Home / Informações / Curiosidades do Leão Marinho: É Perigoso? Come Pinguim?

Curiosidades do Leão Marinho: É Perigoso? Come Pinguim?

Muitas pessoas perguntam se o leão marinho costuma ser um animal violento, ou até mesmo se ele tem o costume de comer pinguins, da pra acreditar nisso? Tudo bem que eles são grandes e até parecem ferozes as vezes, ao todo existem cerca de 7 espécies dos leões marinhos, porém como muitas pessoas não sabem disso elas apenas agrupam tudo e os transformam em uma única espécie.

Vale ressaltar também que os leões marinhos pertencem a um grupo familiar chamado de Pinípedes. Quer saber mais sobre essas criaturas? Então continue lendo esse conteúdo que o portal dos animais separou especialmente para você e se surpreenda!

São muito inteligentes

Os leões-marinhos são considerados animais altamente inteligentes. Eles foram usados para ensinar truques de entretenimento. Eles também foram treinados para ajudar a Marinha dos Estados Unidos em suas necessidades no fundo do mar, creio que você não sabia desse detalhe, não é mesmo? Na maioria das vezes, eles são considerados muito tímidos, mas há relatos de ataques agressivos a seres humanos.  Pode-se dizer que os machos apresentam agressividade apenas quando querem acasalar com a fêmea e são interrompidos.

Depois de anos sendo caçados pelos seres humanos, isso realmente atrapalhou a reprodução dos leões marinhos e causou danos aos mesmos.

Leão Marinho
Leão Marinho

Leões Marinhos São Incrivelmente Barulhentos

Embora os leões-marinhos não produzam uma ampla variedade de sons, eles são muito barulhentos e facilmente um dos mamíferos mais vocais da Terra. Qualquer um que tenha observado grandes grupos de leões-marinhos tomando sol nas praias ou cais, sabe que não apenas existe um som contínuo, enquanto os animais se movem para assumir ou dominar bons pontos de descanso, mas fazem sons estranhos mesmo enquanto aparentemente estão dormindo profundamente.

Grunhidos, gemidos e roncos abundam em uma colônia de leões marinhos. Gemidos e guinchos podem ocorrer com a boca fechada, geralmente acompanhada de bochechas esvoaçantes, mas latidos e rugidos clássicos são entregues com a boca aberta, e o barulho é quase constante. Os sons estranhos em sua maioria surgem sobre a posse de áreas privilegiadas.

Os leões-marinhos parecem ter uma necessidade inata de estar em contato íntimo um com o outro e literalmente estarem cercados por seus pares. A estrutura social é frouxa e muito simples, exceto ao longo do período de reprodução. Em todas as outras ocasiões, um corpo quente e uma amigável “arca, arca, arca” (sons reproduzidos) significam que este é o lar.

Não podem ser encontrados nas regiões do norte ao oceano atlântico

Os leões-marinhos são encontrados em várias  águas ao redor de todo o mundo, mas não no norte do Oceano Atlântico. Muitos pesquisadores acham que esse é um fato muito interessante. No entanto, eles não conseguem identificar os motivos pelos quais esse fenômeno ocorre. As temperaturas são compatíveis com o local onde alguns deles já vivem. Também há muitos alimentos que eles consomem encontrados lá.

E mesmo assim, os leões marinhos não frequentam o norte do oceano Atlântico. Pesquisas recentes realizadas na universidade de Utah apontam que talvez seja devido as ameaças humanas, uma vez que os leões marinhos não se sintam muito confortáveis com a presença de seres humanos.

Os da Califórnia são diferentes

Os leões-marinhos da Califórnia são geralmente marrons escuros, embora algumas fêmeas possam parecer bronzeadas. Os filhotes nascem com uma pelagem marrom-escura. O leão-marinho da Califórnia é mais rápido do que qualquer outro leão-marinho do mundo. Eles podem mergulhar a profundidades de 900 pés e podem permanecer debaixo d’água por quase dez minutos sem respirar, diminuindo a frequência cardíaca.

O leão marinho é perigoso?

Este é um animal grande, com presas muito afiadas. Enquanto se alimentam principalmente de peixes, são carnívoros. Sim, claro que são perigosos. Leões-marinhos, em raras ocasiões, atacaram seres humanos. À medida que esgotamos ainda mais os estoques de peixes nos oceanos, algumas espécies de pinípedes podem estar amostrando fontes alternativas de alimento. As focas cinzentas por exemplo, foram identificadas canibalizando seus próprios filhotes e matando botos como alimento. Melhor não se aproximar da vida selvagem.

Os leões-marinhos da Califórnia normalmente não são perigosos para os seres humanos, e os ataques são incomuns, mas são animais selvagens grandes e imprevisíveis, com dentes afiados. Um livreto de Pesca da NOAA aconselha as pessoas a não alimentar, abordar, perseguir ou assediar leões marinhos. Além disso, não tente acariciá-los ou nadar com eles. Assediar leões marinhos pode levar a multas de US $ 100 a US $ 13.000.

Em estado de recuperação

Eles estão em recuperação. Grandes tubarões brancos e orcas se alimentam de leões marinhos da Califórnia, mas pesticidas, redes de pesca emaranhadas e mudanças ambientais também contribuem para a mortalidade de leões marinhos. Em 2015, as mudanças climáticas reduziram as fontes de alimento para os leões-marinhos da Califórnia, resultando em milhares de filhotes abandonados e desnutridos que precisavam de resgate. Apesar desses problemas, a população de leões-marinhos da Califórnia continua se recuperando depois de atingir um ponto baixo na década de 1970 como resultado da caça.

Comem ate mesmo pedras

Eles não comem crianças, mas comem pedras. Os leões-marinhos são carnívoros e se alimentam de anchovas, sardinha, badejo, cavala, peixe-rocha e lula perto da superfície do oceano, com cerca de 80 pés, diz o Laboratório Nacional de Mamíferos Marinhos . Mas eles podem mergulhar a 500 pés ou mais e permanecer até 10 minutos.

Pedras foram encontradas no estômago de leões do mar morto encontrados na natureza, variando de seixos a rochas bastante consideráveis. Os cientistas não sabem ao certo se os leões marinhos ingerem as rochas acidentalmente enquanto os alimentam ou os estão comendo de propósito para ajudar de alguma forma a digestão.

O leão marinho Come pinguim?

Ao longo da escrita desse conteúdo fiz uma serie de pesquisas, em nenhuma delas encontrei informações concretas e plausíveis sobre a relação alimentícia dos leões marinhos com os pinguins. Tomando isso por base posso dizer que não, os leões marinhos não se alimentam da carne dos pinguins.

Conclusão

E então, o que você achou desse conteúdo que separamos especialmente pensando em você? Agora você já sabe que os famosos e queridos leões marinhos também podem atacar pessoas, não é mesmo? Não se esqueça de compartilhar este artigo com aquele seu amigo que ama tudo referente a vida animal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *