Home / Informações / Características do Beija-flor Abelha: Tamanho e Nome Científico

Características do Beija-flor Abelha: Tamanho e Nome Científico

Com um nome de beija-flor abelha é possível imaginar o porquê essa ave leva esta nomenclatura? Não? Nenhuma ideia a respeito? Bom, o Colibri-abelha-cubano (Mellisuga helenae) é chamado assim pelo seu tamanho. Ele realmente tem uma estatura muito parecida com a desse outro bicho. 

Aliás, não é a toa que ele é considerado a menor ave do mundo. Essa espécie mede cerca de 5,7 centímetros de comprimento, pesando 1,6 gramas. 

Ele é um bicho endêmico de Cuba e da Isla de la Juventud.

Beija-flor Abelha
Beija-flor Abelha

Existe dimorfismo sexual na espécie. Os machos tem pelo verdes e azuis na parte superior, com a garganta vermelha. A região inferior é branca ou acinzentada. Ele também é menor que a fêmea. Esta é verde em cima e branca na parte de baixo.  

Alimentação do beija-flor abelha 

Como suas primas maiores, ele também consome néctar. Este é retirado das flores com sua língua longa em forma de tubo, que suga pólen e néctar, que acaba grudando em seu bico e suas penas. Por causa disso, o beija-flor tem um papel muito importante no ecossistema, que é de espalhar essas substâncias, contribuindo para a reprodução das flores.  

Curiosidades 

  • O abelha também é chamado de beija-flor zumbidor, de Helena e Zunzuncito. 
  • É a única ave que consegue voar para trás. 
  • Constrói seu ninho com pedaços de teia de aranha, liquens, cascas. Este é forrado com fibras de plantas, tem um formato de taça e um diâmetro de 2,5 centímetros. 
  • Os ovos da ave são do tamanho de ervilhas. A fêmea só bota dois por vez. Estes são os menores entre a espécie. 
  • Durante o dia, ele é capaz de visitar até 1500 flores.
  • Ao contrário de outras espécimes, o abelha tem o corpo mais arredondado e robusto. 
  • Ele é igualmente forte e rápido como os outros da família. 
  • Tem a capacidade de pairar, como o helicóptero. 
  • Suas asas batem tão rápido – cerca de 80 vezes por segundo – que são difíceis de ver a olho. 
  • As penas do animal parecem brilhar na luz. Mas esse é um efeito de ótica, que só é visto dependendo do ângulo que o espécime é observado. 
  • Pode comer insetos e aranhas.
  • Ele é tão pequeno que cabe com facilidade na ponta de um lápis. 
  • Sua expectativa de vida é de 07 a 10 anos de idade. 
  • Na época da reprodução, os machos ficam com o topo da cabeça toda vermelha.  
  • Seus predadores são os sapos e corujas. Para escapar deles o bicho usa de sua maior habilidade: o voo. Ele alcança os 48 quilômetros por hora nesta atividade – com algumas espécies chegando aos 70 km/h. 
  • Tem um corpo adaptado para isso, com cerca de 34% da sua massa corporal sendo composta de músculos especializados em vôo. 
  • Tem um metabolismo alto, por isso passa 15% do seu dia comendo com intuito de repor as energias gastas. Já a noite economiza forças, diminuindo sua temperatura de 41 graus para 30°c. 
  • Habitam um território restrito. Isso em junção com a destruição destes locais pode levar o abelha a extinção. 
  • Passa a maior parte da sua vida voando. 
  • Gosta de ficar em florestas, jardins, vales e pântanos. 
  • O beija-flor tem muitos nomes indígenas. Para os caraíbas, ele é conhecido como colibris, que significa “área resplandecente”. Os tupis chamam a ave de guanumbis, “pássaro cintilante”. Os guaranis nomearam o bicho como mainumbis, “aqueles que encantam, junto à flor, com sua luz e seu esplendor”. 
  • Tem um coração relativamente grande, ele representa cerca de 20% do seu peso total. Essa característica facilita a rápida circulação de sangue. 
  • Consegue decolar e pousar na vertical. 
  • Dizem que Igor Sikorski, o responsável pela invenção do helicóptero, baseou o transporte após observar os voos desse bicho. 
  • O beija-flor pode voar de cabeça para baixo. 
  • Seu coração pulsa até 1,2 mil vezes por minuto. 
  • Durante o período de imigração ele pode voar até 20 horas direto. 
  • Ele precisa comer a cada 10/15 minutos, o que quer dizer que ele faz 2 mil refeições por dia. 
  • Comem por dia metade do seu peso. 
  • O animal prefere o néctar que não tenha uma grande concentração de açúcar e nem que seja tão pegajoso. 
  • Mesmo comendo tanto, são tão leves quanto uma moeda. 
  • É considerado um criatura pouco sociável por não gostar que outros visitem as plantas de que ele se alimenta. 
  • Ele entra num tipo de hibernação no frio, por isso é mais comum vê-lo na primavera e no verão. 
  • É nativo das Américas. 
  • Existem cerca de 340 espécies. 80 delas vivem no Brasil.  
  • A única ave que tem seu bico mais longo que seu corpo é o beija-flor-bico-de-espada. 

As espécies mais bonitas de beija-flor 

1 – Hillstar-de-garganta-azul 

Como o próprio sugere, esse beija-flor tem essa região em tom azul. Ele vive nas áreas áridas do Equador, cerca de 3500 metros acima do nível do mar. Tem patas maiores que seus parentes, e estas facilitam na hora dele se deslocar entre os galhos, tornando inclusive possível que ele fique pendurado de cabeça para baixo quando está em busca de néctar. 

2 – Beija-flor-azul-de-rabo-branco 

Essa ave é muito vista no topos de árvores em florestas úmidas, mas existem registros de aparições do indivíduo em plantação de café e cacau. A espécie apresenta dimorfismo sexual, que pode ser vista na asas mais curtas e bicos mais longos das criaturas. É bem territorialista, lutando com “unhas e dentes” pelas regiões com maior número de néctar. 

3 – Slylph-de-cauda-violeta 

Famoso por sua cauda longa e violeta, o ave se alimenta direto no chão, percorrendo entre algumas plantas por diversas vezes. 

Ele passa o ano todo construindo ninhos, mas só se reproduz em uma época específica do ano. Este serve de abrigo em outras estações. 

4 – Puffleg-safira 

Uma das características mais chamativas nesse animal são suas patas, que tem uma espécie de cobertura que se parece com polainas. 

Gosta de regiões montanhosas e se alimenta de pequenas flores. A forma como come é diferente de outros beija-flores, pois faz isso se empoleirado. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *