Home / Informações / Animais Que Começam com a Letra Q

Animais Que Começam com a Letra Q

Quaga

Quaga
Quaga

Parente da zebra, o quaga é um equídeo que já se encontra extinto. Ele habitava a África do Sul, na região do Cabo e de Orange.

Diferentemente das zebras, os quagas apresentavam listras apenas na metade posterior do corpo. A parte traseira tinha coloração castanha lisa.

A caça massiva pela carne e pele dos quagas foi a principal responsável pela extinção desse animal. O último exemplar faleceu no Jardim Zoológico de Amesterdã, em 1883.

Os quagas mediam aproximadamente 2,6 metros de comprimento e 1,35 metros de altura.

Quati

Os quatis distribuem-se por grande parte das Américas, partindodo estado do Arizona (EUA) até o norte da Argentina. Atualmente, há três espécies de quatis: Nasua nasua, Nasua narica e Nasua nelsoni.

Esse animal é parente próximo dos guaxinins. Porém, os quatis possuem um nariz mais comprido e o corpo mais alongado. A cauda mede 55 centímetros de comprimento e o corpo 70.

A coloração desse mamífero varia de acordo com a espécie, mas geralmente eles apresentam cor preta ou avermelhada.

Os quatis vivem em bandos de 4 a 20 indivíduos.

Quatipuru

Quatipuru
Quatipuru

O quatipuru habita regiões de floresta tropical de até 3.300 metros de altitude, apesar de preferir áreas mais baixas. Essa espécie pode ser encontrada no Brasil, na Venezuela, na Colômbia, no Equador e no Peru.

O quatipuru mede entre 46 e 56 centímetros de comprimento, sendo a cauda equivalente a metade do tamanho total do animal. Seu peso varia de 500 a 900 gramas.

Queixada

A queixada é um mamífero que ocorre do México até a Argentina. Mede cerca de um metro de comprimento e pesa aproximadamente 40 kg. Sua pelagem é negra com o queixo branco.

De hábitos diurnos, a queixada se alimenta de frutas, sementes, brotos, raízes, folhas, insetos, sapos, lagartos e filhotes de aves. A espécie vive em bandos que podem chegar a mais de 300 indivíduos.

A gestação de uma queixada dura 160 dias e costumam nascer dois filhotes.

Quelea-Cardeal

Quelea-Cardeal
Quelea-Cardeal

Semelhante ao pardal, a quelea-cardeal é uma ave de pequeno porte encontrada em vários países africanos, como Uganda, Quênia, Ruanda, Tanzânia e Congo.

O macho possui o rosto vermelho, enquanto a fêmea tem uma coloração mais amarelada com listras na garganta. O bico preto mede cerca de 10 centímetros.

Quelea-de-Bico-Vermelho

Quelea-de-Bico-Vermelho
Quelea-de-Bico-Vermelho

A quelea-de-bico-vermelho é a ave mais abundante do planeta; sua população adulta está estimada em 1,5 bilhões de casais. Essa espécie distribui-se pela África subsaariana, exceto na costa da África do Sul.

As queleas-de-bico-vermelho medem, aproximadamente, 12 centímetros de comprimento e pesam entre 15 e 26 gramas. Elas se alimentam de sementes, gramíneas e plantações de cereais, sendo chamadas “gafanhotos emplumados”.

Os indivíduos não-reprodutores apresentam as partes inferiores claras e as superiores marrons listradas, com penas de bordas amarelas e bico avermelhado.

As fêmeas reprodutoras possuem o bico amarelado. Os machos reprodutores têm uma máscara facial preta ou, em raros os casos, branca.

Quero-Quero

Quero-Quero
Quero-Quero

O quero-quero é uma ave de médio porte que ocorre em toda a América do Sul e em algumas regiões da América Central. Essa espécie mede de 32 a 38 centímetros de comprimento pesam de 300 a 320 gramas.

Não há dimorfismo sexual. O quero-quero apresenta plumagem negra com manchas brancas na testa e na garganta. Do topo da cabeça e lateral do pescoço até o dorso, a coloração pode ser em tons de cinza, marrom ou azul.

A cauda possui uma fina faixa branca na extremidade. A íris do olho é vermelha, assim como o bico, que tem a ponta preta.

Quetzal

O quetzal é uma ave que pode ser encontrada nas zonas tropicais da América Central. Essa espécie mede 32 centímetros de comprimento e apresenta plumagem vibrante nas cores verde, dourado, vermelho, marrom e cinza

O quetzal tem hábitos solitários e se alimenta de frutas, bagas, insetos e pequenos vertebrados.

Quimilero

Quimilero
Quimilero

O quimilero habita o oeste do Paraguai, sudeste da Bolívia e centro-norte da Argentina. Essa espécie mede aproximadamente 1,1 metros de comprimento.

Esses animais vivem em grupos de até 20 indivíduos e se comunicam por sons que variam de grunhidos a trepidação dos dentes.

Para se defenderem, os quimileros se alinham em uma muralha, o que dificulta o ataque dos predadores.

Essa espécie possui hábitos diurnos. Eles costumam soltar uma substância leitosa e odorosa para marcar árvores e arbustos. A glândulas que produz e libera essa substância fica localizada nas costas do animal.

Quebra-Nozes

Quebra-Nozes
Quebra-Nozes

O quebra-nozes é uma ave que se distribui por florestas boreais da Europa e da Ásia. Seu tamanho varia entre 32 e 38 centímetros de comprimento. A envergadura das asas é de aproximadamente 50 centímetros.

A plumagem do quebra-nozes é predominantemente castanha-chocolate com manchas brancas. As asas e a cauda superior são pretas com um brilho azul-esverdeado.

Quimera

Quimera
Quimera

As quimeras são peixes cartilaginosos da ordem Chimaeriformes, parentes próximos dos tubarões e das raias. Existem cerca de 30 espécies de quimeras e a maioria delas vive nas profundezas dos oceanos, sendo raramente observadas.

Esse animal mede menos de um metro de comprimento. Possuem olhos muito grandes e que são muito úteis para a busca de alimento, pois a luz no fundo do mar é praticamente inexistente.

A fecundação das quimeras é interna, assim como todos os cartilaginosos. Elas se alimentam de camarões, moluscos, gastrópodes e ouriços-do-mar e possuem glândulas de veneno.

Quiriquiri

O quiriquiri é uma ave que ocorre desde o norte do Canadá até o extremo sul das Américas. Conhecido também como falcão-americano, essa ave é uma das menores aves de rapina do Brasil, ocorrendo em todas as regiões do país (exceto em áreas de floresta).

O quiriquiri se alimenta de cobras, lagartos, roedores, morcegos, pardais e filhotes de pombos. Ele mede de 21 a 31 centímetros de comprimento e pesa entre 80 a 165 gramas.

Os machos apresentam coloração cinza-azulada na cabeça e na asa. O dorso e a cauda são marrom-avermelhados com finas manchas pretas. As partes inferiores são brancas com pontos negros no peito e na barriga.

Já a fêmea têm as costas e as asas marrom-avermelhadas, mas sem o cinza-azulado no dorso. As partes inferiores são de tom alaranjado, com riscos finos, verticais e negros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *