Home / Informações / A Lavagante Azul

A Lavagante Azul

Características Gerais e Nome Científico

Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Subfilo: Crustacea
Classe: Malacostraca
Ordem: Decapoda
Subordem: Pleocyemata
Infraordem: Astacidea
Família: Nephropidae
Gênero: Homarus
Nome Científico: Homarus americanus

 

De nome científico Homarus americanus, a lavagante azul é um crustáceo decápode que habita os fundos rochosos das águas escuras e frias das costas do noroeste do Oceano Atlântico, desde a Terra Nova até à Carolina do Sul, nos Estados Unidos. Apesar das diversas variantes entre si, as espécies adultas apresentam, em geral, uma coloração azulada com espinhos avermelhados. A Homarus americanus é muito parecida com o lavagante europeu (Homarus gammarus), mas difere-se pela sua coloração e pela ausência de espinhos na face inferior.

A espécie está distribuída ao longo da costa atlântica da América do Norte, partindo da Península do Labrador até o norte do Cabo Hatteras. A sua maior ocorrência é nas águas frias da costa do Maine e de Massachusetts, mas a lavagante azul é bastante encontrada nas águas da Terra Nova e da Península do Labrador, locais onde atinge as maiores dimensões.

Lavagante Azul Corpo
Lavagante Azul Corpo

Já no sul das costas de Nova Jersey, a espécie é pouco comum, representando menos de 0.1% do total das capturas comerciais nas águas da região. Um fóssil de garra atribuída à espécie Homarus americanus foi encontrada em Nantucket e datada como originária do período Pleistoceno.

Características

A lavagante azul é um dos maiores crustáceos do mundo. Suas dimensões geralmente estão entre os 20 e os 60 centímetros de comprimento, podendo pesar de 0,5 a 4 kg. Há casos de espécies capturadas com cerca de 1 metro de comprimento e pesando aproximadamente 16 kg de peso, o que faz desta espécie o crustáceo mais pesado já registrado.

A Homarus americanus é também o crustáceo decápode mais longo encontrado. Seu recorde documentado é de 64 centímetros, excluindo as pinças e as pernas. De acordo com Guinness World Records, o crustáceo mais pesado foi uma lavagante-americana capturada nas águas da Nova Scotia, no Canada, com um peso de 20,1 kg registrado.

Os lavagantes de águas frias são geralmente os melhores. O macho é de carne mais firme que a fêmea e tem as tenazes maiores e mais carnudas. A fêmea tem um sabor mais delicado e cauda mais larga.

São organismos bênticos e de vida solitária. Ou seja, eles vivem sozinhos sob rochas no fundo do mar e em lugares onde existam cavidades que lhes permitam ocultar-se dos seus predadores.

A lavagante tem hábitos noturnos e possui um comportamento considerado complexo pelos especialistas. Elas exibem elevada curiosidade frente a objetos que caem no fundo do mar, saindo dos seus abrigos logo ao escurecer e explorando o território em busca de alimento.

A “parente” mais próxima da Homarus americanus é o lavagante europeu (Homarus gammarus). As duas espécies são morfologicamente muito semelhantes e podem ser cruzadas artificialmente. Porém, a ocorrência de hibridização natural nunca foi comprovada, o que é também muito improvável, já que as áreas de distribuição natural das duas espécies não se são equivalentes. Uma habita as águas das américas, enquanto a outra vive nos mares europeus.

Lavagante Azul Características
Lavagante Azul Características

A espécie Homarus americanus apresenta um ou mais espinhos na parte inferior, protuberâncias que estão ausentes em Homarus gammarus. Os espinhos nas pinças da lavagante americana são avermelhados ou com as extremidades vermelhas. Na lavagante europeia, os espinhos são esbranquiçados ou com as extremidades brancas.

A face inferior da carapaça de Homarus americanus é alaranjada ou vermelha, enquanto a de Homarus gammarus é esbranquiçada, de cor creme ou de um avermelhado muito pálido.

Alimentação

A alimentação do lavagante é variada. O cardápio desse animal inclui algas, esponjas, anelídeos, moluscos, ouriços, outros crustáceos e, raramente, peixes.

Lavagante Azul Alimentação
Lavagante Azul Alimentação

O lavagante pode alimentar-se também de ostras, pois ele consegue quebrar as suas conchas. Eles também não desprezam o alimento morto, que é comumente utilizado pelos pescadores para as atraírem. Várias espécies de peixes, como o peixe-porco, e cefalópodes, como o polvo, são predadores dos lavagantes.

Já foram registrados casos canibalismo na espécie, em que os mais jovens serviram de presa para indivíduos mais maduros.

Reprodução

Durante toda a vida, a lavagante azul passa por diversos processos de metamorfose da sua carapaça. Durante a fase juvenil, essas mudanças são mais frequentes. Já na vida adulta, ela passa a ter apenas uma muda ao ano após atingir a maturidade sexual, que ocorre por volta dos quatro anos de idade. Quando se aproxima o período de muda, começa a crescer uma nova cutícula sob a carapaça.

Lavagante Azul Reprodução
Lavagante Azul Reprodução

Os ovos da lavagante são pequenos, de coloração esverdeada e medem cerca de um milímetro de diâmetro. Eles são transportados pela fêmea na face inferior da cauda por um período de aproximadamente um mês. Depois, eles são libertados e eclodem.

O número de ovos costuma chegar a casa dos milhares. Entretanto, a taxa de sobrevivência é muito baixa. Estima-se que apenas 0,1 % dos ovos sobrevive no ambiente natural. Esses animais crescem de três a quatro centímetros por ano. Há registros de exemplares que chegaram a viver 50 anos.

Fotos de Lavagante Azul 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *