Home / Curiosidades / Rato Twister Transmite Doença?

Rato Twister Transmite Doença?

O rato twister é um roedor pertencente à família Muridae e à subespécie Rattus norvegicus domestica, que corresponde à forma domesticada da ratazana, Rattus norvegicus. O rato twister é uma das espécies mais populares de roedores tratados como animais de estimação.

Histórico de Criação das Linhagens

A ratazana que deu origem ao rato twister é originária Ásia Central, tendo posteriormente se espalhado por todo o mundo, sempre acompanhando o homem em uma relação sinantrópica, sendo hoje uma espécie encontrada em todos os continentes. A ratazana é nativa de florestas e reside em áreas próximas a corpos d’água. Atualmente, a espécie vive associada aos humanos.

A domesticação, o isolamento e produção em cativeiro de sucessivas gerações da ratazana ao longo de centenas de anos permitiram a criação de linhagens de animais utilizados como modelos de experimentação e como animais de estimação.

Rato Twister
Rato Twister

Atualmente, muitas linhagens existem, incluindo os ratos Wistar, um roedor albino criado em biotérios e amplamente utilizado como cobaia em pesquisas e como presa para alguns animais carnívoros, como cobras e aves de rapina. Os ratos Wistar derivam de colônias dos Estados Unidos e são utilizados com fins científicos desse o século XX, o que indica que, possivelmente, o Rattus norvegicus tenha sido a primeira espécie domesticada de mamíferos para utilização em pesquisa médica e acadêmica.

O rato twister é também originário da ratazana e surgiu após anos de criação, resultando no surgimento de uma grande variedade linhagens que se diferenciam nas cores e padrões.  Essa subespécie é criada no mundo todo e os animais são vendidos em lojas e diretamente por criadores. É um roedor muito inteligente e interativo, sendo muito acessível, leal e fácil de treinar. É um animal tão inteligente, que seu antecessor selvagem é capaz de aprender rotas em busca de recursos alimentares. Eles são capazes de se lembrar de túneis e redes de esgoto extremamente complexos. O twister é um animal ideal para aqueles mais ocupados, pois é independente, necessita de um espaço muito pequeno e é de fácil manutenção.

Características do Rato Twister

O rato twister apresenta um tamanho médio, pesando até 500 gramas e medindo em média 40 cm de comprimento. Os machos são geralmente maiores que as fêmeas. Esses animais apresentam orelhas nuas e mais curtas, em comparação com algumas espécies próximas. Existem algumas diferenças significativas que diferenciam o rato twister de seu antecessor, a ratazana, e uma das diferenças mais aparentes é a coloração.

As populações naturais das espécies apresentam pelagem com pouca variação e normalmente de cor castanha. A subespécie criada em cativeiro sofreu muitas intervenções genéticas e algumas mutações permitiram a existência de uma grande variedade de cores, existindo animais brancos, cinzas, azulados, dentre outros, mas muitos twister ainda preservam a coloração da espécie selvagem.

Comportamento e Alimentação do Rato Twister

Os twister são animais de hábito noturno e muito sociáveis, sendo desaconselhável a manutenção de apenas um único animal, sendo necessário, pelo menos, um outro animal compartilhando a mesma gaiola. Inicialmente, o primeiro contato entre dois twister pode ser um pouco agressivo, ocorrendo algumas brigas, mas, ao longo do tempo, com a determinação do macho dominante do grupo, os animais não apresentam mais o comportamento agressivo.

Os ratos twister são normalmente amigáveis ​​com os demais companheiros de gaiola, podendo-se observar os animais dormindo juntos, penteando-se e cuidando dos animais doentes ou menores. Dentro do grupo, os ratos twister apresentam uma variedade de meios de comunicação, sendo capazes, inclusive de vocalizar. Apresentam uma alta capacidade olfativa, auditiva e táctil.

Alimentação do Rato Twister
Alimentação do Rato Twister

O rato twister em sua forma selvagem é um animal onívoro e oportunista, ingerindo restos de comida humana, quando no ambiente urbano. A subespécie domesticada também é onívora e se alimenta de matéria vegetal e animal. Preferencialmente, os twister devem receber grãos e ração peletizada específica. No entanto, o oferecimento de comida natural pode ser muito rica e saudável e pode incluir grãos como arroz, milho, ervilha e outros vegetais como brócolis, cenoura, folhas como couve e diversas frutas. Também podem ingerir ovo cozido, larvas de insetos, como do besouro tenébrio e algumas carnes cozidas.

O Rato Twister Transmite Doença?

De uma forma geral, os roedores podem ser vetores de muitas enfermidades graves e até mesmo fatais ao homem. A ratazana, antecessor selvagem do rato twister, vive associada a habitações humanas e se alimenta de lixo, vivendo em esgotos. Já que carrega em seus sistemas um grande número de micro-organismos patogênicos, a ratazana é considerada um vetor de muitas doenças. A ratazana pode transmitir leptospirose, hantavirose, febre da mordedura do rato, criptosporidiose e a febre Q. Muitas dessas doenças são transmitidas através do contato com urina e fezes contaminadas do roedor.

No entanto, devido a séculos de isolamento, criação em cativeiro e sucessivas gerações, a ratazana doméstica se tornou um animal isento de patógenos. Essa característica traz benefícios para os amantes dos roedores como animais de estimação, mas também é essencial considerando que muitas linhagens são utilizadas como modelos experimentação ou como presas para animais maiores também utilizados na ciência. A ausência de patógenos no rato twister garante a segurança da ciência e dos profissionais que lidam com esses animais diariamente. Assim, o rato twister não transmite nenhuma doença aos seres humanos ou outros animais domésticos e é pouco provável que sucumbam às mesmas doenças que seus parentes selvagens.

Rato Twister Transmite Doença
Rato Twister Transmite Doença

No entanto, embora os casos sejam raros, o risco da transmissão de doenças pode existir. Ao adquirir um roedor como animal de estimação, é importante garantir a responsabilidade do criador, comprando apenas de lojas e criadores especializados. Do contrário, caso haja falhas na providência de cuidados de higiene e de saúde dos animais criados, há chances de transmissão das mesmas doenças que a linhagem selvagem.

Além da ausência de micro-organismos patogênicos em seus sistemas, o rato twister também perdeu a agressividade da espécie selvagem, tornando-se uma linhagem dócil e amigável. Os twister dificilmente mordem, apenas se estiverem machucados ou se se sentirem ameaçados. Assim, os ratos twister, além de apresentarem colorações diferentes de seus parentes silvestres, eles são psicologicamente e fisiologicamente distintos, apresentando os mesmos riscos para a saúde humana que os demais animais domésticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *