Home / Curiosidades / Quantas Pernas Tem a Lacraia, Centopeia e Piolho de Cobra?

Quantas Pernas Tem a Lacraia, Centopeia e Piolho de Cobra?

Nós sabemos muito bem que esses animais possuem muitas pernas, afinal, eles são reconhecidos por essa característica, mas, além disso, muitas pessoas não sabem distinguir a lacraia do piolho de cobra e da centopeia. Você sabe? Se não, vem descobrir com a gente. 

Lacraias, Centopeias e Piolho de Cobra 

Embora as centopeias também sejam chamadas de lacraias, existem diferenças entre elas. As centopeias e piolho de cobra fazem parte da classe diplopoda, já as lacraias fazem parte da classe clilopoda. 

Dentro das diversas características que as centopeias possuem, elas carregam de 15 até 191 pares de pernas, e a quantidade será de acordo com a sua espécie. E isso é comum entre elas, as lacraias e os piolhos de cobras.

Uma curiosidade é que os números das pernas desses animais serão sempre ímpares. 

As centopeias têm um par de pernas por segmento corporal. O par diretamente atrás da cabeça é especializado e serve como uma espécie de dente, dos quais a centopeia usa para morder sua presa. O último par de pernas também é especializado e é mais longo que o resto, permitindo que a centopeia pegue e segure sua presa enquanto injeta veneno. As pernas da centopeia se destacam do corpo nos dois lados, facilitando a distinção da milípede, que tem todas as pernas embaixo.

Fica difícil entender como elas conseguem se mover com todas essas pernas em sincronia, não é? Mas isso se deve as células nervosas, que estão ligadas aos músculos e controlam todos esses movimentos tão organizados. 

Centopeias
Centopeias

Veneno 

As centopeias não são animais totalmente venenosos, mas possuem glândulas, e essa glândulas apresentam veneno em sua composição. Essa toxina é utilizada para paralisar e comer a presa. 

Os humanos, é claro, não são suas presas. Somente o veneno de certas centopeias grandes pode ferir os seres humanos. Mordidas podem ocorrer quando os seres humanos tentam pegar ou esmagar centopeias. Às vezes, ocorre um pequeno desconforto, embora tenham sido relatados raros casos de danos nos tecidos. Algumas centopeias se protegem dos predadores secretando uma toxina pegajosa. 

Centopeias
Centopeias

Características das Centopeias:

  • Cerca de 20 famílias e 3.000 espécies de centopeias foram descobertas em todo o mundo;
  • As cores da centopeia variam de amarelo pálido a marrom profundo. Seus corpos são sempre achatados ventralmente. Embora, como todos os artrópodes, as centopeias sejam cobertas com uma camada externa resistente, no entanto, elas não possuem uma camada impermeável e permanecem em áreas úmidas onde não há perigo de secar.
  • Muitas centopeias vivem no solo e no lixo das folhas, enquanto as que caçam livremente no chão são estritamente noturnas e passam o dia escondidas sob troncos e pedras, onde podem se manter úmidas. Eles vivem em terra em microhabitats úmidos (sob pedras e troncos, em detritos de folhas ou ocasionalmente em tocas);
  • As centopeias são atacadas por vários outros animais, como pássaros, sapos e musaranhos, além de humanos, se forem pisoteados acidentalmente;
  • As centopeias domésticas comem baratas, moscas e outras pragas também.
Centopeias e Milípedes
Centopeias e Milípedes

A Dieta das Centopeias

As centopeias são animais carnívoros, usam veneno para matar suas presas. O veneno vem de glândulas que se abrem perto do primeiro par de pernas modificadas (que atuam como presas venenosas). Sua mordida pode ser dolorosa para um humano, mas não letal geralmente.

As centopeias comem insetos, minhocas, aranhas, lesmas e outros pequenos animais.

A maior espécie de centopeia é a ‘Scolopendra gigantea’, que pode atingir cerca de 30 cm de comprimento por 30 cm de largura e é encontrada na América Central.

Piolho de Cobra 

Piolho de Cobra
Piolho de Cobra

Pertencente a classe dos Diplópodes, os conhecidos piolhos de cobra são animais que carregam dois pares de patas para cada segmento do seu corpo. Os recordistas até hoje comprovaram o número máximo de 750 patas por todo o corpo de um piolho de cobra.

Eles vivem, geralmente, sobre folhas, pedras, troncos de árvores, mas também é muito provável encontrá-los dentro de casas, pois esses animais buscam lugares que sejam úmidos para habitarem. 

O caminhar dos piolhos de cobra é bem vagaroso, isso porque a sua movimentação é ligada a alimentação, que tem como base matéria orgânica morta, animal ou vegetal. 

Diferenças entre eles 

O corpo do piolho de cobra é arredondado, enquanto a lacraia possui um corpo mais achatado. Porém, a diferença principal entre eles é que a lacraia carrega um par de garras que inserem veneno, e enquanto isso o piolho de cobra não possui, portanto, ele não é um animal venenoso.

Apesar da nomenclatura, o piolho de cobra não é um animal que se encontra em cobras.

Lacraia
Lacraia

Importância ambiental dos piolhos de cobras 

É totalmente comum notarmos a presença desses animais em áreas onde há produção de adubo orgânico. Eles ajudam no processo onde a matéria morta é transformada em nutrientes e com isso auxiliam na oxigenação do local.

Eles se alimentam do resto de matérias orgânicas encontradas em decomposição, por isso o piolho de cobra é realmente importante para o meio ambiente.Com essa alimentação eles devolvem para a natureza os minerais que são necessários para o solo e que serão absorvidos através das raízes das plantas. Por esse motivo, eles são ajudantes do ciclo desses materiais em favor da natureza.

Piolho de Cobra
Piolho de Cobra

Bioluminescência

Esses animais podem, durante a noite, ser facilmente identificados em locais com muito mato ou florestas, e notados como pequenos pontinhos que brilham e estão espalhados sobre o solo.

Isso acontece pela capacidade que esses animais possuem de bioluminescência, aquela habilidade de brilhar no escuro, das quais alguns animais como o vaga-lume possui. Essa característica é importante para espantar os  possíveis predadores noturnos desses animais, como cobras, lagartos e ratos.

Algo que também os distingue é que centopeias e lacraias são, geralmente, mais rápidas, enquanto os piolhos de cobras são mais lentos.

Quando encontrar com um desses animais, tome cuidado para não pisar em algum, e deixe ele cumprir livremente seu papel no meio ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *