Home / Informações / Equinodermos: Alimentação, Respiração e Reprodução

Equinodermos: Alimentação, Respiração e Reprodução

Os equinodermos, filo Echinodermata, são animais pertencentes exclusivamente ao ambiente marinho, esses animais vivem em substrato e possuem o poder de regenerar partes perdidas. Os animais contam com um endoesqueleto calcário com espinhos aparentes, o que acaba por justificar o nome de seu filo proveniente do grego echinos: espinhos; derma: pele.

Os equinodermos são seres invertebrados, todavia possuem um endoesqueleto que é extremamente importante na sustentação do corpo desses animais, uma vez que apresenta certa resistência e é bem desenvolvido. Estrelas do mar, ouriços do mar e pepinos do mar são alguns exemplos de animais equinodermos.

Equinodermos
Equinodermos

Alimentação dos Equinodermos

A alimentação dos equinodermos é baseada em pequenos animais marinhos e algas. Alguns desses animais, como por exemplo as estrelas do mar são carnívoras, estas alimentam-se, na maior parte das vezes de pequenos moluscos, como por exemplo mariscos. Os pequenos pés das estrelas do mar conseguem forçar a abertura das conchas e então seus estômagos viram do avesso lançando um suco digestivo com enzimas dentro das conchas. Após esse processo, elas acabam por engolir o molusco já digerido previamente.

Equinodermos Exemplos
Equinodermos Exemplos

Os animais equinodermos possuem sistema digestório completo, boca, esôfago, intestino e ânus, apenas os equinodermos carnívoros apresentam estômagos com glândulas que produzem substâncias digestivas.

Como a maioria das espécies se alimentam de algas marinhas, os animais contam com a lanterna de Aristóteles, um aparelho bucal com “dentes” feitos de substâncias endurecidas, tal aparelho permite a raspagem as algas presas em rochas e corais e facilita o processo da alimentação.

Os equinodermos possuem hábitos no geral, muito variados de alimentação. Em sua grande maioria, alimentam-se de animais como crustáceos, poliquetas, caramujos, esponjas e corais.

Respiração dos Equinodermos

Os equinodermos possuem o sistema ambulacral, também chamado de sistema hidrovascular, exclusivo desses animais. O sistema é formado por um conjunto de tubos de paredes musculares e prolongamentos tubulares, os pés ambulacrais. Tal sistema é fundamental na respiração desses animais, mas também em sua locomoção, percepção de ambiente e até mesmo na captura de alimentos. Uma vez que possui terminações nervosas, seu funcionamento é devido a pressão da água em seu interior.

A respiração desses animais se dá pela difusão entre a água situada em seus sistemas ambulacrais e a água do mar. As estruturas específicas de respiração, trocas gasosas, dos equinodermos varia de acordo com o grupo de animais, como por exemplo no caso dos pepinos do mar, que possuem filamentos em torno de sua boca, por esses filamentos, passa o líquido celomático, tais estruturas acabam por funcionar como brânquias.

Equinodermos Respiração
Equinodermos Respiração

Em determinados ouriços do mar, existem em torno de dez brânquias pequenas ao redor da boca na parte exterior do corpo. Esses ouriços dispõem de brânquias dérmicas muito similares às brânquias dos pepinos do mar. Os ouriços também possuem apêndices (pedicelárias com pinças em seus contornos que auxiliam na limpeza de impurezas que se depositam no corpo) entre as brânquias e seus espinhos. No caso de alguns ouriços essas pedicelárias liberam veneno.

As brânquias desses animais são responsáveis pela troca dos gases respiratórios, de maneira que absorvem o gás oxigênio da água e o transportam pelo fluido celômico. Essas estruturas também participam da eliminação de gás carbônico e das excreções.

Reprodução dos Equinodermos

Nos equinodermos, os sexos são separados e a fecundação se dá de maneira externa, a reprodução dos equinodermos é sexuada. Os gametas dos animais são soltos na água e assim ocorre a fecundação. A partir disso, ocorre o desenvolvimento do embrião que gera uma larva com simetria bilateral.

Os animais equinodermos em sua grande maioria são dióicos. A reprodução sexual tipicamente vem da liberação dos gametas na água. A fecundação ocorre exclusivamente externamente com a incubação do zigoto em algumas das espécies. Os machos lançam seus espermatozóides na água e as fêmeas lançam os óvulos. Já na água, o processo segue com a fecundação do óvulo pelo espermatozóide, dando assim origem ao ovo. A partir do ovo, são desenvolvidas larvas que por meio de cílios, se direcionam à superfície da água.

Equinodermos Características
Equinodermos Características

Com o desenvolvimento, as larvas retornam ao fundo do mar se se transformam em equinodermos adultos. É um desenvolvimento indireto, uma vez que as larvas evoluem na forma adulta de maneira própria. Nas condições adequadas, algumas estrelas do mar são capazes de se reproduzir de maneira assexuada devido a clivagem de seu disco central. Cada parte é capaz de se regenerar e então se reproduz na fase larval.

A partir da metamorfose, a larva é capaz de originar um adulto que apresenta simetria pentarradial, significando que diversas de suas estruturas e órgãos que fazem parte da organização de tais indivíduos, tais estruturas são dadas em números de 5, ou múltiplos de 5, como por exemplo 5 dentes, 5 zonas ambulacrais, 5 nervos radiais, 5 ovários, dentre outros.

Vale ressaltar que os equinodermos são deuterostômios, significando que o blastóporo, no período de evolução do embrião, diferencia-se em ânus e a boca então surge na extremidade oposta a partir de um novo orifício.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.