Home / Informações / Características do Ouriço do Mar: Alimentação e Nome Científico

Características do Ouriço do Mar: Alimentação e Nome Científico

Provavelmente você já deve ter ouvido falar do ouriço, certo? Na prática, existem duas espécies desses animais: o terrestre, ou seja, que vive na terra, como o cacheiro. E o marinho, que é conhecido como ouriço do mar, também chamado de Eucidaris tribuloides. E é justamente sobre ele que vamos falar neste artigo. 

Características do ouriço do mar 

O ouriço do mar do filo Echinodermata e da classe Echinoidea são indivíduos marinhos, que vivem espalhados nos oceanos de todo o planeta. É um animal que possui um torso coberto por espinhos e é encontrado tanto em em águas frias ou mornas, assim como em regiões rasas ou com grandes profundidades. Especialmente em locais com presença de rochas. 

Assim como outros parentes marinhos, como a estrela do mar, este possui uma sistema vascular. 

Ouriço do Mar
Ouriço do Mar

Detêm um corpo pequeno, que mede em torno de 3 a 10 centímetros de comprimento, que é coberto por uma série de espinhos. Seu torso foi “planejado” para que este não sofra qualquer tipo de dano externo, por este motivo ele é composto de uma espécie de concha, que possui placas embutidas e embalados que os protegem de qualquer “machucado”. Já seus espinhos móveis funcionam como uma espécie de proteção e camuflagem, evitando que a espécie seja encontrada por seus predadores naturais. 

É possível encontrá-lo em diversas tonalidades, porém, as cores mais comuns são: rosa claro, roxo, marrom, vermelho e preto. 

Em seu lado inferior existe um conjunto de cinco dentes, que são usados para ingerir e quebrar alimentos, como algas e outros comestíveis consumido pelo indivíduo. E, ao contrário do que acontece na maioria dos animais, sua dentição  continua crescendo continuamente ao longa da vida do ouriço do mar. 

Outra característica do seu corpo é que este detém algumas centenas de tubos transparentes, que emergem e possibilita ao animal grudar no fundo do mar ou se deslocar, de forma lenta. Estes são conhecidos como pés de tubo e influenciam não apenas em sua locomoção, mas também é uma espécie de defesas contra seus predadores e na sua alimentação. 

Sua boca grande fica localizada na superfície oral ou ventral, quando este está apoiado em alguma superfície.

Tipos de ouriço do mar 

Ouriço satélite (Eucidaris tribuloides) 

Conhecido popularmente como o ouriço do mar, não é do tipo parasita ou colonial. Eles vivem no fundo do mar, em rochas ou em regiões com lodo. Se alimentam de plantas marinhas, pequenos organismos ou restos de animais mortos. 

Está ameaçado devido a destruição do seu habitat natural e também pela poluição causada pelos homens.

Ouriço satélite
Ouriço satélite

Ouriço negro (Echinometra lucunter) 

Como seu próprio nome sugere, este indivíduo possui um corpo em tom de preto, em forma de globo e com simetria radial. Aliás, essa característica física permite que esta espécie tenha contato com todas as direções do espaço onde se encontra, o que acaba compensando o fato dele ter pouca mobilidade. 

Este animal tem um torso composto de calcária rígida, que pode medir de 7 a 15 centímetros de comprimento. Seus espinhos costumam ter um tamanho três vezes maior que o seu corpo. Também possuem os chamados pés de tubo e/ou pinças. Tem a habilidade de raspar superfícies – para se alimentar -, por meio do aparelho raspador chamado de lanterna de Aristóteles. São encontrados em tons preto ou roxo. 

Habitam regiões como as Bermudas, na Carolina do Norte; Caribe, ao leste da América Central; oeste da África e Brasil.

Vivem em praias rochosas, principalmente em locais de arrebentação e normalmente preferem ficar em altas profundidades, cerca de 600 metros. São indivíduos bentônicos, ou seja, vivem em substratos do seu ambiente – superfícies ou bases que servem de suporte a este animal -. 

Assim como a maioria dessa espécie, se alimentam de algas ou outros animais grudados em bases, raspando-o com seus dentes. 

Ouriço negro
Ouriço negro

Reprodução 

A fecundação do ouriço do mar acontece fora de seu organismo. Com animais de sexo masculino e feminino, este ato acontece por meio da contração de seus corpos, que lançam no mar óvulos e espermas, que se encontram na água e se fecundam. Os ovos fecundados das fêmeas se transformam primeiramente em embriões e, logo em seguida, em larvas, que permanecem assim durante algumas semanas. Após isso, esses filhotes se fixam em algum ponto até virarem um ouriço completo, da forma que conhecemos. 

Ouriços do mar regulares e irregulares

Dentro desse filo é possível encontrar equinóides regulares e irregulares. Os regulares possuem um corpo esférico e colorido, pode ser encontrado nas cores verde, lilás, branco, preto, entre outros. Respiram por meio de petalóides, uma espécie de pés ambulacrários modificados. Já os irregulares tem menos espinhos ou torsos menores, com um formato mais achatado ou oval. Estes se movimentam com a ajuda de pés ambulacrários, que estão ligados a canais internos preenchidos com água. Também possuem respiração branquial. 

A maioria dos ouriços são regulares.

O ouriço e o homem 

Apesar de ser encontrado em grandes profundidades, também é possível avistar esse bicho em regiões que os homens frequentam, como o litoral das praias e até mesmo na areia – principalmente em locais onde existe uma grande quantidade de algas, seu principal alimento -, onde o animal se enterra na areia para se esconder de seus predadores. Mas fique atento, além de ter um torso espinhoso, algumas espécies são venenosas e podem trazer problemas caso você entre em contato direto com ele – seus espinhos -. O veneno causa, inicialmente, uma dor local, que evolui para uma coceira irritante e posteriormente causa inflamações e até uma paralisia do músculo atingido. E quando mais tempo você estiver em contato com o ouriço, mais veneno será injetado no seu organismo. Ou seja, quando mais rápido você retirar o espinha, melhor. E como algumas espécies tem alergia a essa substância, é imprescindível que ele seja atendido o mais ágil possível, já que essa reação alérgica pode levar a morte. Então, fique atento. 

Alimentação 

Como dito, os ouriços se alimentam principalmente de algas, mas o seu tipo de alimentação varia de espécie para espécie. Alguns são herbívoros, outros detritívoros e ainda tem aquelas que são ótimos predadores. 

E aí, gostou de saber mais sobre o ouriço do mar? Não esqueça de compartilhar. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *