Home / Informações / Características Da Cachalote

Características Da Cachalote

A cachalote é um animal que impressiona. Simplesmente impressiona pelas suas características físicas, comportamentais e até mesmo pela dificuldade de se avistar este animal. Se perguntássemos para você sem uma imagem ilustrativa em alusão ao significado desta palavra o que você pensaria ao ouvir “cachalote”? Certamente não seria em uma “baleia”. Vamos hoje conhecer o maior cetáceo com dente do mundo. Mas antes precisamos conhecer os cetáceos, vamos com a gente?

A Cachalote E As Primeiras Impressões

Bom, não há como começar por outro ponto que não pelo seu tamanho. Este animal é o maior cetáceo (grande animal marinho) com dentes e é também o maior animal do planeta com arcada dentária.

A cabeça da cachalote representa muito do seu porte e há em seu crânio um tipo de líquido leitoso chamado espermacete. O espermacete embora seja em maior grau produzido pela cachalote esta não é o único animal a produzi-lo, outros cetáceos bem como outras baleias também o produzem. Na família dos cetáceos temos, como acabamos adiantando, outras espécies de baleias, golfinhos e também orcas.

Cachalote
Cachalote

Para se ter uma ideia a cachalote adulta tem cerca de dois mil quilos de espermacete em sua cabeça. Apenas uma curiosidade em relação a esta substância de aparência um tanto quanto espessa, o seu nome, espermacete, é justamente por conta do que acreditavam que este fluido era, isso mesmo, esperma. Hoje sabemos que não se trata de esperma mas o nome acabou ficando, embora possa ser chamado também de cerosa. Não há muitas informações sobre o uso que o espermacete tem na indústria o que se sabe é que a sua comercialização é um dos principais fatores que contribuem para a prática da baleação tanto da cachalote quanto de outras baleias e animais marinhos. Em poucas palavras podemos dizer que o espermacete é utilizado na produção de velas, detergentes, produtos cosméticos dos mais diversos e mais de setenta compostos farmacêuticos.

A cachalote é a que mais produz este fluido e quando vivo este o está na cabeça dissolvido por toda a cavidade em um espaço chamado de órgão do espermacete. Todavia outros animais também apresentam este material em sua matéria gorda, como um tipo de óleo propriamente dito. A baleação é a prática de caça a baleias, como o nome sugere e concomitantemente a outros animais marinhos.

Mais Um Pouco Da Cachalote Para Você

Muitos confundem as cachalotes com baleias, embora de fato a sua aparência seja um tanto quanto similar não são animais da mesma família. Isso porque as baleias verdadeiras não possuem dentes, o que acontece com a cachalote que apresenta na mandíbula inferior de trinta e cinco a cinquenta dentes.

Você deve estar se questionando que para tantos dentes é necessário uma cabeça a altura e com a cachalote é justamente isso o que acontece. A cabeça do animal corresponde a um terço do cumprimento do seu corpo. Corpo este que para os machos pode chegar aos incríveis dezenove metros e para as fêmeas em média de doze.

São animais que vivem em bandos e caracteristicamente apresenta uma diferença de comportamento ou melhor, de preferência entre machos e fêmeas. Enquanto as fêmeas passam o ano todo em oceanos de clima tropical junto com seus filhotes próximos ao Equador, os machos podem se deslocar para regiões mais gélidas. Mesmo com esta possível preferência da fêmea são animais que podem ser encontrados em todos os oceanos.

E Por Falar Em Oceano…

As cachalotes podem ser encontradas mergulhando a uma profundidade de cerca de trezentos e cinquenta metros. Mas há registros de resgate deste animal que já foi encontrado a mil metros em baixo da água. Uma distância considerável não é? Estes animais podem passar horas embaixo da superfície para respirar por cerca de apenas dez a quinze minutos.

Apesar do seu porte é um animal que pode atingir pouco mais de trinta e cinco quilômetros por hora mas raramente chega a essa velocidade. Em média os bandos de cachalotes se deslocam em uma velocidade igual a sete quilômetros por hora, o que é bem abaixo de sua capacidade máxima.

Certamente você deve estar se perguntando agora o que este imponente animal come não é mesmo? A sua alimentação se configura com a ingestão de peixes, outros cetáceos, polvos e lula. E por no que este animal come, vamos conhecer seus predadores.

Cachalote
Cachalote

Por incrível que pareça a cachalote só tem um predador, a orca. Sim a orca é a predadora da cachalote e isso acontece porque são animais que atacam em grupos estratégicos, tornando, desta forma, a defesa da presa praticamente impossível. As orcas acabam consumindo filhotes de cachalote mas a depender do número de indivíduos no grupo de caça até mesmo uma cachalote adulta fêmea tem chance de ser abatida.

Os machos adultos por sua vez quando de grande porte não apresentam predadores.

As cachalotes são animais que estão de acordo com a classificação de espécies, ameaçado de ser extinto, isso devido à caça por conta do espermacete. O que contribui para este cenário também é o seu processo reprodutivo.

As fêmeas quando estão grávidas apresentam uma gestação longa de em média quinze meses e dão à luz a somente um filhote.

A sua expectativa de vida impressiona, cerca de sessenta anos, o que não poderia ser diferente levando em consideração o seu relógio biológico.

Respeitando A Ordem Das Coisas

As fêmeas vivem em bandos ou grupos compostos por fêmeas adultas e já maduras com fêmeas juvenis e imaturas e também os filhotes. Os machos por sua vez, de modo completamente diferente abandonam suas famílias de origem aos seis anos e deslocam-se para outras regiões onde encontram outros machos imaturos como eles próprios formando um novo grupo. Aos vinte e cinco anos quando atingem a sua maturidade sexual saem de seus grupos de machos solteiros. Quando chegam aos trinta anos passam a se deslocar periodicamente atrás de fêmeas que como comentamos estão presentes nas águas tropicais ou semi tropicais.

No grupo composto por fêmeas os indivíduos passam a maior parte do tempo caçando alimento por meio de longos mergulhos praticamente sincronizados. Quando filhotes muito jovens que ainda não podem mergulhar estão no grupo os mesmos são deixados em superfície com a mãe ou uma ama enquanto o bando busca por alimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *