Home / Informações / Características da Baleia-azul

Características da Baleia-azul

A Balaenoptera musculus, mais conhecida como baleia-azul, é, atualmente, o maior animal do planeta. Mas, apesar de todo o seu tamanho, este mamífero marinho, alimenta-se somente de pequenos animais marinhos. Conheça um pouco mais sobre esse majestoso animal, logo abaixo.

Baleia-azul
Baleia-azul

Onde Vive a Baleia-azul?

Esse é um animal cosmopolita. Isso pois a baleia-azul habita em todos os oceanos da Terra, inclusive no Ártico e Antártico. Ela, segundo a IUCN (União Internacional Para A Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais), somente não é encontrada em mares regionais de pequena extensão, como o Mar de Bering, entre a Rússia e o Alasca; o Mediterrâneo, entre a Europa e a África; e o Mar de Okhotsk, no Pacífico.

Qual É A Classificação da Baleia-azul?

Por muito tempo, naturalistas classificaram a baleia-azul como um peixe, por conta de ele habitar os mares. Entretanto, este é um mamífero aquático, como os golfinhos ou leões-marinhos, possuindo pelos e amamentando seus filhotes.

A baleia-azul pertence à grande ordem Cetartiodactyla, que inclui animais tão diversos quanto cervos e suínos, além das próprias baleias. Faz parte da família Balaenopteridae e do gênero Balaenopter, que inclui somente baleias. Por conta de sua grande massa muscular, seu nome científico é Balaenoptera musculus.

Quais São As Características da Baleia-azul?

A primeira característica que notamos em um baleia-azul é o seu enorme tamanho, que pode atingir impressionantes 30 m de comprimento. A segunda é a coloração, entre o cinza e o azulado, de sua pele, que lhe confere seu nome.

Seu corpo alongado é hidrodinâmico, que lhe permite cruzar o oceano com pouca resistência e grande velocidade.

Apesar de parecerem muito semelhantes entre si, a pele de cada baleia-azul é única, com manchas esbranquiçadas e marrons (chamadas de diatomáceas). Estas funcionam de maneira semelhante às nossas impressões digitais, sendo utilizada para que estas se identifiquem no grupo. Pesquisadores também utilizam as manchas para identificá-las.

No ventre das baleias, a pele é, naturalmente, mais clara, como é comum em muitos animais aquáticos. 

Sua enorme cabeça é extremamente larga e grande (correspondendo a um quarto do corpo do animal), tendo uma forma semelhante a um U. As pregas que percorrem o ventre da baleia-azul se estendem por metade do corpo dela, partindo da garganta.

Baleia-azul Características
Baleia-azul Características

Suas nadadeiras peitorais apresentam um tamanho, relativamente, pequeno, sendo duas vezes e meia menores que sua cabeça. Outra nadadeira pequena é a dorsal, que se encontra próxima ao fim da cauda do animal. Por outro lado, a grande nadadeira caudal é a mais larga de todas, sendo grossa e musculosa.

Diferente de outros mamíferos marinhos, as baleias, de todas as espécies, não apresentam dentes, não sendo, assim, predadoras. Sua alimentação se dá por filtragem, através de franjas localizadas em sua boca, que separam a água de pequenos organismos presentes nela.

Quanto a sua respiração, estas possuem pulmões, como qualquer mamífero. Logo, estas não conseguem ficar permanentemente submersas, precisando, regularmente, emergir, para respirar. Quando expiram, jorram uma coluna d’água que pode alcançar alturas entre 6 e 12 metros.

As diferenças entre machos e fêmeas são bem sutis, em comparação com outros mamíferos. A mais patente é a diferença de tamanho e, consequentemente, peso, visto que o macho é menor. O maior representante dessa espécie é uma fêmea que tinha 33,6 m de comprimento.

Hábitos

Baleias-azuis não são animais muito sociais, preferindo viver isoladas ou em grupos de dois ou três indivíduos. Há exceções nas áreas de reprodução e alimentação, onde podemos encontrar grupos maiores, podendo chegar a 50 animais.

Seus hábitos migratórios variados, as levam para diferentes locais do globo. Nos períodos de reprodução, que ocorre entre o inverno e a primaveram as baleias-azuis se encaminham para as regiões mais quentes, de clima tropical ou subtropical.

Em contrapartida, do verão até o início do outono, que é o período destinado à alimentação, os animais se dirigem para as regiões polares e subpolares da Terra.

Baleia-azul Filhote
Baleia-azul Filhote

Do Que Se Alimentam?

Como já mencionamos aqui, as baleias-azuis não são conhecidas por serem grandes predadoras, apesar de seu tamanho descomunal.

Estas se alimentam de animais minúsculos, praticamente microscópicos, como zooplâncton ou pequenos crustáceos, peixes, ou moluscos. Diferente de sua respiração, sua alimentação pode ocorrer tanto em águas profundas, quanto na superfície.

Abaixo da Linha do Equador, a alimentação da baleia-azul consiste, basicamente, de krill. O krill é um nome genérico dado a diversos crustáceos, muito semelhantes ao camarão. O consumo diário estimado de krill, por uma baleia-azul, é de 4 toneladas.

Como É A Reprodução da Baleia-azul?

A maturação sexual de uma baleia-azul é um pouco mais lenta, se comparada a outras espécies, ocorrendo, aproximadamente, aos 10 anos de idade.

A gestação da espécie é, exclusivamente, vivípara (o feto se desenvolve dentro do corpo da mãe), em uma gravidez que se estende entre 11 meses e 1 ano. Os filhotes já são um exemplo do grande tamanho e peso da espécie, com 2 toneladas e 7 m de comprimento.

Baleia-azul Reprodução
Baleia-azul Reprodução


Quais São Os Maiores Riscos A Sua Sobrevivência?

No passado, por ser um animal, grande, lento e, relativamente, dócil, a baleia-azul tornou-se uma presa fácil para caçadores. Essa caça predatória levou a espécie às raias da extinção. Por conta disso, a espécie passou a ser resguardada por leis internacionais, da década de 1960, que só permitem seu abate para fins de estudo.

Infelizmente, muitos países ainda utilizam essa brecha nas legislações para praticar a caça. Nesses casos, eles alegam que, uma vez feitos os estudos, a carne poderia ser comercializada normalmente, caracterizando-se como uma caça sob subterfúgios.

Outra ameça às baleias-azuis e à vida na Terra, como um todo, são as mudanças climáticas. Segundo a já citada IUCN, a espécie está classificada como em perigo, na Lista Vermelha da União. Isso quer dizer que sua população diminuiu e vem diminuindo drasticamente, em um curto período de tempo.

Curiosidades da Baleia-azul

Como dissemos, estas apresentam uma coloração mais clara em seu ventre, que em suas costas. Essa característica, por meio da seleção natural, proporcionou que esta fosse confundida por predadores e presas, situados abaixo dela, com nuvens no céu, fazendo com que não fosse notada. Quem a enxergasse de cima, poderia, também confundi-la com o leito do oceano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.