Home / Informações / Alimentação dos Esquilos e Filhotes

Alimentação dos Esquilos e Filhotes

A alimentação dos esquilos é um fator muito importante para entender os comportamentos desde animalzinho.

Os esquilos pertencem a uma das maiores famílias de mamíferos que existem, a Sciuridae. Esta família incorpora os pequenos roedores e têm distribuição geográfica mundial.

É fundamental que se conheça um pouco mais sobre eles, tanto adultos quanto filhotes, pois hoje em dia ele está sendo uma escolha para animais de estimação por muitas pessoas.

Se você quer saber mais sobre a alimentação dos esquilos você chegou ao lugar certo!

Alimentação dos Esquilos
Alimentação dos Esquilos

Classificação

Antes de qualquer coisa, vamos entender um pouco sobre a classificação taxonômica dos esquilos e assim poderemos compreender também seus hábitos comportamentais e alimentares.

  • Reino – Animalia
  • Filo – Chordata
  • Classe – Mammalia
  • Ordem – Rodentia
  • Família – Sciuridae

Os esquilos são animais que por sua alta capacidade de adaptação depois de longos períodos de evolução, e diferenciação das espécies entre a mesma família pode ser encontrado em várias regiões do mundo.

A maioria ainda é encontrada em zonas de clima mais quente, mas também podem ser encontrados em climas frios.

Isto se dá, porque o esquilo além de ter pêlos por todo o corpo, possui estratégias muito bem consolidadas pelos seus descendentes para conservação dos seus durante os períodos de inverno, por exemplo.

Tipos de esquilos

Os zoólogos dividem os esquilos em três grandes tipos: os Arborícolas, Voadores e Terrestres.

Esquilos Arborícolas 

Os arborícolas são os mais conhecidos esquilos, representados pelo Sciurus vulgaris, Sciurus carolinensis e Sciurus igniventris, entre outros.

Este tipo dos roedores têm seus hábitos mais diurnos e por isso não tem os sentidos tão adaptados para a noite. Como já diz o nome, eles vivem na copa das árvores e assim, na floresta, se protegem de predadores.

A alimentação dos esquilos arborícolas se dá como todos da família, no entanto, como vivem no alto das árvores os alimentos são carregados até lá e ficam armazenados dentro das árvores.

Esquilos Voadores

Os esquilos voadores são uma ramificação, por assim dizer, dos esquilos arborícolas. No entanto, sua principal diferença é que seus hábitos são noturnos e por isso, são caracterizados por seus olhos maiores.

As espécies mais conhecidas são Glaucomys volans, Glaucomys sobrinus e Petaurista petaurista.

Eles são chamados de esquilos voadores porque possuem um tipo de membrana que envolve toda a extensão de seu corpo e isto permite que possa planar em pequenas distâncias, como de uma árvore a outra.

A alimentação dos esquilos voadores é igual a dos arborícolas, porém por terem esta membrana no seu corpo eles raramente descem ao chão para pegar sementes.

Esquilos Terrestres 

Os terrestres são os esquilos com hábitos predominantemente diurno e são conhecidos por cavar buracos no chão e fazer seus ninhos lá. Portanto, são adaptados para tal possuindo unhas mais fortes.

São também os mais velozes e eles tendem a viver em comunidade. E a alimentação dos esquilos terrestres é igual aos anteriores.

Uma das espécies mais conhecidas é a Marmota.

Alimentação dos esquilos

A alimentação dos esquilos é comum entre toda a família. Eles têm o hábito de consumir preferencialmente sementes.

No entanto, eles também se alimentam de insetos e algumas frutas. Mas a preferência por sementes se dá pelo fato de durarem mais em longos períodos de tempo.

Dessa forma a alimentação dos esquilos é baseada em carboidratos e lipídeos em pequenas quantidades de proteína. O que explica o fato de conseguirem ter energia para se consumir durante o período do inverno.

Então, durante todo o verão e outono, eles têm hábito “coletor”, isto é, coletam as sementes que encontram e carregam-nas em um bolsão que possuem no focinho até o local de armazenamento, que vai diferir dependendo do tipo de esquilo.

Estas sementes armazenadas ficam lá até quando o inverno se inicia e eles não saem mais para a busca e coleção delas.

Comportamento dos esquilos 

Acontece que os esquilos possuem comportamentos peculiares e específicos da família de roedores na qual pertencem.

Além da alimentação dos esquilos, alguns fatores implicam diretamente sobre isso.

Aos esquilos terrestres, por exemplo, durante o período em que armazenam as sementes, eles acabam por enterrar algumas e durante os períodos podem se mover e acabam por não voltarem no local onde enterraram aquela determinada semente.

Assim, as sementes por fim eram geminadas e formavam uma nova árvore, principalmente, no caso do Brasil, as araucárias e jerivás.

Outro ponto comportamental interessante dos esquilos é a questão dos ninhos para seus futuros filhotes.

Então enquanto as fêmeas aguardam os filhotes nascerem, os esquilos machos passam um bom tempo construindo ninhos com galhos e folhas para proteger a ninhada de intempéries do tempo, como chuva e ventos muito fortes.

Comportamento dos esquilos 
Comportamento dos esquilos

Os ninhos ficam em árvores altas ou em buracos estrategicamente escolhidos, pois dependendo da ninhada podem nascer de 2 a 10 esquilos de uma vez só. E como a gestação é curta (30 dias), os machos correm contra o tempo.

Um ponto de seu comportamento também que muitas pessoas esquecem é que, mesmo com seu pequeno tamanho e a aparência convidativa, os esquilos não são tão calmos.

E muitos profissionais não recomendam-no como animal de estimação, devido a sazonalidade de seu humor e também em razão de seus dentes.

Os dentes dos esquilos podem crescer muito quando são criados fora da natureza, e no caso de serem criados com outros esquilos na mesma gaiola, podem se envolver em brigas e atacarem um ao outro com frequência.

A recomendação é quando decidir adotar um esquilinho para criar que ele seja sozinho e que se garanta a certeza de que ele também foi criado em cativeiro pois eles podem transmitir doenças também caso mordam seu dono.

E aí, gostou de conhecer um pouco mais sobre os hábitos dos esquilos? nos conte o que achou e não se esqueça de compartilhar com seus amigos também 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *