Home / Curiosidades / Raças De Cabras Leiteiras No Brasil

Raças De Cabras Leiteiras No Brasil

Dentre as mais de trezentas raças de cabras existentes no mundo, leiteiras ou não, no Brasil há cinco delas leiteiras que são escolhidas pelos caprinocultores de acordo com a sua capacidade de produzir leite, algumas têm mais, outras tem menos, também de acordo com a qualidade de sua carne e de sua pele.

Raças De Cabras: A Importância Na Caprinocultura

Nem todos os caprinocultores têm conhecimento sobre raças de caprinos apesar de produzir o seu produto final, seja o seu leite, a sua carne ou a sua pele, mas por este motivo, as raças leiteiras de caprinos no Brasil já estão sendo ameaçadas de extinção e podem realmente chegar a serem extintas.

Este acontecimento se dá pela falta de conhecimento de alguns caprinocultores sobre a raça de seus caprinos e consequentemente não sabendo nem como as preservar através dos cruzamentos.

Talvez por este mesmo motivo a maior parte dos caprinos no Brasil são srd, ou seja, sem raça definida, oriundas de cruzamentos aleatórios com raças das mais diversas possíveis. Mas por outro lado, alguns caprinocultores que têm conhecimento sobre as raças de seus caprinos, podem escolher cruzamentos que visem um melhoramento da raça, buscando um ideal de produção, como por exemplo, mais capacidade de produção de leite, como é o caso da raça brasileira que mais tem esta capacidade, a Canindé.

Caprinocultura Como Opção De Renda A Partir Das Raças De Cabras

Em tempos de crise e em que algumas pessoas desistiram de procurar empregos após muitas tentativas frustradas e receberam até uma nomeação para isto, os desalentados, a caprinocultura pode ser uma opção de sobrevivência para o pequeno produtor rural.

No nordeste, região do Brasil onde se concentra a maior população de desalentados do Brasil, também é a maior de caprinocultores, especialmente na Paraíba e no Rio Grande do Norte, que somatizam noventa porcento da caprinocultura no Brasil. A caprinocultura tem crescido nos últimos tempos e o motivo pode ser a sua acessibilidade, maior do que no caso da criação de bovinos, por exemplo. Maior acessibilidade para a sua criação se dá por ser um animal menor, consequentemente requerendo menos investimento na sua alimentação e no seu espaço de vivência.

Outros motivos positivizam a criação de caprinos, como a valorização do seu leite no mercado e sua boa adaptabilidade aos diversos climas brasileiros.

O Mercado do Leite de Cabra

Quando pensamos em leite logo pensamos na vaca, apesar dela ser a maior produtora de leite mundial dando conta de tal consumo cultural, o leite da cabra é o terceiro mais consumido no mundo. Sendo também querido por alguns consumidores assim como a vaca, produz o leite pasteurizado, o leite ultrapasteurizado, o leite esterelizado, o leite em pó, o iogurte, sorvetes, doces, queijos, requeijões, etc. Mas se mantendo realista e com o pé no chão, se o caprinocultor tem a ambição de se tornar um grande produtor de caprinos deve rever a sua visão, pois o mercado é mais estável e não tão rentável quanto o dos bovinos, por exemplo, apesar da demanda ter crescido nos últimos tempos, como já citamos.

Mocotó, Canindé, Marota, Repartida e Gurguéia

Pois então vamos as cinco raças de cabras leiteiras brasileiras, a primeira a falarmos é a única raça de cabra leiteira registrada formalmente como raça de cabra no Brasil, de nome sugestivo, é a raça Mocotó. Dentre as suas características que podem atrair caprinocultores específicos das suas produções está a sua ótima capacidade reprodutora, geralmente cerca de quarenta porcento das suas reproduções são múltiplas, ou seja, com o nascimento de mais de um filhote, aumentando a produção e consequentemente a rentabilidade do seu caprinocultor.

O caprino adulto da raça seja macho ou fêmea mede de cinquenta a setenta centímetros de comprimento e pesa cerca de trinta e quatro quilos, já o filhote pesa cerca de dois quilos. Ao mesmo tempo que seu porte é pequenos, tanto o macho quanto a fêmea têm a musculatura forte, por este motivo são ótimas produtoras de carne e melhor ainda de pele, enquanto sua produção de leite já não é tão boa quanto, produzindo cerca de somente meio litro por dia quando reproduzem. Tais conhecimentos são imprescindíveis para um bom produtor, se um deles visa a produção de leite por exemplo, a melhor opção, literalmente, já que como citamos é a melhor produtora de leite do Brasil, seria a Canindé, além do que assim como a raça Mocotó são ótimas reprodutoras e adaptáveis aos diversos climas do Brasil.

A terceira a citarmos é a Marota, também de porte pequeno oriunda da maior região de criação de caprinos, o Nordeste, assim como os caprinos sem raça definida, são maioria no Brasil, como a Mocotó ela não é das melhores produtoras de leite, mas dentre as suas qualidades está a sua ótima adaptação a climas diversos devido a sua origem.

Em penúltimo temos a de nome exótico, a Repartida, olha o Nordeste aqui mais uma vez. É de lá também que estão as suas origens, de porte pequeno, a raça adulta mede cerca de oitenta centímetros de altura e pesa cerca de trinta e seis quilos, apesar da sua produção de leite também não ser das melhores, são ótimas produtoras de carne e pele. Por último temos a Gurguéia, a terceira oriunda do Nordeste, mais especificamente do Vale do Gurguéia e daí que vem seu nome, região do Piauí. Ela é descendente da raça Tronco Alpino e é muito parecida com a raça Parda Alpina, são adaptáveis a diversos climas, têm o porte pequeno, produzem pouco leite, mas são ótimas reprodutoras, com cerca de setenta e um porcento das suas reproduções múltiplas.

Vale do Gurguéia no Mapa
Vale do Gurguéia no Mapa

São também muito visadas para a criação de ideais caprinos. A maioria se não todas as raças de cabras leiteiras oriundas do Brasil vieram de uma seleção natural na época da colonização dos portugueses no Brasil. A caprinocultura esteve presente no nosso país desde sempre, com a produção do seu leite e derivados, carne e pele, mais conhecida como couro no caso dos bovinos.

Outra criação muito parecida com a caprina, é a ovina, ou seja, de ovelhas, muitas vezes confundida por algumas pessoas leigas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *