Home / Curiosidades / Qual é o Tamanho de um Megalodon? Qual Tubarão é Maior Que Ele?

Qual é o Tamanho de um Megalodon? Qual Tubarão é Maior Que Ele?

Indivíduos marinhos em grandes estatura parece algo comum na fauna. Este lugar é moradia das orcas e dos tubarões, os maiores predadores dos mares. 

Estes locais também foram à casa do megalodonte (Carcharodon megalodon). O animal foi uma espécie gigante de tubarão pré-histórico. Ele viveu entre o Mioceno, há cerca de 23 milhões de anos atrás, e o Piloceno, há 2,6 milhões de anos. Ou seja, ele chegou por aqui muito antes da humanidade, que só apareceu há 200 mil anos. 

Seu nome tem origem no alfabeto grego, sendo megás, significando grandes, e odon, dente. Se traduzirmos o nome megalodon seria algo como dente grande, o que é verídico, já que estes chegavam a 17 centímetros de comprimento – sua mordida era mais poderosa do que a do T-Rex. Com uma dentição nestas proporções não é de se espantar que ele tenha sido o maior predador marinho que já existiu na terra. 

E o formato comprimido não fica só nesta região, ele também tinha um corpo de causar medo em quem o visse. O tubarão podia chegar aos 18 metros de envergadura. É o tamanho do tubarão-branco três vezes. Nadar nas águas que esse bicho existia com certeza não seria uma experiência muito reconfortante, digamos assim. 

Seu tamanho ultrapassa o do maior exemplar dos dias atuais, o tubarão-baleia, que chega aos 15 metros de comprimento. Apesar de existirem registros de uma criatura que chegou aos 20. Ou seja, teoricamente não existe um peixe maior que ele. Bom, não que a ciência tenha descoberto, pelo menos. 

Megalodon
Megalodon 

A extinção do megalodon 

E como predador mor do mundo, por que o megalodon sumiu? Simples, por falta de comida. É isso mesmo, este enorme caçador morreu de fome. 

A descoberta foi feita por meio de pesquisas que identificaram a presa preferida da espécie. Os cientistas analisaram fósseis de baleias menores e mamíferos marinhos da mesma família que os leões-marinhos e focas – que provavelmente foram devorados por animais grandes. O que quer dizer que só sobrou alguns ossos para os pesquisadores analisarem. 

Diante disso, descobriu-se que a comida preferida do megalodon era baleias menores ou anãs, como a também extinta Piscobalaena nana. Sua extinção está diretamente relacionada ao desaparecimento desta presa. 

Segundo Alberto Collareta, pesquisador da Universidade de Pisa, só isso explicaria o sumisse do maior predador dos águas, que prevaleceu e foi supremo neste local por milhões de anos. 

Já o que causou o desaparecimento das baleias anãs foi o resfriamento dos oceanos. A mudança de temperatura alterou a vida nas águas próximas às costas, habitat dessa espécie. O que acabou favorecendo o desenvolvimento de outros animais maiores, como a jubarte. E mesmo o tubarão sendo grande, ele não era páreo para um bicho de 16 metros de comprimento e 30 toneladas. 

Megalodon em águas brasileiras? 

Apesar de ser de distribuição global, acredita-se que o megalodonte não frequentava águas brasileiras. Pelo menos é o que acredita Catalina Pimiento, PhD em biociências pela Swansea University, do Reino Unido. A maior parte dos fósseis deste animal foram encontrados nos oceanos Pacífico, Índico e Atlântico. 

A criatura frequentava as costas americanas, europeias, asiáticas e até argentinas. Mas nenhum indício existe em mares brasileiros. 

Os maiores animais extintos

Além do megalodon, outros indivíduos que viveram na terra há milhões de anos atrás e hoje estão extintos também tinham um tamanho de dar medo, e nada perto da envergadura das versões atuais que conhecemos. 

1 – Lobo gigante (Andrewsarchus) 

Andrewsarchus
Andrewsarchus

Acha que o homem é o maior predador do mundo? Bom, atualmente ele é mesmo, mas ocupa esse posto há muito pouco tempo. Esse, antes, era um lugar reservado a bichos como lobo gigante. A criatura viveu durante a época do Eoceno, a mais ou menos 45 a 36 milhões de anos atrás. Era um mamífero carnívoro gigante e não é exagero. 

Os paleontologistas acreditam que ele pesava cerca de 1800 quilos, sendo o maior predador mamífero do tipo terrestre. 

2 – Libélula (Meganeura) 

Meganeura
Meganeura

Aparentemente, o termo gigante era algo comum naquela época. Muito parecida com a libélula de hoje em dia, a maior diferença entre a Meganeura e os bichos de atualmente é que esta tinha asas que poderiam chegar aos 66 centímetros de comprimento. Por causa disso, o animal é considerado um dos maiores predadores voadores da história. Sua dieta tinha como base outros insetos e pequenos anfíbios. 

3 – Crocodilo (Deinosuchus) 

Deinosuchus
Deinosuchus

Mais um grandão na lista, esse crocodilo média 12 metros de envergadura. Muito parecido com os bichos de hoje em dia, inclusive o jacaré, a criatura andava por aqui de 80 a 73 milhões de anos atrás. 

Tinha dentes grandes e afiados, e sua dieta era composta de tartarugas marinhas, peixes e até dinossauros relativamente grandes. 

4 – Peixe (Dunkleosteus)

Dunkleosteus
Dunkleosteus

Dunkleosteus era um peixe carnívoro que viveu por volta de 380 a 360 milhões de anos atrás. Foi um grande predador da sua época, isso graças ao seu tamanho, cerca de 10 metros, além de pesar quase 4 toneladas. 

Seu corpo e cabeça era recoberta por placas blindadas e articuladas, o que fazia com que ele se movimentasse lentamente na água, mas isso não queria dizer que ele não era um ótimo caçador. 

5 – Centopéia (Arthropleura) 

Arthropleura
Arthropleura

Essa centopéia gigante foi o maior invertebrado de todos os tempos. Tinha quase 2 metros. Mas, apesar do tamanho, não era um predador. O animal era herbívoro e só comia plantas. 

Viveu na terra há cerca de 340 a 280 milhões de anos, no local onde hoje é considerado a América do Norte. 

6 – Cobra (Titanoboa) 

Titanoboa
Titanoboa

Imagina se deparar com uma cobra de 12 metros de comprimento? Era isso que veríamos se estivéssemos vivos durante o Paleoceno, há 58 milhões de anos atrás. Para se ter ideia, a maior cobra atualmente, a Python, mede 7 metros. “Só” 5 metros de diferença. 

Os pesquisadores acreditam que ela pesava 1100 quilos e sua dieta era composta de tartarugas e crocodilos gigantes. Imagina uma cobra comendo um crocodilo? 

Estas fases mais “novas” da terra eram simplesmente assustadoras.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *