leptospirose, a salmonelose, a raiva, a pasteurelose, a micoplasmose, a linfociticae e a coriomeningite.

Espécie De Rato: Conheça o Rato Preto

De nome científico Rattus Rattus, o rato preto também é uma das espécies de ratos mais comuns, com sua conhecida aparência de rato, podendo medir de doze a dezoito centímetros de comprimento de corpo, portanto bem maior que o camundongo, somado a sua cauda que pode medir de quinze a vinte e dois centímetros, quase se igualando ao tamanho do seu corpo.

Sua origem é a Ásia, mas atualmente como o primeiro rato citado, também habita quase todo o mundo. A urbanização e expulsão dos seus predadores nos seus habitats junto a sua capacidade de reprodução faz com que a sua população aumente cada vez mais, se tornando praticamente uma praga atual pelas doenças que podem transmitir como as graves peste bubônica, tifo e toxoplasmose.

Rato Preto 
Rato Preto

Geralmente convivem em grupos padronizados hierarquicamente de um macho e duas ou três fêmeas.

Atingem a maturidade sexual aproximadamente aos três meses de vida, quando reproduzem, a gestação dura cerca de vinte dias. Quando os filhotes nascem, desmamam com cerca de três semanas, a fêmea tem a capacidade de se reproduzir logo em seguida.

Parecidos mais uma vez com os camundongos, também têm o hábito noturno e constroem ninhos acima do solo para a acomodação de si e da sua alimentação como frutos e pequenos insetos. Sendo assim, os lugares mais prováveis de encontrá-lo fora habitando a natureza, em uma casa por exemplo, é em sótão, forro e porão.

A Ratazana

Seu nome científico é ratus norvegicus. Também é oriunda da Ásia e atualmente habita todo o mundo. Ela é a que certamente mais se distingue dos dois primeiros ratos.

É maior e a mais robusta, mede cerca de vinte e cinco centímetros de comprimento, com o rabo praticamente com a mesma medida do corpo.

Com seu dimorfismo sexual o macho pode chegar a pesar cerca de trezentas e cinquenta gramas e a fêmea, cem gramas a menos.

Ratazana 
Ratazana

Convivem em grupos hierárquicos de um macho e algumas fêmeas, atingem a maturidade sexual com cerca de três meses de vida. O ciclo fértil da fêmea dura cinco dias e podem voltar a fertilidade após dezoito horas do parto.

Ainda sobre a reprodução, a gestação dura aproximadamente vinte e quatro dias, com o nascimento de cerca de oito filhotes. O desmame acontece após cerca de vinte dias de amamentação. Têm o hábito noturno e preferem o habitat subterrâneo.

São muito habilidosas com suas escavações, escaladas e curiosamente têm a capacidade de nadar abaixo ou na superfície da água.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *