Home / Informações / Características dos Periquitos: Reprodução e Fotos

Características dos Periquitos: Reprodução e Fotos

Quando pensamos em animais de estimação, algumas espécies surgem em nossas cabeças de forma automática. Quem não teve um cachorro, gato, tartaruga ou um periquito durante a infância? Estes são indivíduos muito presentes na vida de muita gente, mas nem sempre sabemos muito sobre eles. Como no caso dos periquitos, por exemplo. Você sabia que existe mais de um tipo desse espécime? Pois é, aposto que não. Nós vamos falar mais sobre ele logo abaixo. 

O periquito é de origem asiática, e existem 5 espécies dele: periquito barraband, australiano, rei, periquito de colar e negro. Além de ser conhecido por ser um comum animal doméstico, o indivíduo chama atenção pela sua beleza diferente, tanto que a espécie começou a ser caçada e confinada em cativeiro ilegais. Por este motivo, se deseja ter um desses em casa será preciso ter autorização do Ibama e do Ministério do Meio Ambiente. Além dos mais, adquirir um exemplar por esses meios garante que o indivíduo foi bem criado e tratado, então vale a pena o esforço quando se sabe que a espécime foi cuidada de forma adequada. Caso opte por outros meios, isso será considerado um ato de crime ambiental grave, podendo acarretar multa e até mesmo a prisão do dono. Por isso, assegure-se em comprar seu periquito por meios legais. O único que pode ser adquirido sem autorização, na Europa, é o periquito de colar. 

Características do Periquito barraband 

Como você já deve saber, esse é um indivíduo de porte pequeno, medindo 40 centímetros de comprimento, com bochechas amarelas, nuca azul e penas verdes. Apesar de pequeno em estatura, esse animal surpreende no quesito expectativa de vida: ele pode viver até os 30 anos de idade. 

Tem sua origem na Austrália e pertence ao grupo polytelis, um conjunto constituído principalmente de indivíduos coloridos, amigáveis e tranquilos. O macho apresenta características como o rosto em amarelo e um colar vermelho. As diferenças entre esse e a fêmea podem ser observadas a partir dos 2 anos de idade. 

Seu bico é avermelhado, detêm círculos estreitos e cinzas ao redor dos olhos, com íris laranjas e pés também cinzas. 

É uma ave nômade, isso porque se movem a procura de frutos silvestres, sementes e eucaliptos em flor. São de fácil identificação, pacatos, convivem muito bem com outros de estatura menor e não brigam com exemplares da mesma espécie, mesmo durante o período de acasalamento. Também são monogâmicos. 

Periquito barraband
Periquito barraband

Periquito australiano 

O periquito australiano é o mais famoso da sua espécie. Ele é tão conhecido que, atualmente, é considerado o animal mais famoso do mundo, atrás, apenas, dos cães e dos gatos. Mede 18 centímetros e tem uma expectativa de vida de 12 a 14 anos. 

Foi registrado pela primeira vez em 1805 e, como o nome já supõe, surgiu na Austrália. 

Sua coloração é muito variada, pode ser encontrado em cerca de 100 tonalidades diferentes, mas sua cor principal é verde. As penas da sua cabeça e do seu corpo são rajadas de preto, e é dotado de uma marchinha azul em cada bochecha, uma grande característica da espécie. 

Não é do tipo agressivo e pode conviver em bando de até 60 indivíduos, na natureza, o que permite que ele possa ser colocado no mesmo local com outras espécies. É curioso, sociável, caloroso e gosta de estar acompanhado. Inclusive, por este motivo, se deseja ter um em casa e você passa longos períodos fora, é recomendável adquiri-los em pares, para que o bicho não se sinta sozinho ou entediado. 

Periquito australiano
Periquito australiano

Periquito rei 

É uma espécie que existe em abundância e é muito comum vê-lo por aí, porém, existem relatos que ele desapareceu de várias áreas da Argentina. É muito fácil encontrá-lo em cativeiro e também em locais de comercialização. 

Este periquito rei não passa dos 27 centímetros de comprimento. Tem plumagem em tons de verde, topete e aéreas ao redor dos olhos em laranja, e tons de azul no rosto. Sua barriga é amarela, com algumas penas verdes. Seu bico é escuro. 

Também é do tipo monogâmico, quando forma uma casal, permanece com a mesma parceira para sempre. Consegue aprender algumas palavras, mas sua maior habilidade está no assobio. Na natureza é sempre visto em bando e é uma ave de vôo rápido. 

Periquito rei
Periquito rei

Periquito colar (ringneck) 

Muito comum na Europa, Ásia e África, este faz parte da família dos periquitos e dos papagaios. Com 40 centímetros de comprimento e expectativa de vida de 30 anos, o ringneck é uma ave de cores verde, com uma cauda afilada e longa. Seu grande bico é vermelho e em formato de gancho. O macho apresenta um anel rosa e preto no pescoço. 

Periquito colar
Periquito colar

Periquito príncipe negro 

Esta é uma espécie nativa da América do Sul, encontrada principalmente nas áreas do sudeste do Brasil, como no Pantanal. Mas também é visto na Argentina, Paraguai e Bolívia. Com 30 centímetros de comprimento, é uma ave que permite aproximação por parte dos humanos, por isso é classificado como um bicho não tímido. Passam seus dias em palmeiras ou árvores. Se alimentam no chão, próximo a grama alta ou arbustos, o que permite que o animal fique camuflado. 

Uma de suas principais características é o grito. Também tem o voo rápido. 

Assim como outras espécies, possui a maior parte do corpo em verde, com o abdômen, rabo e a parte superior de suas asas em tons de verde amarelado. A cabeça é preta, já sua garganta e a parte superior do peito são azuis. A parte mais baixa da coxa é vermelha. Seu rabo é verde com as pontas azuis. Assim como seus primos, têm círculos ao redor dos olhos, que varia do branco ao cinza. Tem pés rosa acastanhado e bico preto. 

Periquito príncipe negro
Periquito príncipe negro

Reprodução 

A reprodução desse animal vai depender da sua localização geográfica e do clima onde vive. Os periquitos australianos, por exemplo, se reproduzem entre os meses de junho e setembro. Isso vale para aqueles que vivem ao norte da Austrália, para aqueles que moram no sul, esse período é entre agosto e janeiro. 

Apesar disso, dividem uma mesma característica: a quantidade de ovos. Essa espécie bota de 4 a 6 ovos, que eclodem 21 dias depois. E o acasalamento ocorre em árvores ocas. 

Gostou de saber mais sobre os periquitos? Não esqueça de compartilhar. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *