Home / Informações / Ave Pintassilgo de Cabeça Preta

Ave Pintassilgo de Cabeça Preta

Também tem o nome Fringilla megellanica, de nome científico spinus magellanicus, essa é a aparência do macho desta espécie de pintassilgo, possui a cabeça preta, como sugere o seu nome.
Só o macho tem essa característica porque a espécie possui dimorfismo sexual. A fêmea tem a aparência acentuadamente diferente da aparência do macho.

Diferente do pintassilgo da Venezuela por exemplo, não é uma distinção muito exorbitante, é mais sutil, mas ainda assim, fácil de reconhecer os sexos. Os filhotes também são possíveis de identificar apesar de serem bem parecidos com a fêmea.

Além da cabeça preta, o macho deste pintassilgo, tem os olhos , a face e parte do pescoço pretos também. Seu corpo é amarelo vivo, suas asas são pretas e amarelas, sua cauda é preta e seus pés e pernas são rosados.

A Fêmea Leva o Mesmo Nome Mas…

Apesar de levar o nome de pintassilgo da cabeça preta, não é sua característica também, como a do macho. Seu bico é preto acizentado, seus olhos são pretos, seu corpo é amarelo esverdeado, suas asas são pretas com a mesma cor do restante do corpo. A sua cauda por sua vez é preta. Seus pés e pernas são pretos também. E finalmente, sua cabeça e face é do mesmo tom do restante do corpo. Claramente fácil de distinguir o macho da fêmea. Já quanto aos filhotes, não é tão fácil assim, o que facilita é que são menores e mais magros, mas tem a aparência bem parecida com a da fêmea.
Os filhotes vão ganhando forma de acordo com o seu sexo com o tempo, com cerca de três a quatro meses após o nascimento. Quando também já estão no porte adulto.

Pintassilgo da Cabeça Preta Mais Sobre Esta Espécie

Na fase adulta são considerados pássaros de médio porte, medem de dez a quatorze centímetros. Tem muitas subespécies, exatamente doze no total. De portes e aparências diferentes, com ou sem dimorfismo sexual.

Há a teoria de que o cruzamento entre eles e outros pintassilgos geraram algumas espécies e não só subespécies. Há relatos de que no Peru, criadores o cruzam com pintassilgo amarelo, visando um híbrido específico.

Classificações

Pertencente a abrangente família de passarinhos presentes em todo o mundo, fringilidae, tem a alimentação de acordo com o seu habitat, a base de sementes. Nesse caso, também se alimentam de frutos, frutas, legumes, verduras e folhas. Incluído na ordem passeriforme, que são as ordens dos passarinhos, aves de pequeno a médio porte, são da subordem passeri, em que se encontram cerca de quatro mil passarinhos que podem ser vistos em todo o mundo. Passarinhos estes que tem uma capacidade de canto diversificada e encantadora. Seu gênero é o mesmo que o das outras dezessete espécies de pintassilgos, o spinus. Em que além deles, se encontram somente mais duas espécies de pássaros.

Pintassilgo da Cabeça Preta: Como Se Reproduzem

Também como característica de pássaros da família fringilidae, seus ninhos são postos no alto de plantações. O ninho é construído em formas de cesta pela mãe, coberto de materiais que o pássaro encontra disponível na natureza e julga que vá deixar o ninho confortável para os filhotes, como vegetação, por exemplo.

Quando acasala e reproduz, a fêmea bota de dois a três ovos. A incubação também é feita pela mãe no ninho por cerca de doze a treze dias. Após os ovos serem eclodidos e os filhotes terem nascidos, se alojam no ninho por cerca de quatorze dias. Período esses que pode ser alimentado tanto pela fêmea quanto pelo macho. Após essa fase, saem do ninho mas continuam dependentes dos seus genitores, o que os leva a viver no mesmo bando e com o tempo se tornam totalmente independentes.

Onde se Encontram

Com seus voos impulsionados com asas abertas e fechadas. Em montanhas. Habitat tropical, subtropical ou temperados. Bosques. Jardins. Campos. Matas. Pomares. Plantações de café. Vivem em bandos consideráveis de vinte até cerca de cinquenta passarinhos da mesma espécie. Mas também podem ser encontrados sozinhos. Os países onde residem são tão abrangentes quanto seus adaptáveis e flexíveis habitats. Por toda a América do Sul, inclusive no Brasil. Mais especificamente, doze países.

Muito Procurado por Amantes de Pássaros

Pintassilgo de Cabeça Preta Na Gaiola
Pintassilgo de Cabeça Preta Na Gaiola

Por sua diversidade de habitats e abundância de pássaros e subespécies pertencente a esta espécie de pintassilgo, podem se adequar facilmente ao viver em criatórios, tanto em questão de comportamento, como alimentação, que por sinal também é bem simples a base de sementes e vegetais, e ambiente. Ressaltando que apesar do seu viveiro não exigir muito esforço, deve possuir um bom espaço, ventilação e poleiros pensando no conforto do pássaro, sendo muito procurados por amantes de passarinhos junto a outras espécies de pintassilgos. Outro fator que chama a atenção é sua expectativa de vida que pode ser maior vivendo em cativeiro do que na natureza, isto quando criado de forma saudável, visando sua saúde e bem estar. Esse pintassilgo pode chegar aos incríveis vinte anos de vida.

Quais São As Suas Subespécies

Espécies de Pintassilgo no Brasil
Espécies de Pintassilgo no Brasil

As doze subespécies desta espécie de pintassilgo são idênticas. O que as diferenciam são seus portes.
Podem variar de onze a treze centímetros. Além de diferenças sutis reconhecíveis aos olhos de quem somente têm conhecimento sobre. Para quem não tem acaba passando despercebido, apenas como uma única espécie de pássaro.

Pequenas diferenças estas notáveis, além do porte, também nos bicos, nas penas, e nas cores de pernas e pés.

As doze subespécies são as que serão apresentadas com seus nomes científicos. O Spinus magellanica alleni, muito conhecido no nosso país onde também habita fora a Bolívia e o Paraguai como pintassilgo Baianinho ou Goianinho.

O Spinus magellanica ictericus, habitante do Brasil, conhecido por aqui também como pintassilgo catingueiro, mateiro e pinheirinho pelos seus diversos habitats no nosso país.

O Spinus magellanica magellanica, não presente no Brasil mas na Argentina, Uruguai e Patagônia. A Argentina não fica longe do Brasil com sua diversidade de subespécie de pintassilgo. Por lá também estão o Spinus Magellanica tucumanus e o Spinus Magellanica hoyi e o Spinus magellanica longirostris encontrado nos dois ricos países em espécies de passarinhos, Brasil e Argentina.

Bolívia e Peru também estão no mesmo patamar com o Spinus magellanica urubambensis. O Spinus magellanica boliviana e o Spinus Magellanica sanctaecrucis presentes somente na Bolívia. Spinus Magellanica peruana, presente desta vez somente no Peru. E por fim o Spinus magellanica capitalis, pertencente ao Peru, Colômbia e Equador e o Spinus Magellanica Paula também presente no Equador e mais uma vez no Peru.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *