Home / Informações / Características e Curiosidades da Enguia

Características e Curiosidades da Enguia

Cada espécime – alguns mais que outros –  é reconhecido no mundo animal por suas peculiaridades, como é o caso da enguia. Como é humanamente possível um peixe que vive embaixo d’água ser capaz de gerar uma corrente elétrica por meio do seu próprio corpo? Podemos dizer que essa é, no mínimo, uma característica intrigante e interessante. 

Conhecido também como peixe-elétrico, esse animal é facilmente reconhecido em sua habitat por ter uma aparência bem diferente se comparado a outros de sua espécie, pois ao contrário da aparência “comum” que estamos acostumados quando pensamos em peixes, a enguia possui um corpo que chega muito próximo a de uma cobra.

Enguia
Enguia

Características da enguia 

A enguia faz parte de uma família de peixes que vivem em rios e mares (eurialinos) e se espalham por águas temperadas e tropicais do oceano Pacífico e do Atlântico. 

Além da sua aparência estranha, sua origem também é de cair o queixo, este espécime é considerado um dos animais mais antigos, tal prova veio por meio de fósseis de enguias encontrados, datados de 20 milhões de anos atrás. 

Como dito anteriormente, a enguia é facilmente reconhecida nas águas, principalmente por seu corpo, que é alongado e pode medir de 70 centímetros a dois metros, sendo as fêmeas as maiores no quesito comprimento. Mas essas características físicas podem variar de acordo com sua espécie, podendo medir de 10 centímetros a 3,5 metros. 

Sua cabeça é pontuada, e muitas tem a boca larga e dentes afiados. Sua pele é coberta por uma espécie de secreção mucosa, o que facilita o deslizamento do peixe na água e também para fugir de seus predadores. E, assim como seus parentes, a enguia também possui escamas, mas elas são microscópicas, ou seja, impossíveis de ver a olho nu.

O corpo normalmente é dotado de um tom marrom-esverdeado, beirando o preto. Sua barriga varia entre amarelo ou branco. Duas pequenas barbatanas ficam localizadas na parte traseira de sua cabeça. 

Reprodução e alimentação

Para desovar seus ovos, a enguia realiza uma viagem de até quatro mil quilômetros. Quando chega ao local – normalmente uma região de até 15 graus de temperatura e 500 metros de profundidade -, elas se reproduzem e, após cópula e a postura, morrem. 

Os ovos eclodem algumas semanas depois e se movimentam de acordo com a corrente marítima, onde filhotes irão alcançar os canais do rio novamente. Mas não é um processo tão fácil quanto se imagina, esses animais podem levar até 4 anos para chegarem em sua casa nova. 

Ao nascerem, têm uma aparência lisa e transparente, mas após um período de crescimento, adotam uma visual muito parecido com miniaturas de enguias adultas. Logo depois dos filhotes atingirem a fase adulta, eles estão prontos para o acasalamento. 

Quanto a sua alimentação, este peixe tem uma dieta onívora, mas também se alimenta de crustáceos, pequenos peixes, moluscos, insetos e vermes. 

Curiosidades 

Além da aparência estranha e da sua capacidade de gerar uma corrente elétrica, existem outras curiosidades que cercam a enguia. Por exemplo, sabia que o animal sofre metamorfose quando entra em contato com a água doce? É essa transformação que possibilita o peixe de virar a enguia. 

Além da metamorfose que acontece quando o peixe entra em contato a água doce (pois ela desova na água salgada), ele também sofre mutações em suas cores. Os espécimes que vivem nas profundezas adotam cores escuras, como cinza ou preto. Já aqueles que vivem em recifes tropicais são dotados de tons coloridos. 

Outro fato curioso é que, de acordo com a quantidade de sal na água (salinidade) isso pode interferir no sexo dos animais. Normalmente, em águas mais salgadas a quantidade de machos será maior, já com uma salinidade menor, a probabilidade é que a população de enguias seja de maioria feminina. 

Enguia
Enguia

Quanto aos seus hábitos, a enguia fica escondida durante o dia, ocultando-se na lama ou em meio às rochas, a noite elas saem para comer. 

É um animal de hábitos solitários, em sua maioria. Essa situação só muda quando falamos das enguias-de-jardim, que vivem em colônias com vários outros de sua espécie. 

Sua respiração também causa estranheza. Assim como outros do mesmo reino animal, ela respira por meio das guelras, mas também consegue absorver oxigênio por meio da sua pele, o que permite que ela se movimente com mais facilidade na terra. 

Outras espécies de enguias

  • Enguia norte-americana 

Espécie migratória que está presente, principalmente, na América do Norte. Esse espécime possui uma pele fina e coberta por uma camada de mucosa. Suas barbatanas estão ligadas entre si, assim como seu parente de águas europeias. 

Enguia norte-americana 
Enguia norte-americana
  • Enguia europeia 

É uma das espécies mais famosas de enguia. Esse animal da Europa pode ser encontrado, principalmente, ao norte do Oceano Atlântico e nos mares europeus. A enguia europeia não é dotada de espinhos, sua mandíbula inferior é mais longa que a superior e possui uma “única” barbatana, que se encontra no meio das costas e vai até o seu ânus. Além disso, ela pode medir 1,3 metros e pesar até sete quilos.

Enguia europeia 
Enguia europeia
  • Enguia elétrica 

Mesmo não sendo parente das demais enguias, elas compartilham algumas características físicas com o peixe elétrico. Esse animal tem a capacidade de emitir descargas elétricas de até 850 volts – essa descarga pode durar até um minuto inteiro -, tudo isso graças as suas células especiais. Além de ser uma forma de defesa contra seus predadores, essa corrente também serve para caçar suas presas e também como forma de comunicação com seus parceiros. 

Sua medida pode chegar até 2,5 metros e um peso de até 20 quilos. 

Normalmente é encontrada na América do Sul, especificamente nas bacias dos Rios Amazonas e Orinoco. Sua preferência é por regiões tranquilas e com solos pantanosos. 

Enguia elétrica 
Enguia elétrica

A enguia realmente é um animal muito interessante e cercado de características que somente a natureza pode explicar. Apesar de suas características intrigantes, mantenha distância desse animal se algum dia cruzar com ele, afinal, a corrente elétrica produzida por este ser pode trazer sérios problemas para os humanos. O melhor é que cada um continue no seu “quadrado”. 

O que mais gostou de saber sobre as enguias? Nos conte nos comentários e, claro, não esqueça de compartilhar nas suas redes sociais. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *