Home / Curiosidades / Urina e Fezes de Rato Transmitem Doença?

Urina e Fezes de Rato Transmitem Doença?

Os ratos constituem um grupo de mamíferos roedores e a designação é um nome comum dado a várias espécies distribuídas em famílias diferentes, tais como Muridae, Cricetidae, Heteromyidae, dentre outras.

Espécies de Ratos Mais Comuns e Sua Importância

Dentre todas as espécies de ratos, algumas espécies apresentam importância, devido ao convívio com humanos e à capacidade de transmitir doenças. As espécies mais numerosas são aquelas que vivem no ambiente urbano, associadas aos esgotos, lixos e depósitos e apresentam uma associação sinantrópica de milhares de anos. As espécies mais comuns encontradas em nossas cidades são o camundongo, a ratazana e o rato de telhado.

De forma indireta, os ratos podem ser vetores de doenças graves, como, por exemplo, a peste bubônica, responsável pela morte de um terço da população europeia na Idade Média e causada pela bactéria Yersinia pestis, transmitida pela picada da pulga do rato. Já de forma de forma direta, os ratos são vetores excepcionais para a transmissão de doenças, uma vez que transportam bactérias e vírus em seus próprios sistemas, causando enfermidades por meio do contato com sua urina e fezes.

O Camundongo e Doenças Transmitidas Pela Urina e Fezes

O  camundongo é um roedor pertencente à espécie Mus musculus e é uma das espécies de ratos mais difundidas em todo o mundo. Originalmente, a espécie é nativa da região do Mediterrâneo, tendo daí se espalhado por todo o mundo, por meio de embarcações, nas viagens de navios do passado de nossa história na Terra.

O camundongo se tornou uma espécie cosmopolita, sendo encontrado em todos os lugares do mundo, exceto na Antártica. A espécie está geralmente associada ao ambiente doméstico, sendo encontrada nas cidades, vivendo próxima aos seres humanos. O camundongo é uma espécie de rato bem pequena, com aproximadamente 10 cm de comprimento e pelagem curta de cores que vão do branco ao cinza-acastanhada.

Espécies de Ratos
Espécies de Ratos

O camundongo é um rato muitas vezes associado a doenças, sendo responsável pela transmissão direta de muitas enfermidades, através do contato com fezes e urina, tais como a leptospirose, peste bubônica, tifo murinho, raiva, sarnas, triquinose, coriomeningite linfocítica, salmonelose, micoplasmoses, hantavirose, dentre outras. Normalmente, o camundongo transporta um vírus, bactéria ou protozoário que causa determinada enfermidade e o transmite aos humanos e outros animais por meio do contato direto.

A hantavirose é causada por um vírus transportado pelo camundongo e transmitido por meio da inalação do vírus presente no ar, nas partículas suspensas de poeira. Nesse caso, secreções da urina e das fezes do camundongo contêm o vírus causador da doença e, ao secarem, misturam-se à poeira do ar. A leptospirose é uma enfermidade causada por uma bactéria e, da mesma forma que a hantavirose e que muitas outras doenças, é transmitida ao homem através da urina dos camundongos, que contém a bactéria. A bactéria pode ser transmitida também pela exposição à água contaminada pela urina do rato.  A coriomeningite linfocítica é uma doença causada por um vírus também presente na urina e nas fezes do camundongo, ocorrendo transmissão de forma direta ou também por meio da inalação de poeira contendo o vírus.

O Rato de Telhado e Doenças Transmitidas Pela Urina e Fezes

O rato de telhado pertence à espécie Rattus rattus e é encontrado em todos os continentes. Possivelmente, a espécie é nativa da Índia, tendo sido introduzida nos demais países e continentes através de viagens de navios. O rato de telhado é um roedor encontrado em áreas habitadas por seres humanos e prospera em regiões tropicais. A espécie é mais frequentemente encontrada em grande número nas áreas costeiras, devido à maneira como a espécie foi e é disseminada através da navegação. O rato de telhado é um escalador ágil, vivendo em lugares altos.

Essa espécie é um rato de tamanho médio, com orelhas relativamente grandes e apresenta entre 16 e 22 cm de comprimento de corpo. Normalmente apresentam pelagem preta com ventre mais claro, mas algumas subespécies podem apresentar tonalidades em branco ou cinza.

Rato de Telhado
Rato de Telhado

O rato do telhado é um roedor considerado praga, pois é uma espécie severamente destrutiva para plantações, fazendas e árvores frutíferas. A espécie não somente se alimenta das plantações, como também tende a destruir o que é incapaz de consumir. Ao urinar e defecar nos restos de suas refeições, os ratos do telhado estragam grãos, cereais e outras fontes de alimento, tornando-as impróprias para consumo humano.

Além disso, por meio da urina e das fezes, os ratos do telhado são capazes de transmitir muitas enfermidades, pois podem carregar alguns microorganismos, sendo transmissores de muitas doenças humanas, incluindo leptospirose e febre da mordedura do rato.

A leptospirose é transmitida pelo rato do telhado da mesma forma que ocorre com o camundongo: por meio do contato com a urina contaminada com a bactéria causadora ou através do contato e consumo de água contaminada com a urina. A febre da mordedura do rato é causada por uma bactéria e, apesar do nome, é transmitida na maioria das vezes através do contato com urina, saliva ou fezes de um rato infectado, além da transmissão pela mordida.

A Ratazana e Doenças Transmitidas Pela Urina e Fezes

A ratazana pertence à espécie Rattus norvergicus e é originalmente nativo da China e, assim como muitas outras espécies de ratos, a espécie foi introduzida em todos os outros países e continentes por meio de embarcações em viagens de navios do passado. Atualmente, a ratazana somente não é encontrada na Antártida. Em seu ambiente natural, a ratazana é encontrada em florestas, mas, normalmente, a espécie vive associada a habitações humanas, sendo encontrada em depósitos de lixo, esgotos e porões.

A ratazana é um rato de tamanho médio, com cerca de 40 cm de comprimento e apresenta uma pelagem grossa e de cor acastanhada e orelhas nuas tipicamente mais curtas. Existem algumas linhagens desses ratos criadas em cativeiro que apresentam pelagem branca, marrom ou preta.

Ratazana
Ratazana

Assim como outras espécies de ratos, a ratazana é considerada um vetor de muitas enfermidades, uma vez que carrega um grande número de micro-organismos patogênicos. Assim como os camundongos e os ratos de telhado, a ratazana pode ser responsável pela transmissão de leptospirose, febre da mordedura do rato e hantavirose, através do contato com urina e fezes contaminadas.

Além dessas doenças, a ratazana também pode transmitir a criptosporidiose e a febre Q. A criptosporidiose é uma infecção intestinal causada por um protozoário que pode ser transmitida através do contato direto com fezes contaminadas de ratazanas ou pela ingestão de alimentos e água contaminados. A febre Q é causada por uma bactéria por meio da inalação de partículas de ar contendo o micro-organismo e pelo contato com fezes e urina de ratazanas infectadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *