Home / Informações / Animais Vertebrados: Aves

Animais Vertebrados: Aves

Os animais vertebrados constituem um subfilo dentro do reino animal, o subfilo Vertebrata. É um grupo que inclui os peixes, répteis, anfíbios, aves e mamíferos, que compartilham a presença de uma coluna vertebral, ou uma cadeia de elementos ósseos denominada vértebras, que correm ao longo da superfície dorsal da cabeça à cauda, formando o principal eixo esquelético do corpo. A coluna vertebral circunda e substitui a notocorda, constituindo o principal eixo que sustenta um corpo em locomoção.

O subfilo Vertebrata é um grupo dentro do filo Chordata, que inclui os cordados, organismos que possuem notocorda pelo menos durante algum momento de seu desenvolvimento. A notocorda se estende ao longo do corpo e atua como suporte durante a locomoção. Além das características compartilhadas entre todos os cordados, os vertebrados compartilham ainda outras características:

Aves
Aves
  • tegumento formado por duas camadas (epiderme externa e derme interna);
  • tegumento modificado com células capazes de produzir pelos, escamas, penas, glândulas, dentre outros;
  • endosqueleto ósseo ou cartilaginoso;
  • faringe muscular e perfurada;
  • sistema digestivo com grandes glândulas digestivas, fígado e pâncreas;
  • coração ventral com de duas a quatro câmaras
  • sangue com células vermelhas contendo hemoglobina e células brancas;
  • cavidade do corpo denominada celoma contendo os sistemas viscerais;
  • plano corporal consistindo em cabeça, tronco, dois pares de apêndices e cauda pós-anal.

As Aves Como Grupo Único

As aves constituem um grupo de vertebrados e compreendem a classe Aves. Assim, apresentam as características presentes nos grupos dos cordatos e dos vertebrados.

Dentre os vertebrados, as aves constituem um dos grupos mais perceptíveis e melodiosos. Existem cerca de 30 ordens de aves, cerca de 180 famílias e cerca de 2000 gêneros com 10000 espécies distribuídas sobre quase toda a Terra, superando em número qualquer outro grupo de vertebrados, exceto os peixes.

Aves - Águia
Aves – Águia

As aves constituem uma linhagem monofilética, ou seja, todos os seus elementos evoluíram a partir de um ancestral comum, sendo todas as aves relacionadas por essa origem comum. As aves são animais endotérmicos e filogeneticamente elas estão mais intimamente relacionadas com certos dinossauros terópodes, um grupo de carnívoros bípedes com esqueleto de pássaro. Os parentes vivos mais próximos das aves são os crocodilianos.

Apesar de aproximadamente 150 milhões de anos de evolução durante o qual o grupo das aves proliferou e as espécies se adaptaram a modos de vida bastante especializados, é muito fácil reconhecer uma ave. Além das características compartilhadas com outros cordados e vertebrados, as aves apresentam algumas características únicas, tais como a presença de penas, estômago muscular grande, bico sem dentes, ovos telolécitos, com grande quantidade de vitelo e presença de uma casca forte e rígida, coração com quatro câmaras e esqueleto pneumático.

Características Gerais das Aves

As aves apresentam corpo geralmente em forma de fuso, com quatro divisões, incluindo cabeça, pescoço, tronco e cauda. O pescoço é desproporcionalmente longo. Apresentam quatro membros, sendo os membros anteriores geralmente modificados em asas. A morfologia dos membros posteriores das aves varia de acordo com as adaptações e habitat, auxiliando na locomoção, como caminhar ou nadar.

As aves apresentam pele delgada, flexível e formada por epiderme e derme. A cobertura epidérmica se dá pelas penas e escamas nas pernas. As aves não apresentam glândulas de suor, mas apresentam uma glândula de óleo na base da cauda, denominada glândula uropigiana.

Aves - Tucano
Aves – Tucano

O esqueleto das aves é totalmente ossificado e apresenta cavidades com ar, tornando os animais leves. Cada mandíbula é coberta por uma bainha córnea, formando um bico sem dentes. O osso esterno é bem desenvolvido em formato de quilha no qual os músculos peitorais se inserem.

Sistema nervoso das aves é bem desenvolvido, com cérebro e 12 pares de nervos cranianos. O sistema circulatório apresenta um coração com quatro câmaras, com o arco aórtico direito funcionando como a aorta dorsal. Apresentam células vermelhas nucleadas no sangue. As aves são animais endotérmicos e apresentam pulmões pouco expansíveis, com sacos de ar finos entre os órgãos viscerais e esqueleto. Apresentam uma siringe, ou uma caixa de voz, responsável pelo canto, perto da junção entre a traqueia e os brônquios.

As aves não possuem bexiga, e o sistema excretor apresenta um rim metanéfrico, com ureteres sendo abertos em uma estrutura denominada cloaca. A excreção de resíduos nitrogenados nas aves é por meio de ácido úrico. As aves realizam fertilização interna e colocam ovos muito ricos em nutrientes.

As Aves e as Características de Voo

As características morfológicas e a uniformidade da estrutura das aves estão quase inteiramente relacionadas às exigências de voo e a mobilidade de deslocamento que a capacidade de voar fornece é responsável por muitos dos aspectos distintivos do comportamento e ecologia das aves.

A presença de penas é uma característica única das aves, distinguindo-as de todos os outros animais. O surgimento das penas foi o evento evolutivo mais importante, levando à capacidade de voar. Além das penas, outras adaptações contribuíram para a redução do peso, facilitando o voo:

Aves Belas e Exóticas
Aves Belas e Exóticas
  •  membros superiores modificados em asas fortes;
  • ossos pneumáticos;
  • bico córneo, ao invés de mandíbulas e dentes pesados;
  • endotermia;
  • elevadas taxas metabólicas de cerca de seis a 10 vezes as taxas de répteis com mesmo tamanho;
  • coração grande e circulação de alta pressão;
  • sistema respiratório altamente eficiente;
  • visão aguçada;
  • excelente coordenação neuromuscular.

A Diversidade das Aves

As aves ocupam quase todos os habitats na superfície da Terra. As aves são encontradas em florestas e desertos, nas montanhas e pradarias e em todos os oceanos. A capacidade das aves em conquistar os mais diversos territórios é tão grande que existem algumas espécies que já foram encontradas nos pólos, algumas aves vivem em total escuridão em cavernas, e outras espécies são capazes de mergulhar a profundidades superiores a 45 metros.

A mobilidade incomparável das aves, devido à capacidade de voar, permitiu que muitas espécies se beneficiassem de migrações sazonais e de longa distância. Essas migrações permitem que as aves escolham habitats mais benéficos e adequados para a reprodução e criação de filhotes, encontrar comida, evitar predadores e reduzir a competição interespecífica.

Embora as aves constituam um grupo bastante uniforme em termos de morfologia, sendo praticamente impossível não reconhecer uma ave, existe uma diversidade imensa em termos de tamanho, cores, morfologia das penas e dos bicos, dentre outras características.  O beija-flor “abelha” de Cuba, por exemplo, pesa apenas 1.8 gramas e é um dos menores vertebrados endotérmicos. Por outro lado, podemos encontrar o avestruz no continente africano, que é a maior ave vivente, sendo que um macho adulto pode pesar até 150 kg e atingir até 2.5 metros de altura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *