Home / Curiosidades / Tubarão Martelo É Perigoso? Ele Ataca Humanos?

Tubarão Martelo É Perigoso? Ele Ataca Humanos?

É engraçado pensarmos em periculosidade ou não de um tubarão, quando na verdade estes animais são predadores implacáveis que praticamente não dão chance alguma de defesa para a vítima. Mas será que o tubarão martelo seria uma espécie diferente? Não sendo, desta forma, perigoso para nós seres humanos? É isso o que vamos descobrir no post de hoje.

O Tubarão Martelo: Diferente O Define Brilhantemente

Não há uma palavra melhor para definir o tubarão martelo do que diferente, e ao olhar para ele você dificilmente irá discordar.

É uma espécie característica e muito conhecida devido as projeções em sua cabeça, onde se localiza seus olhos e sua narina. Essa projeção dá ao formato de sua cabeça a semelhança a um martelo e por isso o nome da espécie popularmente. O tubarão martelo tem o nome científico de Shyrna spp, como esperado, bem diferente do nome pelo qual é conhecido.

Se alimenta basicamente de cefalópodes, raias, peixes e outros tubarões. Vive em regiões de águas quentes a temperadas, estando presente em todos os oceanos, principalmente na plataforma continental.

O nome, como acontece com outros animais, é utilizado para designar membros do gênero Shyrna e que apresentam caracteristicamente esta curiosa projeção em sua cabeça.

Algumas espécies deste genêro se encontram mais próximas a costa e outras, só podem ser avistadas em alta profundidade. Todos com o mesmo hábito de viverem em grandes grupos com mais de cem indivíduos.

Tubarão Martelo
Tubarão Martelo 

Características Físicas Do Tubarão Martelo E Outras Informações Importantes

O tubarão martelo, ou melhor, os tubarões que recebem este nome, possuem uma variedade considerável em relação ao seu porte. Alguns podem ficar com pouco menos de um metro de comprimento, enquanto outros podem atingir mais de seis metros.

Como outra característica da espécie, resultado da projeção localizada em ambos os lados de sua cabeça, possui a capacidade de girar rapidamente a cabeça e apresenta um campo de visão de trezentos e sessenta graus. O que o permite enxergar tanto acima de si próprio, quanto abaixo. Outra interessante particularidade da espécie é a sua inigualável capacidade de identificar a mais de um quilômetro de distância uma gotícula de sangue.

Em relação a sua coloração, assim como o seu porte, é bem variável, passando do marrom ao verde oliva com o ventre sempre em um tom mais claro.

Em relação ao seu peso, pode ficar entre dez e trezentos e sessenta quilos, a depender da espécie. Em relação a sua alimentação, realizam o processo de caça no final do dia, quando entardece.

Sua reprodução é vivípara, ou seja, o filhote se desenvolve dentro do corpo da fêmea, vindo ao mundo já bem desenvolvido, sendo já independentes após o nascimento.

Ataque A Seres Humanos

Apesar do tubarão ser um animal inerentemente perigoso para seres humanos, o tubarão martelo é considerado uma espécie não agressiva que ataca somente após provação, mesmo que acidental. O caso de ataques contra seres humanos envolvendo a espécie é considerado um acidente raro e não há registro de mortes.

Infelizmente quando invertemos este cenário tudo muda. Os tubarões desta espécie são vitimados em números alarmantes por meio da pesca esportiva, por lazer, artesanal e industrial. O mercado do tubarão martelo é expressivo e é consumido desde a sua carne, ao seu fígado, pele e barbatanas. Curiosamente há uma iguaria asiática, denominada de sopa de barbatanas que é muito apreciada na alta gastronomia e que se difundiu mundo afora. Sendo ela a responsável pela morte de milhares de indivíduos da espécie anualmente. Atualmente o tubarão martelo é um animal ameaçado de extinção na classificação “em perigo” para a extinção. Mas esta não é uma exclusividade apenas desta espécie.

No Brasil podemos encontrar sete espécies diferentes de tubarção martelo, a maioria delas com alto risco de serem extintas.

Curioso Método De Caça E Comportamento Hierárquico

Os tubarões desta espécie podem constituir grupos com mais de cem indivíduos, como comentamos anteriormente, mas não raramente estes grupos podem atingir mais de quinhentos membros. Isso mesmo, mais de quinhentos tubarões.

Embora vivam em grupos, este comportamento se perpetua somente durante o dia, antes de iniciarem a caça por alimento, que é quando se separam para poderem caçar individualmente. Em relação aos grupos, são hierárquicos e essa hierarquia seria estabelecida por meio do tamanho, idade e sexo do tubarão líder do bando.

Sua Reprodução Em Detalhes

Infelizmente não há muitas informações acerca do comportamento reprodutivo deste animal. O que se sabe é que se trata de animais vivíparos e que o número de filhotes por gestação depende e muito do porte da fêmea. Quanto maior for o porte da mamãe martelo, maior o número de filhotes que ela dará à luz. Segundo estudos o período gestacional fica entre dez e onze meses. Apesar de nascer bem desenvolvido e não receber cuidados de seus progenitores, o tubarão-martelo filhote nasce com o crânio mole, muito diferente de quando atinge a vida adulta. Curiosamente, embora o número de filhotes a qual a fêmea dá à luz esteja diretamente ligada ao seu porte, houve em 2003, na Florida, o registro de uma fêmea de tubarão-martelo pesando mais de quinhentos e oitenta quilos, com incríveis cinquenta e cinco filhotes em sua barriga. Por este acontecimento acredita-se que os cientistas e estudiosos subestimaram a capacidade reprodutiva da espécie. Entretanto, não houve nenhum outro registro de gestação tão generosa.

Durante o período juvenil do tubarão-martelo, o mesmo é uma presa de outras espécies de tubarão, entretanto, quando atinge a vida adulta não possui predadores naturais, exceto nós seres humanos.

Ações Simples Para Adotar

Às vezes quando pensamos em evitar a extinção de algumas espécies, somos tomados por pensamentos paralisantes de que medidas individuais não podem fazer a diferença. Mas aí está o erro. Toda e qualquer medida pode fazer a diferença e contribuir para a preservação das espécies. Dentre estas medidas está o boicote às empresas que utilizam de maneira excessiva e prejudicial os recursos naturais sem medidas compensatórias de danos ambientais. Não patrocinar o tráfico animal, não fazer incêndios ou corte de árvores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *