Home / Curiosidades / Reprodução do Coelho

Reprodução do Coelho

O coelho é um animal mamífero muito fofo. Ele é uma escolha recorrente para as pessoas que amam animais de estimação. Você já teve ou pensou em ter esse amiguinho orelhudo?

Caso você queira ter um coelho de estimação precisa ter certeza de que tem espaço o suficiente para ele brincar e fazer exercícios. É importante ter em mente que o bichinho precisa de cuidados para ter uma boa e longa vida!

Uma das características deste animalzinho é que ele copula bastante. Logo, a fêmea fica prenha com facilidade e bastante vezes por ano.

Então, é fundamental que você conheça como funciona a reprodução do coelho e esteja preparado para lidar com os filhotes. Lembre-se de doá-los ou vendê-los, nunca abandoná-los!

Neste artigo explicaremos os diversos aspectos referentes à reprodução do coelho. Saberemos como funciona o período de cio, o acasalamento, a fecundação, a gestação e o período pós nascimento dos filhotes. Confira abaixo!

Características Gerais

O coelho é um animal herbívoro que pertence à ordem Lagomorpha. Ele é membro da família Leporidae, possui porte pequeno e na natureza costuma viver em tocas que ele mesmo constrói. É um mamífero quadrúpede e seu peso e comprimento varia de acordo com a raça.

Todo coelho doméstico é descendente do coelho-europeu, também chamado de coelho-bravo. Foi levado para diversos países e hoje vive em todos os continentes.

O orelhudo é um animal sociável, mas não gosta muito de ser pego no colo. Ele é uma ótima opção de animal de estimação, mas para ter um coelho é necessário prestar muita atenção para cuidá-lo da forma correta.

A alimentação ideal para um coelho deve conter na dieta feno, verduras escuras, legumes e algumas frutas com pouco açúcar. Também é recomendado alimentá-lo com ração peletizada.

Quando bem alimentado e bem cuidado o coelho pode viver até 10 anos. Portanto, o dentucinho será seu companheiro por bastante tempo se você seguir bem todas as recomendações.

Ele é um animal que possui muita facilidade para se reproduzir. As fêmeas e os machos estão quase sempre no cio, dessa forma, acasalam muitas vezes ao ano.

A reprodução dos coelhos acontece de forma cíclica. Por causa de seu ciclamato, eles costumam ter 2 cios por mês. Então, são animais muito férteis.

Apesar de estarem quase sempre no cio, o período mais fértil dos coelhos é o primeiro semestre do ano. Ou seja, é mais comum originarem seus filhotes neste período.

Processo de Acasalamento

O acasalamento dos coelhos começa quando a fêmea e o macho estão no cio. É um processo rápido e bastante eficaz para gerar filhotinhos.

O flerte entre macho e fêmea começa com o macho farejando a fêmea. Na sequência, caso a fêmea aceite o pretendente,  ele monta em cima dela e os dois acasalam.

Os dois coelhinhos descansam e acasalam novamente. Aproximadamente 12 horas depois é que a fêmea libera seus óvulos que serão fecundados pelo sêmen do macho.

Após a fecundação dos óvulos a fêmea está prenha e entrará no período de gestação. Para depois dar a luz a pequenos coelhos bem fofinhos.

Período de Gestação

O tempo de gestação de uma coelha dura apenas cerca de 30 dias, ou seja, em 1 mês ela já está apta para ter seus filhotes! É um período bem curto de gestação, varia entre 28 e 30 dias.

Então, se você respeitar a natureza dos coelhos e permitir que eles acasalem, ou seja, se você não castrá-los, nem evitar que o macho encontre a fêmea, você pode ter muitas ninhadas de coelhos por ano.

Ninhadas de Coelhos

Geralmente as coelhas têm de 4 a 6 filhotes por vez. Mas a ninhada varia entre 2 a 9 filhotes. Isso significa que a cada mês podem nascer até 9 filhotes de coelhos!

Calcule por curiosidade para saber até quantos filhotes apenas uma coelha pode dar à luz por ano! Você ficará pasmo ao saber que uma coelha fêmea pode ter até 108 filhotes em apenas 1 ano!

Portanto, se você não estiver pensando em tomar nenhuma medida de controle sobre a reprodução de sua coelha, saiba que provavelmente terá que cuidar, doar ou vender todos os filhotes.

Cuidados aos Filhotes

Os filhotes de coelhos nascem cegos, surdos e sem pelos. Mas aos poucos desenvolvem-se e passam a escutar e enxergar, mais precisamente depois de 10 dias contados à partir de seu nascimento. Além disso, quando maiores ficam muito lindos e orelhudos.

É comum que a mãe deixe os filhotes seguros em seus ninhos. Na natureza a fêmea costuma cavar o ninho no solo para deixar sua ninhada em segurança, e longe das presas.

Mesmo que ela não saia do ninho ela costuma ficar bem perto para mantê-los seguros. Ela é uma mãe tão exemplar que cobre o ninho com capim ou com os próprios pelos! Sim, ela arranca os próprios pelos do peito para fazer um bom esconderijo e proteger seus filhotes.

A coelha amamenta seus filhotes com leite materno, geralmente uma vez por dia. O leite materno é um alimento muito completo e nutritivo, ele auxilia no desenvolvimento dos pequenos filhotes.

Os cuidados aos filhotes duram apenas algumas semanas após o nascimento deles. É muito difícil a coelha cuidar da ninhada por mais tempo do que isso.

Saindo do Ninho

Após cerca de duas semanas os filhotes já tem um tamanho de 10cm de comprimento. É a partir deste momento que eles saem do ninho pela primeira vez.

Ao sair do ninho, eles têm o costume de esconderem-se entre as folhagens altas e verdes. Nesse período, os filhotes já começam a cavar suas primeiras tocas, aprendendo assim a se protegerem.

Aos 10 meses, aproximadamente, os coelhos atingem a idade adulta. E à partir de 1 ano de idade a fêmea já está pronta para reproduzir-se e ter seus próprios filhotes.

Portanto, no caso dos coelhos domésticos, é importante que você saiba que se não se prevenir poderá ter, em um curto período de tempo, uma multidão de coelhos!

Tenha cautela, leia, pesquise, converse com seu veterinário e tente chegar na melhor conclusão para criar seu coelho. Faça o melhor planejamento para você e sua amada coelhinha!

Um comentário

  1. Podemos pegar o coelhinhos logo após o nascimento deles ?

    Como sabemos quando os coelhos estão no cil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *