Home / Informações / A Baleia-piloto

A Baleia-piloto

Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Cetacea
Subordem: Odontoceti
Família: Delphinidae
Gênero: Globicephala

Nomes Científicos: 

Globicephala macrorhynchus e Globicephala melaena

Baleia-piloto
Baleia-piloto

 

Baleia-piloto é o nome dado a duas espécies muito semelhantes do gênero Globicephala e que são bastante difíceis de distinguir no mar: o Globicephala macrorhynchus e Globicephala melaena. A característica externa mais distintiva é o comprimento das barbatanas dorsais, que é muito maior no caso de Globicephala melaena.

Esses mamíferos cetáceos são encontrados em todos os oceanos. A baleia-piloto vive em grandes grupos no Atlântico Norte, no Mar Mediterrâneo e no Pacífico. Ela vive também em águas temperadas e subpolares. Existe uma população antártica e outra ártica, estimada em cerca de 90.000 indivíduos.

Corpo da Baleia-piloto
Corpo da Baleia-piloto

Características da Baleia-piloto

As baleias-piloto são extremamente sociais. Na maioria das vezes, elas são encontradas em grupos de vinte a cem animais. Esse cetáceo possui um corpo robusto, que pode alcançar seis ou sete metros de comprimento nos machos e quatro ou cinco metros nas fêmeas. O seu peso é capaz de chegar a incríveis cinco toneladas.

A baleia-piloto apresenta uma coloração cinza-escuro. Sua cabeça é arredondada e vulgarmente chamada de “melão”. É nessa parte do corpo que se encontra a concentração de gordura, condutor do som que usam entre eles para se localizarem (ecolocalização).

A barbatana dorsal nos machos de baleia-piloto é côncava, enrolando-se para trás. Nas fêmeas, esse membro é mais triangular e mais parecido com a dos outros golfinhos. O “melão” é mais desenvolvido nos machos, especialmente nos mais velhos.

O comportamento dessa espécie de golfinhos é pouco ativo e as acrobacias aéreas são raras. Sua dentição varia de 16 a 24 dentes.

Alimentação

A dieta da baleia-piloto consiste, principalmente, em lulas, polvos e alguns peixes, chegando a ingerir 14 kg de alimento por dia. Elas saem para caçar espacialmente à noite. Seus mergulhos costumam durar de 10 a 16 minutos.

Ela é capaz de mergulhar até 600 metros para caçar suas presas graças ao “melão” proeminente, que é pesado e ajuda o animal a afundar quando necessário. Os seus predadores são a orca e os tubarões.

Baleia-piloto Alimentação
Baleia-piloto Alimentação

Reprodução

As baleias-piloto são animais polígamos. Os rituais de cópula acontecem entre os meses de fevereiro e março em águas frias. A maturidade sexual ocorre por volta dos oito anos nas fêmeas e aos 13 anos nos machos

Suas crias crescem entre julho e outubro, medindo 1,4 metros e pesando 75 kg, aproximadamente. Nessa fase, os filhotes ainda não possuem dentes e permanecem com a mãe por 27 meses, período de duração da lactação. As crias tornam-se independentes após aproximadamente dois anos.

O período de gestação é de 15 meses. Fêmeas mais velhas podem cuidar de crias de fêmeas mais jovens uma vez que atingem a menopausa por volta dos 40 aos 55 anos. A expectativa média de vida da baleia-piloto ultrapassa os 60 anos.

Baleia-piloto no Sea World
Baleia-piloto no Sea World

Curiosidades Sobre a Baleia-piloto

  • As baleias-piloto têm encalhado por muitas vezes no Golfo do México, apesar de nenhuma tempestade ter ocorrido por lá.
  • As baleias-piloto são altamente comunicativas e fazem uma variedade de sons, incluindo ruídos descritos como: chiar, assobiar, bater forte, se lamentando, e roncando.
  • Uma baleia-piloto em cativeiro pode consumir até 20 quilos de lulas por dia.
  • As fêmeas são dão à luz apenas uma vez cada três anos.

Ritual de matança

A caça às baleias-piloto é proibida na Dinamarca, mas permitida nas Ilhas Faroe, onde um ritual acontece todos os anos. Os mamíferos são trazidos por barcos e depois recebem golpes de faca e arpões dos moradores na praia, tingindo o mar de vermelho.

Caça às baleias nas Ilhas Feroe
Caça às baleias nas Ilhas Feroe

Uma lança é usada para cortar a medula espinhal dos animais, garantindo a perda de consciência e morte em poucos segundos. A lança espinal tem sido introduzida como equipamento padrão preferido para matar as baleias-piloto, reduzindo o tempo de morte das baleias para uma média de um a dois segundos.

Embora a pesca da baleia seja proibida na Dinamarca, ela é permitida nas Ilhas Faroe. O ritual, conhecido como “grindadráp”, é realizado há centenas de anos. Os pescadores do arquipélago se alimentam de carne de baleia e usam sua banha para vários produtos.

Grindadráp
Grindadráp

No entanto, apesar da população local considerar a caça uma parte importante de sua cultura e da história das ilhas, grupos de direitos dos animais, como a Sea Shepherd Conservation Society, criticam as caçadas como sendo cruéis e desnecessárias.

As discussões sobre a sustentabilidade da caça às baleias-piloto nas Ilhas Faroe é também outro ponto da discussão. Cientistas afirmam que, com uma captura média de longo prazo de cerca de 800 baleias-piloto por ano, o impacto não é considerado significativo sobre a população dessa espécie.

Fotos de Baleia-piloto 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *