Home / Informações / Características do Sagui-de-Mão-Dourada: Nome Científico e Habitat

Características do Sagui-de-Mão-Dourada: Nome Científico e Habitat

O sagui-de-mão-dourada (Saguinus midas) também conhecido no Brasil como sagui de mão amarela é um macaco de origem americana, habitando principalmente a América Central, do Sul e o México. Por residir nesses locais, ele é chamado de primata do novo mundo. 

Características 

Quando falamos do sagui-de-mão-dourada estamos citando diversas subespécies, e não apenas um indivíduo. Apesar dessa variedade de animais que levam esse nome e, consequentemente, suas diferentes características, todos eles dividem um traço em comum: os membros dianteiros – suas mãos – são cobertas de pelos em tom de caramelo, que lembra a cor dourada. Aliás, é por esta pelugem que eles levam o nome de sagui de mão amarela ou dourada. 

Sagui-de-Mão-Dourada Caraterísticas
Sagui-de-Mão-Dourada Caraterísticas

Possui um corpo peludo, assim como sua cauda, que é longa e representa quase metade do seu tamanho. É possível encontrar essa espécie nas cores castanho, preto, amarelo ou mesclado. Apesar dessa variedade de tonalidades, todos eles terão uma característica em comum: as mãos em tom amarelado.

É um indivíduo de porte pequeno. Sua medida gira em torno de 40 centímetros de comprimento, isso para os machos adultos. Pesa em torno de um quilo. E lembra que falamos que a cauda equivale quase a medida completa do seu corpo? Essa região chega aos 35 centímetros. Aliás, eles se destacam por ter esse membro bem extenso. Já a fêmea costuma ser menor que o macho, ela mede em torno de 30 centímetros de comprimento, pesando até 800 gramas. Já o tamanho da cauda é o mesmo. 

Reprodução do sagui-de-mão-dourada

Esses animais costumam chegar na maturidade sexual entre um ano e meio ou dois. Sendo a fêmea na primeira opção, e o macho na segunda. 

O período de gestação dessa criatura dura em torno de 6 meses, isso vai depender da subespécie. As saguis dão a luz a gêmeos. E, como acontece com a maioria dos primatas, os bebês saguis são totalmente dependentes das mães, além de criarem um laço bem forte com elas. Normalmente, eles ficam com estas até os 4 anos, mesmo depois de alcançarem a maturidade sexual. 

Mesmo tendo uma relação poligâmica, ou seja, se relacionando com diversos parceiros, o macho é responsável por cuidar dos filhotes nesta fase. 

O sagui-de-mão-dourada não tem uma época específica para reprodução, como grande parte dos bichos. Porém, as fêmeas costumam tirar uma “folga” de 8 meses entre uma gravidez e outra.

Habitat 

Como dito, podemos encontrar esses macacos na América do Sul, Central e no México. Nestas regiões eles costumam habitar as copas das árvores, principalmente. Mas também desce ao chão, vez ou outra. 

No Brasil, o animal vive nas florestas do Amapá, Amazonas, Roraima e Pará. Tendo também uma concentração considerável na Guiana, Guiana Francesa e no Suriname. 

Alimentação 

Se alimenta de frutas, principalmente. Mas também consome ervas e alguns insetos de pequeno porte. 

Expectativa de vida

Esses primatas têm uma expectativa de vida até que razoável. Na natureza conseguem chegar aos 15 anos. Já em cativeiro esse número sobe para 25 anos de idade. 

Espécies de sagui 

Sagui-de-tufos-brancos (Callithrix Jacchus): ele também é conhecido como Soim, Sonhim, Sauim e Saguim. Assim como seu parente de palma amarela, é um macaco do novo mundo. Tem porte pequeno e pode ser encontrado no nordeste do Brasil, assim como no norte e no sudeste, além de ser criado em cativeiro em outros países. 

Sagui-de-tufos-brancos
Sagui-de-tufos-brancos

Sagui-de-tufos-pretos (Callithrix penicillata: de origem brasileira, encontrado no Cerrado e na Caatinga. Em São Paulo é possível vê-lo ao norte do Rio Tietê e Piracicaba. Ele também é chamado de mico-estrela. 

Consegue se adaptar a diversos ambientes, por este motivo podemos observá-lo em florestas e locais com bastante seres humanos. Inclusive, atualmente existem populações desse macaco fora da sua distribuição geográfica natural, em decorrência de introduções feitas pelo homem. 

Sagui-de-tufos-pretos
Sagui-de-tufos-pretos

Sagui-de-wied (Callithrix kuhlii): de origem brasileira, vive em florestas tropicais úmidas, principalmente ao leste e sul da Bahia. Se alimenta de frutas, mel, flores, sementes e pequenas invertebrados, como aranhas e insetos. Ele é muito visto com o mico-leão-dourado. É um indivíduo sociável, passa grande parte do seu tempo “se arrumando”. Pode ser encontrado principalmente na cor preta com as bochechas e a testa com manchas brancas. Tem anéis na cauda e um tufo de pelo negro que sai de suas orelhas. 

Sagui-de-wied
Sagui-de-wied

Sagui-de-cara-branca (Callithrix geoffroyi): vive principalmente no Espírito Santo e em Minas Gerais. É uma espécie relativamente recente. Gosta de ficar em florestas de terras baixas, mas também é possível observá-lo na Caatinga. 

Sagui-de-cara-branca
Sagui-de-cara-branca

Sagui-da-serra-escuro (Callithrix autora): endêmico da floresta amazônica, reside nas florestas de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Está ameaçado de extinção devido a perda do seu habitat. Em função disso, existem alguns parques que são especializados em preservar a espécie, como o Parque Estadual do Rio Doce, da Cantareira e o nacional da Serra da Bocaina. 

Encontrado principalmente em tom preto, mas alguns animais apresentam manchas ruivas ou pontilhados vermelhos. Vive em grande grupos, de 4 a 8 indivíduos. 

Sagui-da-serra-escuro
Sagui-da-serra-escuro

 Sagui-da-serra (Callithrix flaviceps): habita o Rio de Janeiro e Minas Gerais. Também corre risco de extinção, como a espécie anterior, em função da destruição da sua moradia natural. Atualmente, acredita-se que existem, apenas, 2500 mil animais desse indivíduo, com a grande possibilidade do aquecimento global diminuir ainda mais sua população.

Sagui-da-serra
Sagui-da-serra

Curiosidades sobre o sagui 

  • Linnaeus, biólogo e médico sueco foi responsável por classificar diversos animais, inclusive o sagui de mão amarela e outros primatas. É considerado o pai da taxonomia moderna. 
  • Sagui e micos são frequentemente confundidos. 
  • O sagui-de-mão-dourada corre risco de extinção em decorrência da perda do seu habitat e a caça e o comércio ilegal. 
  • O comércio ilegal da espécie no Brasil acarreta de 6 meses a um ano de prisão e pagamento de multa. 
  • Sua cauda é bem flexível, permitindo que ele se pendure nas árvores, de cabeça para baixo. 
  • É retirado da natureza para virar animal de estimação. 
  • Ao contrário da maioria dos primatas, ele possui garras ao invés de unhas. 
  • É um indivíduo extremamente territorial. 
  • Vive em grupo e cada membro desempenha uma função. 
  • É companheiro e colaborativo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *