Home / Curiosidades / Vespas Assassinas Tem no Brasil? Como Espantar?

Vespas Assassinas Tem no Brasil? Como Espantar?

Se você ouviu falar sobre o novo terror nos Estados Unidos, também deve estar se perguntando uma única coisa: vespas assassinas tem no Brasil e como podemos espantá-las? Desde o início desta semana, muitas pessoas estão especulando sobre as origens desses animais e sua letalidade. Os internautas brincam ainda que não uma pandemia não era o suficiente para marcar o ano de 2020: com certeza, precisávamos também de vespas assassinas!

Então, para ajudar você a se prevenir dessa “nova espécie”, preparamos esse artigo completo sobre a situação nos Estados Unidos e o que sabemos sobre a situação até o momento. Portanto, não deixe de ler até o final para se tornar um especialista no assunto!

Vamos começar?

Vespas Assassinas
Vespas Assassinas

O que são as vespas assassinas e como elas foram descobertas?

Antes de descobrirmos se vespas assassinas tem no Brasil, vamos conferir um panorama geral da situação. Conhecidas popularmente como vespas gigantes asiáticas, os animais atendem pelo nome de vespa mandarinia. Elas são originadas do continente asiático e podem medir mais de 5cm!

O adjetivo de assassinas foi conferido por conta de sua letalidade. Isso não significa que uma única picada pode matar um ser humano. Porém, a dose de veneno no caso de picadas contínuas pode sim ser letal!

Para que você tenha uma ideia de seu poder, as vespas assassinas podem acabar com uma colmeia inteira de abelhas em poucas horas.  E isso não é pouca coisa, já que as colmeias geralmente reúnem mais de 30 mil abelhas! As toxinas presentes em seu veneno são extremamente potentes e, por isso, existem relatos de que sua picada é excepcionalmente dolorosa. O ferrão é longo a ponto de penetrar o equipamento de proteção de apicultores!

Os registros no Japão revelam que cerca de 30 a 50 pessoas morrem anualmente no Japão por conta de suas picadas. Embora o número seja pequeno em relação à outras morbidades, ainda é de se espantar que todas essas fatalidades sejam causadas por vespas.

Seus primeiros registros nos Estados Unidos foram feitos em agosto de 2019. Ele foi encontrado na província de British Columbia, fronteira com o estado de Washington. Os especialistas acreditam que ela tenha viajado até os Estados Unidos por um navio de carga, mas ainda não sabemos ao certo como elas deixaram o continente asiático.

Os apicultores perceberam a presença da invasora quando notaram diversas de suas abelhas decapitadas. Essa é uma das características dessas vespas assassinas e ajudou os cientistas a encontrarem duas espécies em agosto. Desde então, foram feitos novos registros das vespas e a população começou a se preocupar.

Vespas Assassinas
Vespas Assassinas

Como identificar as vespas assassinas

Geralmente, o ciclo de vida dessa espécie se inicia em abril. É nesta época que as rainhas costumam sair da hibernação e buscar um local adequado para a construção de seus ninhos. Com isso, elas podem ser avistadas com maior frequência entre os meses de julho e outubro. Ou seja, no fim do verão e início do inverno no Hemisfério Norte.

A primeira recomendação feita pelos cientistas é que, caso um apicultor suspeite da presença das vespas assassinas, ele liga imediatamente para o WSDA (Departamento de Agricultura do Estado de Washington). Segundo os especialistas, tentam afastar os insetos por conta própria pode fazer com que eles sejam atacados e tenham mais complicações.

Eles pedem ainda que as pessoas tentem enviar imagens, caso as fotos possam ser tiradas em segurança. Dessa forma, a identificação da espécie fica mais fácil e o Estado pode tomar as devidas presidências.

Para isso, foram encomendados trajes especiais fabricados na China. Como o ferrão ultrapassa o equipamento de segurança dos apicultores, o traje não é o suficiente para se proteger.

O tamanho é a forma mais fácil de identificar os insetos. Então, se você quer saber se vespas assassinas tem no Brasil, fique de olho nesse indicativo. Elas podem ser até 3x maiores que uma abelha grande. Sua mandíbula é afiada e pontiaguda, geralmente utilizada para decapitar as abelhas.

Então, essa é a melhor forma de identificar as vespas assassinas. Caso suspeite de algo, preste atenção no tamanho! Porém, temos uma notícia para você ficar “mais tranquilo”: até o momento, podemos continuar nos preocupando apenas com a proliferação do novo coronavírus. Afinal…

Vespas assassinas tem no Brasil? Como afastar?

Até o momento, não foi feito nenhum registro de que esses insetos tenham sido avistados longe do continente asiático e fora dos Estados Unidos. Portanto, caso você aviste uma vespa gigante, é provável que ela só tenha um tamanho anormal para sua espécie.

Além disso, as chances de que as vespas assassinas consigam se instalar no Brasil são muito pequenas. Segundo o vice-presidente do Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista, Fernando Barbosa Noll, o clima quente do país pode atrapalhar a proliferação dos insetos no país.

Isso porque essa espécie de vespas costuma hibernar no inverno, quando as temperaturas são muito mais baixas. Como não temos muitos períodos de clima frio por conta das características quentes do Brasil, a espécie teria dificuldades para se adaptar ao ambiente.

Por mais que sua chegada possa, sim, ser um problema para o nosso país, até o momento não existem indícios de que deveríamos nos preocupar com essa situação. Porém, caso você tenha dúvidas ou encontre alguma espécie, lembre-se de que tentar afastá-las por conta própria pode causar maiores complicações.

Vespas Assassinas
Vespas Assassinas

O ideal é que você entre em contato com os órgãos corretos de proteção e controle de insetos. Dessa forma, um especialista pode avaliar a melhor forma de lidar com o problema. Evite ao máximo a proximidade com os animais para não correr o risco de se machucar!

Agora que você já sabe se vespas assassinas tem no Brasil, como identificá-las e por que elas estão causando tanto alarde nos Estados Unidos, você já pode ficar mais calmo e sem medo dessa nova ameaça iminente. Ufa!

Caso ainda tenha dúvidas sobre o tema, deixe seu comentário no espaço abaixo. Aproveite também para divulgar este artigo em todas as suas páginas nas redes sociais. Até a próxima!

Um comentário

  1. Tenho quase certeza q vi uma vespa igualzinha a qui na minha casa fiquei com tanto.medo que corri pois ela voava igual a uma barata,achei estranho ser tão grande e com listras, como se fosse um abelha, estava na minha sala ontem a noite, deixei a janela aberta e aluz de fora acesa pra ver se iria embora. Quando olhei estava na minha mesa nem lembrei de fotografar, depois viu procurar e bela havia sumido. Estou de olho. Aí q medo. A hora ferrou. Achei está matéria hoje por um acaso, na verdade estava pesquisando sobre sanhaco, aqui tem muitas arvores e plantas, tenho um jardim bem grande. E quando vi a foto da vespa, nossa fui.logo PESQUISAR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *