Home / Informações / Broca da Cana-de-açúcar: Características, Curiosidades e Fotos

Broca da Cana-de-açúcar: Características, Curiosidades e Fotos

Considerado uma das principais pragas da cana-de-açúcar, a broca tem uma grande importância na cultura por estar presente em todo o território nacional e de outros países do continente Americano. Sua presença em uma plantação significa grandes perdas para o agricultor, que vê sua produção afetada por esse animal. Além disso, ele acaba prejudicando a qualidade do produto, neste caso, não só do açúcar, como do etanol. 

Características da broca da cana-de-açúcar

Pertencente à ordem Lepidoptera, as principais espécies desse bicho são: Diatraea saccharalis e D. Flavipennella. A primeira é vista com frequência em todo o território brasileiro, já o segundo é mais comum na região nordeste do Brasil. 

A broca, na fase adulta, adota uma forma de mariposa, com uma coloração amarelo-palha com manchas escuras nas asas na parte de cima, já na região mais abaixo estas possuem um tom esbranquiçado. 

O bicho coloca seus ovos na parte abaxial e adaxial das folhas. Estes têm uma aparência branca e são protegidos por uma camada. 

Depois que nascem, em forma de larva, migra para o colmo da planta, perfurando a região. Neste local, consomem o conteúdo interno do vegetal e formam galerias abertas. 

A broca tem um ciclo de vida que dura até 90 dias. Por causa disso, uma lavoura pode sofrer com as consequências de quatro a cinco gerações desse animal. 

Broca da Cana-de-açúcar
Broca da Cana-de-açúcar 

Danos causados pela broca da cana-de-açúcar

A criatura causa tantos danos diretos quanto indiretos em uma plantação de cana-de-açúcar. No primeiro caso, ela ataca o caule da vegetação, como já dito. Abrindo galerias longitudinais e transversais. Estas impedem o fluxo da seiva, além de poderem causar a quebra ou o tombamento da planta com o auxílio do vento. Ocorre também a perda de peso, morte das gêmeas, secamento dos ponteiros, brotações nas laterais e enraizamento aéreo. 

Já de forma indireta, estes buracos deixam a planta mais exposta ao ataque de fungos, como o Colletotrichum falcatum e Fusarium moniliforme, que favorecem o aparecimento de doenças como a podridão vermelha. Esta acaba por diminuir a qualidade do caldo, devido a inversão da sacarose. 

Como combater a broca 

Por passar a maior parte do tempo dentro da planta, parece impossível acabar com a broca, mas não é. Na verdade, existem diversas formas que eliminam boa parte da população desse bicho, como o monitoramento, por exemplo. 

  • Monitoramento

Nesta técnica de controle, a praga deve ser monitorada de acordo com a sua população. Sendo assim, é preciso fazer cortes nos caules da cana-de-açúcar. É necessário também fazer um levantamento de dois a quatros meses após o plantio ou depois desse corte. Para isso, o agricultor pode determinar dois pontos de amostragem por hectare, em forma de mosaico. Com duas ruas de cinco metros cada, com cada ponto tendo um espaçamento de 50 metros por 100 m, sendo coletados 100 colmos por talhão. 

  • Controle biológico

Quando a infestação desse animal alcança os 3%, a melhor forma de eliminá-lo é liberado um número de predadores naturais, no caso da broca da cana-de-açúcar, o serviço fica a cargo da vespa Cotesia flavipes, um parasitóide que come as larvas desse bicho. O agricultor pode ter tanto uma criação própria desse indivíduo ou comprá-lo de fábricas especializadas no assunto. Já o número necessário a ser liberado na plantação vai depender da quantidade de pragas no campo. 

O Trichogramma galloi, uma microvespa, também é usada para combater a criatura. Mas este, ao invés de comer as larvas, entra como parasita nos ovos das brocas. O que é ainda melhor, pois o agricultor impede o nascimento do animal. 

Ao utilizar ambas as opções, o empresário consegue eliminar 60% da infestação da praga da cana-de-açúcar. Além disso, a própria cultura acaba gerando inimigos naturais nos canaviais. O agricultor só precisa tomar as atitudes necessárias para que isso aconteça, como realizar todas os processos antes do plantio que garantem a saúde das plantas, assim como evitar o uso de inseticidas, que acabam afetando o ambiente e, assim, impedido que esses predadores apareçam. 

  • Controle natural 

O controle também pode ser usado para acabar com o bicho. As formas mais comuns são: a eliminação das plantas hospedeiros, moer rapidamente a cana e corte sem desponte. 

Broca da Cana-de-açúcar
Broca da Cana-de-açúcar
  • Variedade resistente

Alguns agricultores optam por variedades resistente à broca, ou seja, cana-de-açúcar que sofreram alterações para se tornarem mais fortes aos ataques da praga. Tal métodos foi aprovado pelo CTNBio, em 2018. Está é chamada de cana transgênica.

  • Inseticidas

Apesar de não ser a forma preferida de muitos, as substância artificiais, como inseticidas também servem para eliminar o animal. Mesmo não atingindo aqueles que estão dentro do caule, este é eficiente na redução da população das chamadas lagartas neonatas, os bichos recém saídos dos ovos. Como passam cerca de 2 a 6 dias se alimentando das folhas por meio de raspagem, é justamente neste período que o agricultor tem a chance de usar a toxina. 

Cerca de 45 produtos estão disponíveis no mercado para serem utilizados neste estágio. Lembre-se que este não deve atingir os caçadores naturais da praga. Caso contrário, ao invés de acabar com a criatura, você estará contribuindo para a sua proliferação no futuro. O uso desses tóxicos deve ser bem planejado, senão, ao invés de livrar a cultura do animal, o agricultor pode piorar a situação. 

6 Curiosidades da broca da cana-de-açúcar

  1. Apesar do nome, a broca também ataca plantações de milho. 
  2. Os primeiros sintomas causados pelo bicho aparecem três meses após o plantio ou logo após o corte da cana. 
  3. Com uma infestação de 1%, o agricultor pode perder 1,21% da cultura. 
  4. Esses criatura é encontrada principalmente em locais com temperaturas altas e com grande quantidade de chuvas. A região centro-sul do Brasil é a mais afetada pela praga. Além de ter o clima favorável para o seu nascimento, são locais com a maior concentração de cana-de-açúcar. 
  5. Ela pode ocorrer o ano todo, mas alcança níveis populacionais maiores entre a primavera e o verão. 
  6. Cada vez mais a biotecnologia tem investido em canas transgênicas como forma de combatê-la a broca. Estas têm uma proteína chamada de Bt, que causa diversos efeitos na criatura. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *