Home / Curiosidades / Sphyrna Mokarran: Curiosidades, Fotos E Habitat

Sphyrna Mokarran: Curiosidades, Fotos E Habitat

Se não tivéssemos uma foto ilustrativa abrindo este post, denotando como é esta interessante espécie, ao ouvir o termo Sphyrna Mokarran o que você imaginaria?

Precisamos admitir que é um nome um tanto improvável para um tubarão. Mas isso acontece porque é o nome científico da espécie.

Ao contrário do que acontece com inúmeras espécies que tem o seu nome comum, por assim dizer, popularizado, o Sphyrna Mokarran teve o seu nome científico difundido por isso é assim mencionado. Vamos conhecer hoje um pouco mais desta espécie no post de hoje.

Sphyrna Mokarran
Sphyrna Mokarran

Sphyrna Mokarran Ou…

Aqui não usaremos muito este nome tão difícil de ser pronunciado, mencionaremos o Sphyrna como, tubarão-martelo panã, ou ainda cação panã, ou apenas tubarão panã. Nomes estes os quais por vezes é mencionado. Nomes bem mais fáceis de serem pronunciados, não é mesmo?

É a maior espécie da família Sphyrnidae podendo atingir mais de seis metros de comprimento e pesar por volta de quatrocentos e cinquenta quilos.

Como muitos animais atualmente, se encontra em perigo de extinção, podendo desaparecer de nosso planeta em breve caso medidas socioambientais não sejam adotadas a fim de proteger a espécie.

Vive em águas quentes, temperadas e tropicais, distribuído em praticamente todos os oceanos do mundo (que atendam a esta característica da temperatura da água). Comumente esta presente na região costeira ou ainda na plataforma continental. A plataforma continental por sua vez está presente em todo o litoral de todos os oceanos e corresponde a partir de modo simplista a duzentos metros de profundidade e sua extensão é de cerca de setenta a noventa quilômetros.

Apesar de receber o nome de tubarão-martelo, o martelo panã pode apresentar diferenças perceptíveis quando comparada a outras espécies similares, principalmente por conta de seu porte.

Mesmo com a diferença de porte apresentada, ainda há outras características que o diferenciam de outros tubarões martelo, dentre estas características temos a nadadeira dorsal em formato muito similar ao de uma foice, além disso, o seu martelo possui a região frontal perfeitamente reta, o que não é muito comum nas espécies da família.

Um Pouco Do Comportamento Do Sphyrna Mokarran

É, como a grande maioria dos tubarões, um predador nato e implacável. Pode se alimentar de uma variedade consideravelmente grande de animais, dentre eles alguns crustáceos, peixes, cefalópodes, arraias e até mesmo pequenos tubarões.

Em relação ao seu comportamento é uma espécie solitária e apesar de muito perigosa dificilmente ataca seres humanos. Em contrapartida, é muito pescado em todo o mundo pelo alto valor de suas barbatanas no mercado sumariamente asiático onde as mesmas são utilizadas para a produção de um prato que se popularizou mundo afora: a sopa de barbatanas de tubarão.

Por conta deste consumo em todo o mundo o número de indivíduos da espécie tem caído drasticamente colocando o Sphyrna Mokarran em perigo de extinção pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

A sua reprodução é vivípara, ou seja, os filhotes se desenvolvem no interior da mamãe tubarão. A cada dois anos, quando tem início o período reprodutivo da espécie pode dar à luz a até cinquenta e cinco filhotes.

Outras Informações E Características Físicas Da Espécie

A dentição dos tubarões é o que comumente nos chama atenção e o que juntamente ao seu porte nos desperta medo. No caso do tubarão-martelo panã, o mesmo possui em cada lado de sua mandíbula, aproximadamente dezessete dentes. Dentes estes serrilhados e em formato ligeiramente triangular, como outras espécies de tubarão.

A sua pela é coberta por escamas em formato de losango muito próximas umas das outras. Há sulcos horizontes que terminam em pequenos dentes em cada uma de suas extremidades. A coloração da espécie pode variar entre um tom de marrom escuro ao cinza também levemente escurecido. Em contrapartida, o seu ventre possui uma coloração mais clara, quase branca.

Ao contrário do que acontece com algumas espécies, no caso do tubarão panã, as fêmeas são maiores que os machos.

Apesar de termos denotado que a média do tamanho do panã é de seis metros, um indivíduo foi encontrado na Nova Zelândia com aproximadamente sete metros e oitenta e nove centímetros, pesando um pouco mais de trezentos e sessenta quilos. Mesmo este indivíduo com o peso abaixo do máximo estimado para a espécie, uma fêmea foi encontrada na Flórida, EUA, com cerca de quatrocentos e cinquenta e cinco quilos.

Sphyrna Mokarran
Sphyrna Mokarran

Interação Humana E A Falsa Impressão

O tubarão-martelo panã é tido como uma espécie agressiva, mas esta afirmação apenas se faz verdadeira quando a espécie se sente ameaçada e parte para o confronto. De modo geral pode agir de maneira curiosa frente a mergulhadores e não necessariamente de forma prontamente agressiva. Ainda assim é sempre bom e recomendado manter a distância de espécies como o panã.

Segundo o relato de alguns mergulhadores, estes animais possuem um comportamento até ligeiramente tímido, mas há caso de ataques quando muito próximos de indivíduos em água. Quando se sentem irritados, costumam baixar as barbatanas peitorais e agir com movimentos agitados e agudos.

Por não ser tão facilmente identificado quando em comparação com o tubarão-martelo, não há registros precisos de quantos ataques a espécie apresenta anualmente. Mas em 2011, um levantamento foi feito e se chegou ao total de trinta e quatro ataques dos quais um deles foi fatal ao longo de todo o ano.

Curiosidades Sobre Tubarões

Os tubarões independentemente das espécies são animais curiosos e que chamam atenção. Uma interessante curiosidade em relação a estes animais é a sua incrível capacidade olfativa, sendo capaz de identificar uma gotícula de sangue diluída em mais de cem litros de água. Algumas espécies inclusive têm a capacidade de sentir o cheiro de sangue a uma distância consideravelmente longa.

Outro ponto muito pertinente em relação a esse animal é que embora sejam solitários, há um tipo de hierarquia estabelecida, na qual as fêmeas comumente são dominantes sobre os machos. Não se sabe ao certo quais as razões para isso, possivelmente o porte (que no caso da espécie a fêmea é maior que o do macho) seja um dos motivos do porque isso acontece afinal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *