Home / Informações / Características Das Lacraias: Alimentação, Reprodução e Veneno

Características Das Lacraias: Alimentação, Reprodução e Veneno

Quando ouvimos o termo lacraia é impossível não pensarmos naquela velha música “vai lacraia, vai lacraia” e não poderia ser diferente. Esta música desde que surgiu foi um sucesso tremendo e querendo ou não o termo lacraia acabou se popularizando a partir de então. O que ninguém certamente deve saber é que a lacraia, da música, é, na verdade um animal que vamos conhecer um pouco mais neste post.

Apresentando Para Você A Lacraia

A lacraia é um animal que também pode ser identificado por centopeia, sendo estes dois ambos nomes populares pelos quais estes animais ficaram conhecidos. Entretanto, o seu nome científico está muito distante disso e é um pouco difícil até mesmo de ser escrito. Estamos falando da Scolopendra polymorpha, vulgo lacraia. As lacraias são animais extremamente rápidos e ágeis. De hábitos noturnos, são tidas como ótimas caçadoras com uma alimentação bem diversificada. Compõe a alimentação das lacraias os insetos, camundongos, lagartixas e até mesmo filhotes de aves.

Em relação ao seu corpo, são animais longos, podendo chegar a medir vinte e três centímetros quando adultas. Convenhamos, as lacraias já não possuem uma aparência muito amigável e com este porte então, não há quem não se intimide.

Lacraia Scolopendra
Lacraia Scolopendra

Possui o corpo dividido em vinte e um segmentos cada qual há um par de patas pontiagudas, uma de cada lado. Temos ainda a cabeça da lacraia onde estão os seus olhos e duas antenas. Logo abaixo da cabeça temos ferrões inoculadores de veneno que são muito importantes para a captura de suas presas. Os ferrões são como verdadeiras pinças que quando em contato com a vítima ou presa injeta nelas um forte veneno.

E por falarmos em veneno…

A Alimentação Das Lacraias

As últimas patas presentes no corpo da lacraia não são utilizadas para a sua locomoção, pelo contrário, são sensoriais e auxiliam na captura de suas presas. Quando uma centopeia, ou lacraia identifica uma presa em potencial a segura com toda a sua força e imediatamente vira o seu corpo para trás de uma maneira que jamais conseguiríamos descrever. Com a virada do corpo para trás, a lacraia faz imediatamente a inoculação do veneno que fará com que a presa paralise ou simplesmente morra. A presa capturada será ingerida por ela de maneira vagarosa.

O veneno da lacraia é altamente tóxico principalmente para as presas que compõe o cardápio deste animal. Mas para o ser humano não apresenta altos índices de toxicidade. Entretanto, quando o acidente envolve o ser humano e uma lacraia de grande porte (podendo ser ainda maior do que uma lacraia de vinte centímetros que denotamos anteriormente) pode ocorrer a presença de alguns sintomas como dor, febre, inchaço, calafrios, tremores e até mesmo aumento da sudorese. Embora seu veneno não seja muito ativo para nós seres humanos, bem como os sintomas causados sejam brandos, vale destacar que a picada de lacraia é muito dolorosa para a vítima.

Reprodução Sem Extravagâncias

Consideramos que a reprodução das lacraias é algo sem extravagância porque ocorre da maneira como certamente você deve imaginar quando se pergunta sobre como ocorre a troca de material genético e a fecundação na natureza.

Os indivíduos desta espécie são divididos por seu sexo, machos, fêmeas e a fecundação é interna. Os machos quando encontram a fêmea realizam a cópula e as células sexuais masculinas dentro do organismo da fêmea encontram as células femininas e ambos são combinados. No início do verão as lacraias fêmeas põem entre quinze e cinquenta ovos, que darão à luz as novas lacraias.

Curiosamente o período de incubação demora cerca de quatro semanas, nas quais ela permanece com a cauda enrolada em seus ovos. Este momento é um dos quais a lacraia está mais vulnerável.

Lacraia Características
Lacraia Características

Como Evitar Encontros Com Lacraias

Você certamente não gostaria de encontrar uma lacraia em sua casa, mas não se preocupe, maneiras de evitar com que estes animais apareçam em sua residência são simples e praticamente não demandam muitos esforços. Basicamente a melhor forma de evitar que as lacraias apareçam é cuidando especialmente da limpeza, isso mesmo, essa é a medida mais importante no que diz respeito a prevenção.

Lacraias gostam de lugares úmidos e com higienização deficitária por isso verifique sempre os ralos de sua casa, mantendo-os limpos e devidamente vedados. Em caso de ralos sem utilização os deixe completamente fechados. Saída de esgoto também deve estar devidamente fechada. Frestas na parede ou em qualquer outra superfície, ou local devem ser o mais rapidamente vedados igualmente. Mantenha sempre a grama aparada e nunca acumule entulho ou inservíveis no quintal. Desta maneira, você dificilmente terá contato com uma lacraia em sua casa.

Para O Caso De Acidentes

Embora tomemos o maior cuidado e sejamos os mais precavidos, acidentes podem ocorrer, caso você seja picado por uma lacraia a dica de ouro é evitar sumariamente o consumo de álcool e manter o local da picada totalmente higienizado. Mesmo com um veneno que não é muito ativo para seres humanos, em casos de acidentes recomendamos que um médico seja consultado.

Curiosidades Que Valem A Pena Saber

O local preferido das lacraias dentro do ambiente urbano é o banheiro, local úmido que faz jus a sua preferência de habitat. Outro local muito habitado por este animal quando em nossa casa sã os vasos de plantas disponíveis em nosso jardim.

Outra característica interessante é que o corpo das lacraias está plenamente adaptado para perpassar por frestas de modo que conseguem acesso praticamente irrestrito a todos os locais em que desejam entrar.

Lacraia em Casa
Lacraia em Casa

Quando vivem em ambiente natural, longe de nós seres humanos, as lacraias costumam ficar quase sempre sob folhas, pedras e/ou objetos encontrados. Este comportamento de estar sempre sob alguma coisa é porque as lacrais fogem do sol durante o dia, sendo ativas somente durante a noite.

Normalmente as lacraias não transmitem doenças a nós seres humanos, exceto se antes de picarem alguém as mesmas passem por esgotos e/ou locais contaminados e possam de alguma forma transmitir isso a vítima de sua picada por meio da ferida deixada. Em outras palavras, é pouco provável que a lacraia transmita alguma doença visto que os esgotos não são o seu único habitat, mas é sempre bom, em caso de acidentes, consultar um médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *