Home / Informações / Características Do Tubarão Pigmeu: Tamanho, Peso E Nome Científico

Características Do Tubarão Pigmeu: Tamanho, Peso E Nome Científico

Se pedíssemos para você imaginar um tubarão pequeno, o menor de todos eles, ou o segundo menor, qual seria o comprimento dele? Certamente você imaginaria um animal com um metro, talvez um pouco menos ou um pouco mais. Mas e se te falássemos que há uma espécie ainda menor de tubarão? Estamos falando do tubarão pigmeu.

A Segunda Menor Espécie De Tubarão: O Tubarão Pigmeu

O tubarão pigmeu possui o número científico de Euprotomicrus bispinatus e é uma espécie de porte muito diminuto. Para que você tenha uma ideia, quando adulto as fêmeas podem chegar a medir aproximadamente vinte e cinco centímetros enquanto os machos chegam próximos dos vinte e dois. Integram o gênero Euprotomicrus e é mencionado como uma espécie dorminhoca.

É o menor tubarão existente ficando atrás apenas do lanternshark anão que é ainda menor que ele.

No caso do pigmeu é uma espécie ovovivípara, ou seja, os filhotes se desenvolvem dentro de ovos que estão alojados no interior da mamãe pigmeu.

Tubarão Pigmeu
Tubarão Pigmeu

Características Físicas Do Tubarão Pigmeu

Os tubarões são tidos pela maioria das pessoas como espécies de porte de médio a grande e extremamente ameaçadores. De fato se formos pensar no tubarão branco esta crença se faz justificada, mas quando pensamos no tubarão pigmeu percebemos que nem todas as espécies são ameaçadoras para nós seres humanos (embora a maioria seja).

No caso do tubarão pigmeu, a espécie é totalmente pequenina, além do porte é extremamente leve também, pesando cerca de quinhentos gramas quando muito.

Não possui esqueleto ósseo e é um peixe cartilaginoso.

Atualmente não é uma espécie que está vulnerável a extinção, sendo classificado como em estado pouco preocupante de conservação. Talvez este cenário seja resultado do seu porte tão diminuto, o que inviabiliza a espécie para o mercado que costumeiramente afeta as grandes espécies.

Além disso somente pode ser encontrado a pelo menos duzentos metros de profundidade, podendo ser visto até mesmo a mais de quinhentos metros abaixo da água.

Assim como a maioria das espécies de tubarão preferem oceanos tropicais e de temperaturas mais elevadas. Pode ser encontrado no Brasil mas a sua distribuição geográfica não é das mais abrangentes. Pode ser encontrado nos oceanos que banham a América do Sul, parte da América do Norte, do continente africano e também da Austrália.

O Que Um Tubarão Tão Pequeno Come?

Essa é uma pergunta muito pertinente, afinal, o que uma espécie tão pequena poderia comer? Assim como as grandes espécies de tubarão o pigmeu se alimenta de carne. Entre seus alimentos favoritos está o peixe lanterna e o camarão.

Com um corpo tão pequeno, suas presas não poderiam ser diferentes.

Tubarão Pigmeu
Tubarão Pigmeu

Características Físicas

O tubarão pigmeu lembra muito um pequeno peixe, mas não se engane, ele é um predador voraz, que facilmente obtém o seu alimento do dia. Apesar desta característica é um animal que passa boa parte do seu dia dormindo e justamente por isso é conhecido como dorminhoco.

Infelizmente não se tem muitas informações sobre a espécie, embora não seja uma animal que apresente poucos indivíduos, o que dificultaria eventuais estudos acerca da espécie. Ainda assim, é um tubarão de coloração bem escurecida e de corpo levemente brilhoso. Seus olhos são pequeninos e totalmente negros.

Como comentamos que é uma espécie que pode ser encontrada a partir de duzentos metros de profundidade, esta característica não é uma questão de preferência ou algo do tipo, mas puramente estratégia de sobrevivência. Quanto mais fundo o tubarão pigmeu mergulha maiores são as chances de sobrevivência uma vez que a quantidade de predadores vai progressivamente diminuindo enquanto se distancia da superfície. Aliás, dificilmente este pequenino vem à superfície da água.

Curiosidades Sobre As Espécies De Tubarão

Apesar de ser conhecido como um predador implacável, os tubarões possuem uma visão muito deficiente, podendo ser considerados animais míopes. Entretanto, como uma forma de compensar a sua baixa visão tem um mecanismo chamado de linha lateral que permite que as espécies identifiquem até mesmo mudanças sutis na corrente marítima e também na pressão da água.

Há aproximadamente mais de quatrocentas espécies diferentes de tubarão e a expectativa deste animal é relativamente alta. Há indivíduos que podem chegar a viver vinte anos, enquanto outros podem chegar a passar dos quarenta.

Das mais de quatrocentas espécies cerca de oitenta podem ser encontradas em nosso país, assim como o tubarão pigmeu.

Tubarão Pigmeu
Tubarão Pigmeu

O Mercado Das Grandes Espécies

Além de fugir dos predadores habitando as profundezas do mar, esta espécie por conta desta característica e devido ao seu porte tão diminuto acaba conseguindo fugir do mercado de pesca predatória que vem dizimando espécies ao redor de todo o mundo.

A pesca predatória tem contribuindo para levar espécies como o tubarão mako, ao estado de vulnerável para a extinção. Costumeiramente a pesca de tubarões alimenta um mercado de consumo que tem sua principalmente vertente uma conhecida sopa de barbatanas de tubarão que fora inventada na Ásia e que se popularizou ao redor do mundo. A sopa de barbatanas assim como o consumo da carne de tubarão e da produção de suplementos a partir do óleo de fígado de tubarão torna a prática da pesca predatória um campo muito interessante e viável para pescadores do ponto de vista econômico mas que acaba por contribuir com o progressivo desaparecimento das espécies. Assim acontece também com as aves vítimas do tráfico de animais.

O Que Fazer Para Evitar O Desaparecimento Das Espécies?

A maneira mais assertiva de evitar o desaparecimento de qualquer espécie é não comprar animais silvestres de procedência duvidosa. Uma vez que este comportamento contribui para o mercado de tráfico de animais que vitima inúmeros animais. Veja a cada um ou dois animais que são comercializados três ou quatro morrem no caminho até você.

No caso das espécies de tubarão a maneira de evitar o seu desaparecimento é não consumir insumos advindos deste animal, como a famosa sopa de barbatanas que comentamos ou ainda o óleo de fígado de tubarão que também é muito conhecido principalmente em nosso país.

Embora não tenha um mercado muito expressivo à carne do tubarão também pode acabar sendo ofertada assim como o seu couro. Não patrocine esse cruel mercado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *